N

Maratona barriga sequinha!

Esse é o plano definitivo para você conquistar o abdômen dos seus sonhos. Tem dicas, exercícios e alimentos que vão ajudar você a chegar lá! Ao ataque, meninas!

Atualizado em 25/06/2012

Reportagem: Sandra Hirata e Giuliana Cury - Edição: MdeMulher

Como perder barriga

Maneiras de diminuir a barriguinha
Foto: Mari Queiroz

De olho na alimentação:

Alguns alimentos, quando consumidos em excesso, podem causar distensão abdominal e, com isso, aquela sensação de barriga "inchada". Para evitar que isso prejudique as suas curvas, siga as orientações da nutricionista Cynthia Antonaccio.

Alimentos sem exageros:

- Vegetais como couve-flor, nabo, couve-de-bruxelas, repolho.

- Leguminosas, como feijão, lentilha, grão de bico.

- Cerveja, açúcar e lácteos, uma vez que são alimentos fermentados. Mas, atenção: esses alimentos são saudáveis e importantes para o equilíbrio do seu organismo. Por isso, coma-os com moderação em vez de cortá-los de vez da sua dieta.

Líquido sem neura

Sabe aquela história que beber líquidos durante as refeições dá barriga? Esqueça. A nutricionista explica que um copo de 250 ml de água ingerido ao longo do almoço não distende o abdômen e pode ainda auxiliar na digestão. Já os líquidos gaseificados, como os refrigerantes, se consumidos em excesso, certamente causarão a sensação de barriga inchada, sejam eles tomados antes, durante ou após o jantar.

Dieta já

Se a sua barriguinha é resultado de acúmulo de gordura na região abdominal, não adianta apenas maneirar nos alimentos que causam a sensação de inchaço. Nesse caso, o jeito mesmo é fechar a boca, cortar as calorias e fazer um regime para perder os quilinhos extras.

Suco esvazia pochete

A retenção de líquidos faz a barriga ganhar uma saliência indiscreta. Para evitar essa visita não grata, experimente tomar de 3 a 4 copos (100 ml) de suco de uva orgânica por dia, sobretudo naquele período em que você costuma ficar mais inchada. Essa fruta é rica em flavonóides, antioxidantes que fortalecem os vasos linfáticos. Quando eles estão enfraquecidos, não conseguem eliminar bem as toxinas nem drenar os líquidos.

Os aliados

Para se livrar dos pneuzinhos é rechear o cardápio com alimentos que fazem a insulina ser liberada lentamente. Isso diminui as chances de seu abdômen ganhar camadas extras de gordura. Fazem parte dessa categoria: maçã, damasco, brócolis, couve-de-bruxelas, cereja, espinafre, abobrinha, cogumelo e quinua. Consuma-os várias vezes ao dia em pequenas porções. Aliás, comer de três em três horas também evita o acúmulo de gordura na barriga.

Azeite antibarriga

A Associação Americana de Diabetes publicou em seu jornal Diabetes Care que as dietas com maior teor de gorduras monoinsaturadas, presentes no azeite, levam a um menor estímulo da produção e secreção da insulina. "Com isso, diminuem as chances de haver depósito de gordura no abdômen", diz a endocrinologista Cláudia Cozer. Lembre-se, no entanto, de que essa iguaria é rica em calorias - 9 por grama. Uma dica é usá-la para regar a salada, pincelar sobre o pão no lugar da manteiga e da margarina e dar um toque nos pratos feitos com peixes, verduras, legumes.

O "G" da questão

Existe uma relação direta entre a gordura abdominal e a insulina, hormônio cuja função é regular a entrada de glicose no sangue. A endocrinologista Cláudia Cozer explica que o consumo excessivo de alimentos ricos em carboidratos simples e açúcares, como pão branco, macarrão, bolachas, biscoitos, batata e doces em geral, faz a produção e a secreção de insulina crescerem. Resultado: aumento do apetite e do depósito de gordura bem ali, no abdômen. Por isso, para fazer a barriga diminuir, é fundamental prestar atenção no que você coloca no prato.

Levedura e vitamina C contra flacidez

Você está precisando dar uma esticada na pele da barriga? Alguns alimentos também ajudam a tratar esse problema. A levedura de cerveja, por exemplo, em pó ou granulada, é rica em nutrientes como cobre e selênio - fortíssimo no quesito antiflacidez. Como é preciso apenas uma pequena quantidade diária, o truque é salpicar a levedura no mix de oleaginosas, no mamão do café da manhã e até na sopa. A vitamina C (abacaxi, laranja, kiwi) também é um elemento importante na construção do colágeno (que atua na sustentação da pele), assim como o magnésio (presente na alfafa). Faça este suco e beba sempre que possível: bata no liquidificador 1 rodela grande de abacaxi com 2 folhas de hortelã e um punhado de alfafa.

Lanchinho sem peso

Aquela fome do final da tarde é um perigo para a sua circunferência abdominal. Invista em um mix feito com duas castanhas-do-pará, de cinco a seis amêndoas e um punhado de sementes de girassol, ricos em zinco e selênio. Segundo a nutricionista Sheila Mustafá, esses minerais ajudam na eliminação de toxinas, como corantes (de gelatinas coloridas e sucos artificiais) e metais pesados (de peixes e verduras contaminados), que incham o abdômen.

Treino dos sonhos

 De acordo com Sue Fleming, a personal trainer de Hollywood que montou este plano, a sequencia dos quatro exercícios mexe com todos os músculos do abdômen e a recomendação é fazer a série de três a quatro vezes por semana, mesclando com atividades aeróbicas como andar, correr e nadar.

1. Deitada, pernas estendidas para cima. Seus braços devem ficar ao lado do corpo, com as palmas para baixo. Num único, lento e controlado movimento, sem a ajuda das mãos, use seu abdômen inferior para elevar o bumbum o mais alto que puder. Segure por três segundos e volte à posição inicial. Com o tempo, tente segurar por seis ou mais segundos. Faça 12 repetições.

Tratamentos e cirurgias que resolvem

Enxuga e estica

Segundo estudo apresentado pelo dermatologista Guilherme de Almeida no Congresso Mundial de Dermatologia, realizado em Buenos Aires, o uso do Ultrashape promove uma perda média de 5 centímetros de medida em três sessões. E isso sem cortes, furos ou injeção. A eliminação ocorre por meio do calor emitido pelo equipamento, que rompe as células adiposas, liberando a gordura. "É importante indicar a técnica para pacientes com pouca gordura localizada", diz o médico. Para os resultados serem ainda melhores, a dermatologista Adriana Vilarinho combina o uso do Ultrashape com o Accent, aparelho de radiofrequência que estimula as fibras de colágeno e elastina, tratando a flacidez da região.

Barriga remodelada

Se você tem o músculo abdominal distendido (por má postura, gravidez ou porque engordou muito, a miniabdominoplastia videoendoscópica pode ser a solução dos seus problemas. Como o corte é pequeno, cerca de 10 centímetros na região púbica, ele fica escondido pelo biquíni. "Isso é possível porque damos os pontos para unir os músculos e dar mais firmeza à parede abdominal por via videoendoscópica", explica o cirurgião plástico carioca Osvaldo Saldanha, presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. A anestesia é peridural e a operação leva de uma a duas horas. No pós-operatório, pedem-se uso de cinta por 60 dias e sessões de drenagem linfática. Você está liberada para tomar sol após um mês. Preço sob consulta.

Raios antiflacidez

Se a barriga ficou flácida, a dermatologista Mônica Azulay, do Rio de Janeiro, indica três sessões mensais de Titan. Os raios infravermelhos do aparelho agem nas camadas mais profundas da pele, estimulando a fabricação de fibras de colágeno e elastina. "Os resultados surgem a cada mês", diz. Com a pele da barriga mais esticada, a gordura localizada e a celulite são menos notadas.

 

Comentários

Os comentários são pessoais e não refletem a opinião do MdeMulher.

Comente

Li e concordo com os termos de uso do site.