Dieta seca-barriga
Marcelo Correa

A preocupação é a mesma de sempre, mas piora nos meses mais quentes. Como, afinal, enfrentar o biquíni ou aquela roupa mais justinha com a barriguinha que teima em aparecer onde não é chamada? Você já deve ter reparado também que às vezes, do nada, ela parece maior ainda. Isso nem sempre é culpa da quantidade de comida, mas da qualidade do que entra no seu prato. "Alguns alimentos demoram mais para ser digeridos e ficam mais tempo no intestino fermentando, o que acaba estufando a barriga", diz a nutricionista Patricia Davidson, do Rio de Janeiro. 

Para driblar esse efeito, o jeito é escolher os alimentos que têm "vida breve" e passam rapidinho pelo intestino como frutas, verduras e grãos integrais. Porém, fique atenta ao excesso de fibras, acrescente-as aos poucos em suas refeições. Não adianta comer granola, aveia, linhaça, folhas, tudo no mesmo dia porque o excesso de fibras pode causar o efeito inverso do desejado e provocar cólicas e distensão abdominal. Para que as fibras cumpram o seu papel de "limpar" o organismo, lembre-se de beber pelo menos 2 litros de água por dia. Mas evite líquidos durante a refeição. Quando você bebe enquanto come (seja água, suco ou refrigerante) dilui os ácidos digestivos e com isso os alimentos demoram mais para ser digeridos, o que provoca gases e inchaço. 

 
A alimentação, no entanto, não é a única culpada por estragar seu programa barriga zero. Outra grande vilã é a fase pré-menstrual, quando, devido à variação hormonal, você fica mais inchada. Para reverter ou apenas controlar essa fase, evite o consumo de sal, açúcar, álcool e cafeína, que colaboram para a retenção de líquidos. 
 
Antes de ficar preocupada com tudo isso, uma boa notícia: mudando o cardápio dá para sentir a diferença no tamanho da barriguinha em dois dias. A nutricionista Eliane Tagliari, de Curitiba, montou um plano para fazer o abdômen murchar.

Cardápio dieta seca-barriga

Dia 1

Café da manhã

1 copo de vitamina de frutas (1 copo de 200 ml de água-de-coco + 1/2 maçã + 1/2 pera + 3 folhinhas de hortelã + 1 fatia de mamão + 1 col./sopa de linhaça)

Lanche

1 suco de açaí com morango ou 1 tigela pequena de açaí com banana ou 1 porção média de salada de frutas.

Almoço

Em casa: 3 col. (sopa) de arroz integral + 3 col. (sopa) de brócolis cozidos no vapor + 1 filé de peixe grelhado + Salada verde bem variada à vontade

Na praia: Tapioca salgada ou sanduíche natural (de frango, atum ou ricota no pão integral, sem maionese). Se for a um restaurante, peça um peixe grelhado com salada ou legumes no vapor

Lanche da tarde

1 copo (200 ml) de suco de melancia com hortelã ou 1 copo de suco de laranja ou 1 maçã ou 1 pera

Jantar

Salada grande de folhas verdes + frutas + oleaginosas + 1 lata de atum light, acompanhada de 2 torradas integrais temperadas com azeite extravirgem e semente de linhaça

Ceia

Shake de chá-verde (200 ml) + abacaxi (2 fatias) + hortelã (3 folhinhas). Bata tudo no liquidificador com gelo. Além de refrescante, rejuvenesce, ajuda a emagrecer e desincha a barriga

 

Dia 2

Café da manhã

½ papaia com farinha de linhaça + 1 xícara de chá de hortelã + 1 torrada integral com geleia de frutas vermelhas

Lanche

1 suco de laranja, ou suco de melão

Almoço

Em casa: 1 concha de lentilha + 2 col. (sopa) de arroz integral + 1 berinjela refogada com quinua e cheiro-verde + Salada verde à vontade

Na praia: +1 sanduíche (pão integral, atum light, requeijão light e cenoura ralada) ou peixe assado com batata

Lanche da tarde

1 taça de salada de frutas com granola ou 1 tigela pequena de açaí com banana ou 1 copo de suco de abacaxi com hortelã ou 1 copo de suco de frutas vermelhas

Jantar

1 filé de peixe ou frango grelhado + 4 col. (sopa) de cenoura e brócolis cozidos ou salada de alface americana, tomate, cenoura, uva passa e kiwi temperadas com azeite

Ceia

1 xícara de chá verde gelado batido com 10 amoras ou 10 morangos