Perdi 90 kg depois de ser trocada por uma magra

Fiz a cirurgia do estômago no mesmo dia em que ele se casou com a outra. Agora estou linda

Perdi 90 kg depois de ser trocada por uma magra

“Agora estou linda”
Foto: Arquivo pessoal

“Ele está saindo com uma garota”, me contou uma amiga. Demorei pra processar a novidade. Afinal, era do meu noivo que ela estava falando. “É melhor você ver com os seus próprios olhos”, ela continuava, como se falasse de uma novela e não da minha vida, do homem que namorei por dez anos e com quem me casaria em um mês. Vestido comprado, chá de panela organizado… Estava tudo embaralhado na minha cabeça. E agora? Fiquei perdida.

Peguei- no flagra

Fui conferir o que a minha amiga tinha falado. O Reginaldo era cobrador de ônibus, fui ao ponto final no horário em que acabava o expediente dele. Me escondi e o flagrei beijando a outra, que também era uma cobradora de ônibus de uma outra linha. Não falei nada na hora, mas fiz questão de que ele me visse e fui embora.

Cerca de uma hora depois Reginaldo apareceu na minha casa na maior cara de pau. “Desculpa, amor, foi um momento de fraqueza. Vamos deixar pra lá.” Mas eu tinha visto tudo. Não dava pra esquecer aquela cena.”Quer saber a verdade?”, ele começou a gritar. “Eu já estava cansado de olhar pra você e não ver beleza nenhuma! Estou cansado de ter uma mulher de 140 kg ao meu lado! Pelo menos ela é magra.” Inconformada, repeti o que tinham me contado: “Ela é mãe de três filhos! Você vai cuidar de filho dos outros? E o sonho de ter os nossos?” Aquela discussão não levou a nada. Ele estava disposto a ficar com a magrela.

Decidi operar

Sofri muito. Imagine uma pessoa mal, deprimida. Era eu. Até que um dia fui buscar um exame médico da minha avó e vi que naquela mesma clínica realizava-se a cirurgia de redução de estômago.

Tão caro… Mas um amigo da família se dispôs a pagar pra mim. Fiz exames e marquei a operação pra outubro de 2004. Me sentia pronta pra ficar magra. Mas não deu certo. Na hora tive um problema de pressão alta e não pude ser operada. Eu me perguntava: Quando a minha vida ia começar a dar certo?

Como se não bastasse, soube que o Reginaldo ia se casar com a outra no dia 26 de fevereiro de 2005. Eu ainda estava muito triste, não tinha superado a traição e o fim dos meus planos de me casar com ele. Minha mãe, então, me aconselhou a ir pra praia com umas amigas naquela data pra não ver a festa, que seria perto da nossa casa.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s