A dieta das cápsulas de manga africana

"Perdi 24 kg com a dieta da manga africana. Pulei do manequim 44 para o 38 em dez meses. Hoje arraso com as roupas justinhas!", conta Polianna Silva

Escrito por

Redação M de Mulher

Atualizado em 13/06/2011 em

Sou+Eu

um conteúdo de

A dieta das cápsulas de manga africana
Kizzy Bortolo. Dona da história: Polianna Silva Nali, 27 anos, Vitória, ES

Polianna tem 1,75 m de altura e foi dos 86 kg para os 62 kg
Foto: Naio Resende / Arquivo Pessoal

"Percebi que eu estava muito acima do peso quando minhas calças jeans simplesmente não passavam mais pelas minhas coxas! Era dezembro de 2009 quando vivi essa situação deprimente.

Naquele momento, enxerguei que era a hora de tomar uma atitude, até porque não tinha mais roupas para sair à noite. As poucas peças que entravam em mim ficavam horríveis. Eu precisava tomar vergonha na cara com urgência!

Aí, descobri a cápsula de extrato de manga africana em um site de emagrecimento. Diziam que o produto era natural e que não tinha efeitos colaterais. Resolvi apostar nele.

Comecei a tomar duas vezes ao dia, antes das refeições, e logo percebi que estava desinchando, pois o extrato é diurético. Além disso, ele tirou aquela vontade absurda de comer chocolates e guloseimas o tempo todo.

Promovia festivais de pipoca e sorvete

Até então, eu nunca tinha conseguido levar uma dieta adiante. Era muito difícil, pois sentia necessidade de comer chocolate depois de todas as refeições. E quando não encontrava um no caminho, apelava para qualquer tipo de doce. Nossa, eu comprava muita besteira! Nas sessões de filmes lá em casa, eu, meus pais e minha irmã promovíamos festivais de pipoca turbinados com potes de sorvete, salgadinhos e hambúrgueres. Fazíamos isso todos os fins de semana.

E o pior é que tínhamos uma lista enorme de dietas, contatos de médicos homeopatas, vigilantes do peso, receitas de remédios fortíssimos... Enfim, todos em casa sonhavam com uma fórmula mágica para entrar em forma!

Meu cérebro não me deixava comer muito

Quando comecei a usar as cápsulas de manga africana, não conseguia mais me entupir de comida nas refeições. As pílulas me saciavam. Então, passei a comer um prato enorme de verduras antes do almoço e do jantar. Em seguida, fazia o segundo prato. Queria enchê-lo de alimentos, mas acabava comendo só um grelhado, pois meu cérebro mandava um recado avisando que eu já estava saciada.

Com muita disciplina e força de vontade, perdi 12 kg nos três primeiros meses. E aí comecei a perder roupas, pois todas estavam enormes. Tive que comprar várias peças novas, o que não foi nenhum sacrifício!

A dieta das cápsulas de manga africana

Polianna ficou linda e saiu na capa da revista SOUMAISEU!
Foto: Reprodução revista SOUMAISEU!

Me param na rua para saber meu segredo

Para quem chegou a pesar 86 kg, perder 24 kg em dez meses foi uma vitória! Desde que atingi minha meta, que era eliminar 20 kg, não precisei mais tomar a manga africana porque aprendi a ficar longe do excesso de açúcar. Assim, não engordei mais.

Agora todas as roupas caem como uma luva no meu corpinho e só ouço elogios. Estou numa fase ótima, muito realizada! Todos me param na rua para pedir a receita de sucesso do meu emagrecimento. E eu revelo sem problemas: cápsula de extrato de manga africana.

Faço questão de divulgar esse produto milagroso porque espero que todas as mulheres possam experimentar a alegria que sinto hoje. Agora uso vestidinhos apertados e decotados sem medo de ser feliz!

O auge da minha realização foi poder me exibir num macacão tamanho P que estava guardado no meu armário, ainda com etiqueta. Eu sonhava com o dia em que poderia desfilar com ele na rua. Esse dia finalmente chegou, e agora eu uso e abuso!"

A dieta das cápsulas de manga africana

A manga africana faz sucesso por causa de sua eficácia no combate à obesidade
Foto: Dreamstime

A manga africana acaba com a fome!

"A manga africana faz sucesso por causa de sua eficácia no combate à obesidade", explica a nutricionista Marcella Souza, do Rio de Janeiro. O resultado foi comprovado em um estudo realizado em tribos da África. Ele mostrou que os povos de certas regiões apresentaram baixa incidência de obesidade devido ao consumo de uma pasta feita com a semente da manga africana, usada para engrossar as sopas. "As pessoas que experimentam a cápsula aqui no Brasil logo notam os seus benefícios: redução de apetite, aceleração do metabolismo, perda de peso, ganho de energia, sensação de bem-estar e redução do colesterol ruim (LDL)", complementa. É importante ressaltar, porém, que o produto não seca a pessoa da noite para o dia. Ele contribui com o processo de reeducação alimentar. "A principal vantagem é que não há efeito sanfona, pois a gordura corporal não retorna."

Onde encontrar

· Officilab, 250 mg, 60 cápsulas, R$ 107*
· Dalissa, 500 mg, 60 cápsulas, R$ 89,90*

- Conheça o cardápio seguido por Polianna

*Preços sugeridos em junho/2011