nao

Dieta hiperproteica

Baseada em um cardápio rico em proteínas, a dieta hiperproteica ajuda a emagrecer até 3 kg em uma semana

Publicado em 01/09/2010

Belisa Rotondi

Conteúdo VIVA!MAIS
Destaque da Matéria

Rica em proteínas, a dieta modifica 
o metabolismo e diminui a fome
Foto: Getty Images

Quer emagrecer sem contar porções por refeição? Experimente a dieta hiperproteica! Rica em proteínas e gorduras (carnes e derivados do leite), ela modifica o metabolismo e diminui a fome.

E o melhor: como os carboidratos, responsáveis pelo acúmulo de gordura no corpo, estão fora do cardápio, você pode comer à vontade e continuar emagrecendo! Tanto que perde até 3 kg já na primeira semana!

Como funciona este milagre?

Entenda como a proteína dos alimentos leva o organismo a queimar toda a gordura acumulada, acelerando a perda de peso. E mais: o porquê do método permitir comer o quanto quiser!

1. O segredo

Para emagrecer rápido - até 3 kg já na primeira semana -, pare de comer carboidratos. Ficam proibidos nas suas refeições massas, pães, arroz, legumes, frutas e doces.

Sua alimentação se tornará, então, rica em proteínas (carnes e derivados do leite), modificando o seu metabolismo.

2. Xô, reservas!

"Quando ingerimos carboidratos, a glicose do sangue aumenta e há liberação do hormônio insulina, que estimula a formação de reservas energéticas do corpo", diz Nathalia Antiqueira Assunção, nutricionista da Clínica Dagoberto Perez.

Então, sem esse estímulo (ou seja, sem carboidratos), seu organismo é forçado a utilizar as reservas de gordura que tem para conseguir energia. E..."tcharam"..., eis que você perde peso - e justamente naquelas partes que mais incomodam!

"Se houver acúmulo de gordura abdominal, por exemplo, haverá diminuição dessa área e assim por diante", garante Nathalia.

Destaque da Matéria

Invista em carnes, queijos, iogurte e leite
Foto: Getty Images

3. O poderoso papel da proteína

Os alimentos que fornecem essa substância (como carnes, queijos, iogurte e leite), têm como principal função ajudar na construção das células e dos tecidos do corpo humano. Só que, em uma dieta sem fontes de carboidrato (que dão energia), os alimentos proteicos assumem também tal responsabilidade.

"Isso porque a proteína possui o mesmo valor energético do carboidrato, mas não age no aumento da glicose do sangue", explica a nutricionista Nathalia Antiqueira. Ou seja, ela evita a formação da gordura localizada!

4. Só vale por 15 dias!

Mas atenção: seguir o método por apenas 15 dias é o ideal, uma vez que a dieta, a longo prazo, pode trazer deficiência de vitaminas, minerais e fibras ao organismo.

Outro problema: ela é rica em gordura. Por isso, se você tem problemas caridovasculares, hipertensão, doenças renais ou taxa de colesterol alta, não siga essa alimentação.

5. Após os 15 dias...

Na primeira semana ao final da dieta, volte a comer frutas e legumes (uma porção de cada) no almoço e no jantar. Na semana seguinte, acrescente o pão no café da manhã. Na próxima, inclua o arroz, o feijão e o macarrão nas refeições principais. 

 

Nesta matéria