Dieta do chá antiansiedade leva erva macela no cardápio

"Emagreci 27 kg com o chá antiansiedade! Bebida de macela me relaxou, larguei o cigarro e o vício por comida!", conta Suziele Alves

Escrito por

Redação M de Mulher

Atualizado em 03/04/2011 em

Sou+Eu

um conteúdo de

Dieta do chá antiansiedade leva erva macela no cardápio
Leo Branco. Dona da História: Suziele Alves Moreira, 22 anos, Uruguaiana, RS

Suzieli foi dos 81 kg para os 54 kg
Foto: Léo Diaz / Arquivo Pessoal


"Passei dois anos comendo sem parar, sem perceber o quanto engordava. Pulei dos 65 kg para os 81 kg, mal distribuídos em meu 1,68 m de altura. Só me dei conta do descuido quando notei estrias na minha barriga. Fiquei apavorada! Tentei remédios e dietas. Tudo em vão. Os quilos perdidos voltavam rapidinho. Aí, percebi que só teria resultados permanentes se tratasse o mal pela raíz. Era a ansiedade que me fazia comer.

Entrei na faculdade e perdi o controle

Comecei a engordar há três anos, quando fui morar em outra cidade para fazer faculdade. Em casa, eu comia um prato balanceado com arroz, feijão, carne e salada, preparado pela minha mãe. Quando virei universitária, perdi meus limites. A saudade de casa, o medo e as novas responsabilidades me deixaram muito ansiosa. Passei a tomar cerveja até quatro vezes por semana. Também comecei a fumar cigarros: um maço e meio por dia! E comia o que fosse mais fácil para mim.

Tomava café da manhã e almoçava no bar da universidade. Mandava ver nos lanches e frituras. Também repetia o prato e devorava pacotes de salgadinhos e macarrões instantâneos. Após oito meses de faculdade, cheguei aos 81 kg.

Tentei remédios e dietas malucas. Nada deu certo

Só me dei conta dos excessos que cometi quando vi as estrias. Passei no psiquiatra e ele me receitou remédios controlados para emagrecer e levantar minha autoestima. Tomei os medicamentos por 15 dias, até que senti dores de cabeça, insônia e um baita mau humor. Interrompi o tratamento sem perder um quilo sequer. Então, resolvi mexer no meu cardápio. Adotei a chamada dieta das proteínas, que permite comer apenas ovos, presunto, frango e queijo branco. Foi outra péssima experiência. Perdi 8 kg em um mês, mas tive tonturas e tremores.

Aí, decidi atacar meu problema pela raiz: eu precisava combater a ansiedade. Analisei minha vida e percebi que o cigarro e a bebida só aumentavam esse mal. Por isso, resolvi acabar com os dois vícios. Foi o meu maior desafio: parar de fumar para emagrecer! E tomei outra decisão: começar uma reeducação alimentar rígida. Apostei em um cardápio enxuto, com alimentos leves e naturais, e diminuí as porções pela metade.

Dieta do chá antiansiedade leva erva macela no cardápio

Suziele ficou linda e contou os seus segredos à revista SOUMAISEU
Foto: Reprodução Revista SOUMAISEU


Os chás ajudaram a afinar minha silhueta

O segredo para controlar minha ansiedade foi tomar uma xícara de chá de macela após as refeições. Essa erva tem um gosto forte e me deixava saciada. O chá ainda tinha o poder de me deixar relaxada. Isso me permitia ficar longe do cigarro com facilidade. Eu tomava pelo menos duas xícaras por dia. Além do chá de macela, agreguei outros dois ao meu cardápio: o chá verde e o chá branco, conhecidos por queimar calorias. Em sete meses, cheguei aos 67 kg!

No final de 2009, baixei na internet alguns vídeos de aeróbica e comecei a praticar em casa todos os dias, por meia hora. Completava com uma hora e meia de caminhada pela vizinhança. Em julho do ano passado, atingi minha forma atual: 54 kg.

Hoje sou feliz por ter chegado a esse peso de maneira saudável. O melhor é que aprendi a dominar a ansiedade. Já sei que as ervas naturais podem me ajudar!"

 

Mais