Fibras naturais melhoram o funcionamento do intestino e diminuem a fome

"Emagreci 35 kg com as fibras naturais! Para controlar meu apetite e desinchar, investi no consumo de aveia, frutas e vegetais. Virei um mulherão!", conta Juliana Pinto

Atualizado em 28/06/2012

Helena Dias - Dona da história: Juliana Magalhães Vecchietti Pinto, 23 anos, programadora, Campinas, SP

Conteúdo SOU MAIS EU!

Juliana Pinto mede 1,77 m e foi dos 117 kg para os 82 kg
Fotos: Alan Teixeira / Arquivo pessoal

Depois de três anos sem ver minha mãe, que morava fora do país, fui toda animada encontrá-la no aeroporto quando ela voltou ao Brasil, em 2009. Ao chegar, eu esperava um abraço apertado e muito carinho. Afinal, era muita saudade. Mas foi um choque ouvir a primeira coisa que ela me disse: "O que você fez com o seu corpo? Está tentando se destruir?". Na hora, comecei a chorar e nem lembrei de comemorar o reencontro. Voltei para casa acabada. Parei para me olhar no espelho e fui obrigada a reconhecer que ela tinha razão. Eu havia destruído meu corpo. A apenas um mês do meu casamento, eu estava com 117 kg! Naquele momento, me dei conta de que precisava mudar aquela situação. Eu tinha que recuperar minha velha forma e voltar a ser a mulher esbelta que sempre fui!

Os programas de casal me engordaram

Dizem que casamento engorda. Mas acho que já passamos a ganhar peso durante o namoro, viu? Eu era uma menina magrinha até os 18 anos, um pouco depois de começar a namorar. Sabe como é programa de casal, né? Comer pizza, lanche, sobremesa, sair para jantar fora, ver filme... Tudo sempre envolve comida! Fui crescendo e crescendo sem parar.

Ao longo de dois anos, ganhei 40 kg! E eu não notava. Sabia que estava mais gorda, mas não imaginava que fosse tanto. Aí, perdi todas as minhas roupas: não conseguia mais usar calças jeans, só vestidos e saias. O pior é que o Filipe, que já era meu noivo nessa época, não falava nada. Sempre dizia que eu era linda e estava bem. Não sei se o amor é cego ou se ele não queria me machucar. O fato é que eu simplesmente não ligava para o meu corpo. Nem me dava ao trabalho de fazer dieta.

Juliana ficou linda e saiu na capa da revista SOU MAIS EU!
Foto: Reprodução revista SOU MAIS EU!

Entrei na igreja parecendo um bolo de noiva

Só caí na real quando ouvi aquele comentário da minha mãe. Aí, decidi emagrecer para valer. Mas, ansiosa com tanta coisa para resolver do meu casamento, não conseguia levar a dieta a sério. Até perdi alguns quilinhos e precisei dar uma apertada no vestido, mas nada que fizesse grande diferença. Acabei entrando na igreja beeeem gordinha. Eu parecia um bolo de noiva!

Mas, assim que voltei da lua de mel, resolvi revolucionar. Decidi mergulhar com tudo na dieta. Comecei mudando minha alimentação. Cortei refrigerantes, frituras e doces de uma vez. Troquei tudo por opções mais saudáveis.

Meu grande aliado foram as fibras, principalmente a aveia. Comia o cereal todo dia no café da manhã com uma banana amassada. Isso me deixava satisfeita e sem fome por um bom tempo. Além disso, em todas as refeições eu comia algum vegetal: muita salada no almoço e no jantar e frutas em todos os lanchinhos. Assim, meu intestino ficou reguladinho e comecei a desinchar.

Quando sentia aquela vontade incontrolável de comer doces, eu apelava para a gelatina. Às vezes comia pura e às vezes fazia uma espécie de musse, batendo com leite desnatado. Fica bem gostoso!

Também passei a fazer exercícios. Para não ficar flácida quando começasse a perder peso, minha opção foi a musculação. Tudo isso me ajudou a perder 27 kg em um ano! Mas eu ainda não estava satisfeita. Queria ficar mais magra.

Agora o maridão morre de ciúme!

Tive que parar com a malhação e a dieta durante um ano porque troquei de emprego e mudei de casa. A sorte foi que não engordei, apenas parei de perder peso. Assim que tudo se ajeitou na minha vida, retomei a dieta e a malhação e voltei a emagrecer. Em seis meses, perdi mais 8 kg e cheguei ao meu peso atual: 82 kg! Não só recuperei meu corpinho de antes do namoro como fiquei ainda mais sarada.

Aí, passei a usar todas as roupas que tenho vontade, principalmente as justinhas! Só que o maridão morre de ciúme e vai comigo nas lojas para eu não comprar peças muito sexies. Adoro! E minha mãe, quando me viu magrinha pela primeira vez, quase não acreditou. Até tirou fotos e mandou para suas amigas!

Ainda pretendo perder mais alguns quilos. Eu e Filipe planejamos nos casar de novo. Só para eu usar o mesmo vestido ajustado. Quero estar linda e magrinha no meu novo álbum de casamento!

As fibras naturais estão presentes na maioria dos alimentos
Foto: Getty Images

Fibras dão saciedade e regulam o intestino

Entre os muitos benefícios das fibras naturais, dois se destacam: elas melhoram o funcionamento do intestino e diminuem a fome. "As fibras dão saciedade e aumentam o bolo fecal, fazendo o intestino trabalhar de forma regular", explica a nutricionista Roseli Ueno. O resultado é a ingestão de menos comida, pois todo o sistema digestivo passa a funcionar de forma equilibrada. O ideal é consumir de 30 g a 40 g de fibras por dia, combinados à ingestão de muita água. Sem líquidos, o efeito pode ser contrário ao esperado e o intestino ficar mais preguiçoso.

Confira o cardápio de Juliana

Comentários

Os comentários são pessoais e não refletem a opinião do MdeMulher.

liliane - Parab¿ns...voc¿ ¿ muito determinada! - 04/07/2012 16:27:09

Comente

Li e concordo com os termos de uso do site.