39 músicas que você escutou (muito!) no Ensino Médio

Só as mais pedidas do Disk MTV dos anos 2000.

 

1. Justin Timberlake – “What Goes Around… Comes Around” 

Era aquela canção de superação! Você tinha chegado na fase que as primeiras decepções amorosas começavam a aparecer e tinha apenas duas opções: enfrentar a dor de cabeça erguida e cantar “Baba, Baby” (que é basicamente a ideia da música do Justin) ou, simplesmente, virar emo. A canção foi primeiro lugar nos Estados Unidos.

 2. Nelly Furtado – “Promiscuous” 

Foi um “bafo” o lançamento dessa canção em 2006! Nelly Furtado, antes conhecida por ser  a “hippie do pop” e cantar músicas sobre voar feito um passáro, se juntou ao megaprodutor Timbaland e, juntamente a uma revolução em seu som, ela apareceu sexy e falando de SEXO. Funcionou! “Promiscuous” foi primeiro lugar em todo o planeta e elevou a carreira da cantora a um patamar antes inimaginado. 

3. Gwen Stefani – “Hollaback Girl”

Antes vocalista da banda de rock No Doubt, Gwen arriscou todas suas fichas numa carreira solo como cantora pop. O resultado não poderia ter sido melhor: vários sucessos e a inclusão desse hit na nossa memória afetiva. Quem não se lembra?

4. Pitty – “Na Sua Estante”

A roqueira baiana era a rainha absoluta do Disk MTV e “Na Sua Estante” o hino nacional de quem já ficou de escanteio num relacionamento. Basicamente: TODOS NÓS.

5. Mariah Carey – “We Belong Together”

Poucas cantoras podem bater no peito para dizer “eu tive um comeback”, e Mariah, que vinha de uma carreira de sucesso sem precedentes nos anos 1990, é uma delas. Após o fiasco do filme “Glitter” (risos), lançado no dia 11 de setembro de 2001, pior data possível,  a carreira da diva parecia trilhar caminhos nebulosos, mas em “Emancipation of Mimi” ela provou seu talento em se reinventar (precisava mesmo?) e cravou 14 semanas no primeiro lugar nas paradas norte-americanas com o hit “dor de corno” “We Belong Together”. Ah, a canção foi também a mais vendida de 2005. 

6. Ne-Yo – “So Sick”

Mas os anos 2000 amavam uma música de sofrimento! Além disso, era uma época em que o R&B vivia sua época de ouro nas rádios e, em “So Sick”, Ne-yo leva esse combo à perfeição! A faixa sobre estar cansado de canções de amor (que ironia!) foi um dos grandes sucessos de 2006.

7. Beyoncé – “Irreplaceable”

Beyoncé é poderosa e não quer saber de nenhum babaca na sua cola porque ela pode ter quem ela quiser e a hora que quiser. Ela também já pegou as chaves de volta e até chamou um táxi para levar embora de uma vez por todas essa pessoa de sua vida. Ah, ela não derramou uma lágrima! “Pra esquerda, pra esquerda”!

8. 50 Cent – “Candy Shop” 

Só quem viveu a adolescência nos anos 2000 sabe o quanto essa música tocou no rádio! Se hoje em dia Drake reina com seus singles sobre ser um homem com coração, nessa época 50 Cent – e seu rap “ostentação” – era o ‘maioral”. Fez escola.

9. Plain White T’s – “Hey There, Delilah”

Lembra do MSN? “Hey There, Delilah” é sobre uma relação que se mantinha a distância, uma coisa bem comum lá nos anos 2000. Do contrário, a música não teria sido número um nos Estados Unidos, além de ser o hino desses amores de Messenger… #nostalgia

10. Fergie – “Big Girls Don’t Cry”

Duas palavras: Milo Ventimiglia. ❤

11. JoJo – “Too Little, Too Late”

Primeiro e único hit da cantora Jojo (#justiceforJoJo), “Too Little, Too Late” é a resposta norte-americana para o “Baba, Baby” da Kelly Key. Foi um sucesso monstruoso e nem tinha como não ser, a canção é ótima!

12. Evanescence – “Call Me When You’re Sober”

Rainha gótica dos anos 2000, aqui, Amy Lee fala de estar cansada de joguinhos de amor, ela quer alguém que realmente esteja lá por ela, alguém que ligue mesmo sem estar bêbado. O mínimo, né? Até os roqueiros sofrem…

13. Simple Plan – “Perfect”

Hino emo dos anos 2000. E só um adendo: ninguém é perfeito MESMO. Ai, se a gente soubesse disso com 16 anos…

14. Pink – “Who Knew”

A Pink sempre foi uma popstar diferente. Com uma proposta mais agressiva do que suas contemporâneas, como Britney Spears, ela sempre demonstrou uma preocupação em passar mensagens em suas canções. E em “Who Knew” nada de críticas à indústria musical ou uma letra no estilo “Glee de superação”… O buraco é mais embaixo: é sobre perder alguém – um amigo – para o vício das drogas. Foi um grande sucesso no Brasil.

15. Ja Rule – “Wonderful”

Impossível escolher apenas uma música do Ja Rule para esta lista, o cara dominou as paradas R&B da década passada e grande parte do mérito se deve a sua parceria com a cantora Ashanti que esteve junto do rapper em vários hits, como no também icônico “Mesmerize”. Ai, saudades, 2005!

16. Natiruts – “Quero Ser Feliz Também” 

O reggae do Natiruts foi sucesso nos anos 2000 e invadiu as rádios brasileiras. A gente ainda lembra a letra de cor!

17. Seether – “Broken”

Duas realezas góticas com o coração depedaçado… O resultado não poderia ter sido outro a não ser uma canção de chorar lágrimas de sangue, bem ao gosto da Amy Lee. 

18. Akon – “Lonely”

A partir da música “Mr. Lonely (1962)”, de Bobby Vinton, Akon criou um hit “dor de cotovelo” que fez sucesso no mundo todo, principalmente no Brasil. 

19. Rihanna – “SOS”

Primeira canção da Rihanna a fazer realmente sucesso nas rádios brasileiras, era aquela que todo mundo pedia para o DJ tocar na matinê. E a pista bombava!

20. Green Day – “Wake Me Up When September Ends”

Todo ano é a mesma coisa e a mesma piada: “ei, me acorde quando setembro terminar”. Quer prova maior do que essa de que a música embalou seus melhores anos na escola?

21. Luxúria – “Ódio”

Você já postou a letra dessa música no seu fotolog. Admita!

22. Nelly e Kelly Rowland – “Dilemma”

É *apenas* a 11º música mais bem-sucedida da década passada, segundo a Billboard. Ouviu essa, Beyoncé?!

23. Usher e Alicia Keys – “My Boo”

E os anos 2000 (aka seus anos de colégio!) foram mesmo tomados por parcerias! Usher e Alicia não nos deixam mentir e fazem de “My Boo” um smash-hit de qualidade inquestionável!

24. Negra Li – “Você Vai Estar na Minha”

Regravação de Marisa Monte cheia de suíngue que tocou demais nas rádios brasileiras. Fez ainda mais sucesso por ser trilha da novela global “Pé na Jaca (2005)”. 

25. Foo Fighters – “Best of You”

Favorita dos roqueiros do seu colégio, mas que todo mundo ouviu por motivos da canção ser incrível! Marca a volta do Foo Fighters após um hiato de três anos. A espera valeu.

26. The Pussycat Dolls – “Buttons”

Como não amar uma canção sobre mulheres empoderadas, donas de si que fazem o que querem com seus corpos porque eles só dizem respeito a elas mesmo?!

27. Cassie – “Me & U”

Cinco meses no top 10 norte-americano, “Me & U” foi um sucesso e é o primeiro single do primeiro e único álbum de Cassie a chegar às lojas. Apesar de quase 10 anos já passados de seu lançamento, a canção se mantém relevante por servir de inspiração a toda uma geração de novas cantoras de R&B, como Zendaya, Tinashe e Kehlani

28. Hateen – “1997”

Lembra de quando o hardcore dominava a parada do Disk MTV? A gente lembra! 

29. Lily Allen – “Smile”

Em seu primeiro hit, Lily Allen não perdeu tempo e já mostrou que tem a língua afiada mesmo e que, em vez de sofrer por ter sido largada, ela prefere algo mais divertido como, por exemplo, rir do sofrimento do ex. Por falar o que todo mundo já pensou, mas nem sempre teve coragem de falar, a música fez um baita sucesso.

30. Amy Winehouse – “Rehab”

Embora ela já tivesse o álbum “Frank (2003)” em suas costas, foi “Rehab” a canção responsável por pavimentar o caminho da artista britânica para o sucesso e, principalmente, para a formação de sua persona problemática perante ao público. Quer fazer um teste? Pergunte para seus pais qual a música de Amy conhecida por eles… 100% de chance da resposta ser “Rehab”. 

31. Muse “Supermassive Black Hole”

Uma canção que fez sucesso MUITO mesmo antes de virar trilha-sonora de “Crepúsculo”. FIM.

32. Linkin Park e Jay Z – “Numb/ Encore”

O que pode dar errado quando os reis do nu-metal (cof, cof) se juntam ao rei do hip hip nos anos 2000? Nada, é uma parceria perfeita!

33. Black Eyed Peas – “My Humps”

Não é a canção mais politicamente correta, mas, né, como fala de sexo e ~ rebolado ~, o sucesso seria quase certeiro. E foi. A gente aposta que o refrão já está na sua cabeça! 🙂

34. My Chemical Romance – “Helena”

Preenchendo a cota “emo” do seu passado.

35. Snow Patrol – “Open Your Eyes”

A gente sabe que você cantou essa de olhinhos fechados!

36. Justice – “D.A.N.C.E.”

Essa canção saiu dos guetos da França para TODAS as pistas de dança do planeta.

37. Ashlee Simpson – “Pieces of Me”

Essa música aparecia na trilha-sonora da novela global “América” (sdds, Sol), então, já viu: tocou demais e em todas as rádios do país! Foi o primeiro sucesso de Ashlee, que antes era “apenas” a irmã da Jessica Simpson. Além disso, rendeu um dos maiores micos com playback da história da música.

38. Panic! At the Disco – “I Write Sins Not Tragedies”

Preenchendo a cota emo [2].

39. Kelly Clarkson – “Because of You”

Imagine uma canção que tocou em todas as rádios, programas de TV e em festas de casamento de 2005… Agora imagine de novo e eleve ao quadrado com versões em forro, axé, house e até funk… Resultado: “Because of You”. 

Para facilitar sua vida, a gente colocou as músicas nessa playlist esperta do Spotify! 🙂

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s