nao

Casamento de cachorro

Mais de 40 cãovidados testemunharam a união do meu cachorro

Publicado em 06/11/2008

Marco Antonio Miguel

Conteúdo SOU MAIS EU!

A dona da história: Cristina T. Gonçalves, 40 anos, empresária, Santana do Parnaíba, SP
Reportagem: Marco Antônio Miguel

Vip se casou com Belinha em uma
festa caipira
Foto: Arquivo pessoal

Eu queria comemorar os dois anos de minha pet shop, mas não sabia o que fazer. Alguém sugeriu uma festa junina. Mas só? Idéia vai, idéia vem, surgiu o plano de fazer um casamento entre cães. O meu Vip seria o noivo. E a noiva? Teria de ser da mesma raça ? golden retriever. Telefonei para uma amiga e pedi a "mão" de sua Belinha em casamento. E assim começaram os preparativos do casório canino.

Veja as fotos do casório

Casar um "filho" é uma alegria enorme, mas organizar a festa é uma responsabilidade e tanto. Cuidei de tudo: os convites para os amigos (cachorros ou não), o banho de beleza dos noivos no grande dia... Com tudo pronto, foi emocionante ver o Vip no altar.

Belinha chegou à cerimônia muito linda, em seu vestido branco com véu e grinalda. Mas cadê o noivo? O noivo sumiu! Ah, eu sabia que meu cão não estava lá muito interessado no casório... O fato é que, do altar, o Vip viu a amante, Fiona, uma vira-lata irresistível, e acabou sumindo com ela por uns minutos. Fiona se hospeda na minha pet shop com freqüência, e os dois passam muito tempo juntos. Vip não se segurou.

Mas o pai da noiva não deixou barato! Com muito carinho — e uma espingarda a tiracolo —, ele levou o Vip à cerimônia novamente. "Se correr, leva tiro!", alertava o sogrão. Ainda assim, Vip ignorou a ameaça e se jogou nos braços de Fiona. Foi um escândalo entre patas e pêlos! Belinha e seus familiares ficaram furiosos. O jeito foi puxar o Vip à força para continuar a cerimônia.

Bassets, poodles e buldogues

O padre caipira casou os dois em verso e prosa. "Ocê, Vip Foguetão, aceita como sua esposa Belinha Dengosa? E ocê, Belinha?" Como eles não responderam, o sacerdote continuou: "Então, pelo cravo e pelo manjericão, eu caso Belinha Dengosa e Vip Foguetão". Eles deram um beijo-lambida muito romântico. Na saída, chuva de arroz! E a festa começou!

Convidei mais de 100 pessoas e cerca de 40 "cãovidados". Havia todo tipo de raça: bassets, labradores, vira-latas, poodles, buldogues... Nada de pitbull ? é um cachorro tranqüilo, dependendo do tratamento do dono, mas muita gente tem medo, e nós respeitamos esse sentimento. E foi tudo pacífico.

A festa arrecadou ração para uma ONG

A comida e a bebida estavam uma delícia. Para as pessoas, pé-de-moleque, paçoca, pipoca, vinho quente, bolos e mais bolos. Os cães tinham seus canapés próprios, carne, frango e biscoitos de várias formas e sabores. Os noivos pouco se alimentaram. Todos os convidados queriam tirar uma fotografia com eles.

A festa também era beneficente. Cada convidado trouxe 1 quilo de ração para doarmos para à ONG Franslázaro, que cuida de 170 cães abandonados. Arrecadamos 175 quilos!

Todo mundo pergunta dos filhotes. Não, Vip e Belinha não tiveram filhos. Tudo bem... O que importa é a diversão. Quem tem cachorro me entende, né?


Comentários

Os comentários são pessoais e não refletem a opinião do MdeMulher.

Comente

Li e concordo com os termos de uso do site.