A cápsula natural 2 em 1 que elimina até 33kg

O composto com sene e cáscara-sagrada regula o intestino e desincha, aumentando o poder da dieta. Inspire-se na história de Fernanda!

Escrito por

Redação M de Mulher

Atualizado em 09/01/2014 em

Sou+Eu

um conteúdo de

A cápsula natural 2 em 1 que elimina até 33kg
Giulia Gazetta - Edição: MdeMulher

Fernanda Morini Alexandre, 23 anos, auxiliar administrativa de São Paulo, tem 1,64 m e foi dos 96 kg para os 63 kg.
Foto: Cintía Sanchez

Quando completei 22 anos, uma dor insuportável do lado direito das costas e do abdômen me fez chegar chorando ao hospital. Depois de ser examinada, o resultado me fez chorar ainda mais: eu estava com gordura no fígado e, se o quadro evoluísse só mais um pouquinho, poderia virar câncer e cirrose. Meu Deus, como aquilo era possível?! A médica me explicou que era um tipo de cirrose que não tinha a ver com álcool, e sim com a gordura que havia se acumulado no meu fígado! Não era pra menos: eu estava com 96 kg! Fiquei chocada. Como se tudo isso não bastasse, descobri que também estava pré-diabética. A doutora foi durona: disse que eu teria que tomar uma atitude drástica se quisesse ficar saudável novamente. Saí do hospital triste e totalmente abalada.

Minha primeira dieta foi aos 6 meses de vida

Costumo brincar dizendo que já vim ao mundo fazendo regime. Nasci com 4,5 kg e, com seis meses de vida, o médico orientou meus pais para que eu fizesse uma dieta. Não adiantou. Na infância, segui gordinha. E comilona. Adorava comer pizza, pudins e outras delícias calóricas. E minha má alimentação me fazia sofrer muito com o intestino preso. Cheguei a ser internada por causa disso. Além do mais, eu também era sedentária. Voltava da escola e, enquanto as outras crianças iam brincar ou praticar algum esporte, eu ia dormir. Mas quer saber? Nunca me senti mal por isso. Até porque não recebia apelidos maldosos e ninguém me tratava mal na escola. Eles precisavam de mim porque, apesar de gordinha, eu era nerd e sempre passava cola na hora das provas. Fazia de tudo para agradar e ser legal. Assim, ninguém repararia no meu corpo. Além disso, na adolescência eu tinha um namorado que, apesar de ser magro, me amava e me aceitava do meu jeito.

Comprar roupa era um quiproquó

A única coisa que me deixava para baixo, triste mesmo, era quando eu precisava sair para comprar roupa. Sempre gostei de moda e era superantenada. Mas de que adiantava saber tudo do mundo fashion se eu não podia andar bem-vestida? Os tecidos de roupa para gordinhas eram sempre horrorosos. As lojas mais estilosas do shopping não tinham o meu tamanho. Detestava todas as roupas que eu tinha! Ir para a praia era outra tristeza. Eu costumava usar maiô e me amarrar inteirinha em cangas. Isso quando não aparecia vestida de roupa mesmo... Mesmo assim, eu não fazia nada para mudar aquela situação. Não me toquei nem quando recebi aquele diagnóstico trágico de gordura no fígado, em agosto de 2012. Não conseguia me controlar. Continuei me alimentando muito mal, com fast food, doces, frituras... O problema é que, quanto mais besteira eu comia, mais dor eu sentia. No começo de 2013, minhas dores chegaram a níveis insuportáveis. Era realmente a hora de parar.

Decidi que meu aniversário, em 8 de fevereiro, seria o último dia da minha vida em que eu comeria tudo o que quisesse. Me entupi de carne louca e brigadeiro e, no dia seguinte, estava sentada no consultório de uma nutricionista. Como era de se esperar, ela me indicou uma dieta muito restrita. Nada de carboidratos e frituras. Refrigerante? Nem pensar. E não poderia abrir exceções, nem nos fins de semana. Foi duro, viu? Para completar, enquanto fazia a dieta, rompi com aquele namorado da adolescência. Pensei até em desistir, mas minha família me apoiou muito, apesar de também ser gordinha.

Conquistei mentalidade de magra

Além dos alimentos integrais, naturais e das verduras verde-escuras que incluí no meu cardápio, também passei a usar a canela em pó. Todos os dias, tomava um copo de leite com canela pela manhã. Também me controlava para comer de três em três horas, contadinhas no relógio. Outro hábito sagrado: tomar duas cápsulas naturais de sene com cáscara-sagrada por dia. Elas regularam meu intestino e me desincharam. Depois de seis meses seguindo rigidamente o cardápio da dieta, eu já havia perdido 25 kg! Por isso, a nutricionista liberou algumas exceções nos fins de semana. Foi bom para matar a saudade da pizza. Mas era estranho: não sentia mais aquela vontade louca de comer, sabe? Acho que, além do corpo, também fui conquistando uma mente de magra! Além disso, passei a fazer academia: há dois meses, malho uma hora por dia, de duas a três vezes por semana.

Me sinto vitoriosa por ter deixado a preguiça de lado! Em setembro de 2013, depois de sete meses, subi na balança com 33 kg a menos. Foi uma glória! Logo depois, fui a uma loja comprar meu primeiro short – era impossível usar um quando eu era gordinha. Pedi o número 40 para a vendedora. Quando provei, ele ficou largo. Pedi para buscar o número 38. Para a minha surpresa e a da minha mãe, que estava comigo no provador, o 38 também ficou largo! Começamos a gritar e pular no meio da loja! Ninguém entendeu nada. Então, minha mãe, toda orgulhosa, contou minha história e as pessoas começaram a aplaudir. Fiquei muito emocionada e saí de lá com o short tamanho 36! Mas o melhor você não sabe: com a dieta e os exercícios, recuperei 100% do meu fígado e consegui reduzir meu nível de glicose. Agora nenhuma dor me incomoda e não corro mais o risco de desenvolver câncer, cirrose nem diabetes! Estou com o corpo e a saúde em dia e ainda posso ir à praia de biquíni me achando. Não tem sensação melhor nesta vida!

Uma dieta cheia de aliados

O cardápio da Fernanda está recheado de alimentos que contribuem para o processo de emagrecimento. Veja quais são eles:

1. Sene + cáscara-sagrada tiram o inchaço
De nada adianta seguir a dieta à risca se o intestino não estiver funcionando, certo? “A cápsula natural de sene e cáscara-sagrada ajuda a combater a prisão de ventre e a desinchar”, explica a nutricionista Tabata da Silva, da rede Emagrecento. “Mas ela não é recomendada para gestantes e, em casos de dieta, precisa de acompanhamento nutricional”, alerta a nutricionista Roseli Ueno.

2. Verduras verde-escuras dão saciedade
"Além de ricas em nutrientes, as verduras de cor verde-escura possuem muitas fibras, que prolongam a sensação de saciedade", diz Tabata.

3. Canela acorda o metabolismo
Termogênica, a canela em pó aumenta a temperatura corporal. “Ela acelera o metabolismo e aumenta a queima de gordura”, explica Tabata. Você pode misturá-la ao leite ou mergulhar a canela em pau no chá, por exemplo

 Cardápio inserido

O cardápio da Fernanda

Café da manhã

1 xícara de 200 ml de leite desnatado com 1 colher (sopa) de canela em pó + 2 fatias de pão integral + 1 queijo Polenguinho® light + 1 banana

Dica da nutricionista:

Para secar ainda mais, coma apenas 1 fatia de pão integral e substitua o Polenguinho® por 1 colher (sobremesa) de pasta de ricota.

Lanche da manhã

1 pera

Almoço

1 cápsula natural de sene e cáscara-sagrada + Salada de verduras verde-escuras à vontade (escarola, rúcula, couve, almeirão) temperada com azeite extravirgem e limão + 1 colher (de servir) de arroz ou milho + 2 colheres (sopa) de grão-de-bico, feijão ou lentilha + 1 porção média de carne vermelha magra OU frango OU peixe (assado ou grelhado)

Dica da nutricionista:

Use apenas 1 colher (chá) de azeite para não extrapolar as calorias.

Lanche da tarde

1 barra de cereais + 1 goiaba

Jantar

1 cápsula natural de sene e cáscara-sagrada + 1 porção de legumes e verduras temperada com azeite e limão + 3 colheres (sopa) de atum light

Ceia

1 xícara de chá de camomila + 3 biscoitos integrais

(Cód. Conteúdo: 766080)