Gengibre, a raiz que seca a barriga

Perdi 60 kg com a dieta do gengibre! Minha vida mudou completamente: fiquei magra e até arrumei um namorado!

Escrito por

Redação M de Mulher

Atualizado em 20/05/2010 em

Sou+Eu

um conteúdo de

Gengibre, a raiz que seca a barriga
Lígia Scalise
Gengibre, a raiz que seca a barriga

Cheguei a ficar com 121 kg! Hoje, sou feliz com 61 kg
Foto: Allan Teixeira

Era agosto de 2008. Eu esperava minha mãe em um consultório médico e comecei a pensar na vida: "Que droga! Estou com quase 30 anos, sem namorado e gorda". Naquela hora lembrei de uma amiga que estava em uma cadeira de rodas e, infelizmente, não tinha muitas opções. Mas eu tinha! Ser gorda não era uma fatalidade, era uma escolha. Ali, a ficha caiu: minha felicidade só dependia de mim.

>> Eu vivia em um mundo de mentiras
O efeito sanfona sempre fez parte da minha vida. Mas só perdi totalmente o controle ao entrar na faculdade, em 2003. Em três anos, ganhei 30 kg e fui parar no manequim 62. Você não leu errado...

Foi a pior época da minha vida. Assumi o papel da amiga simpática, estudiosa, que todo mundo adora mas nenhum homem quer. E fingia gostar dessa vida. Mentira: eu só não queria encarar os meus medos. Meu horror ao consumo era um exemplo disso. Preferia vestir as roupas velhas a comprar novas. Me enganava dizendo que vaidade era coisa de gente fútil e que eu tinha mais com o que me preocupar! Por conta desse desleixo, cheguei a ficar sem tomar banho por alguns dias, sem cortar e pentear o cabelo e até sem trocar de roupa.

Também deixei de sair por medo de entalar na catraca do ônibus, de quebrar uma cadeira ou de ouvir grosserias na rua. E o pior: para encontrar diversão, fazia festas no meu quarto, com música e bebidas, só pra mim.

>> Perdi 7 kg nos primeiros 15 dias
Até que, naquele agosto, resolvi encarar a desgraça. Fui até a farmácia e subi na balança: 121 kg para 1,58 m. Aquilo me incentivou a iniciar minha transformação. Troquei o cardápio de casa e criei um blog. Batizei meu diário virtual de "Emagrecendo eu sei que vou conseguir". Registrava meu novo peso a cada 15 dias.

Já na primeira quinzena, perdi 7 kg. Fiquei tão feliz que fui à casa dos meus avós contar a notícia. A minha torcida era grande: família, amigos, vizinhos e colegas de blog. Outra evolução foi a caminhada. Nos primeiros dias, só conseguia ir e voltar da farmácia, a 500 m da minha casa. Dez dias depois, dei uma volta no quarteirão. Com um mês, já fazia 30 minutos de caminhada intensa. Fiz tudo no meu tempo, do meu jeito. Também aprendi a respeitar os limites do meu corpo, sem passar fome. Opa, mas ainda não acabou. Tenho um segredo que me ajudou muito: o gengibre.

Desde que soube que essa raiz tem o poder de queimar a gordura, a incluí no meu cardápio. São dois copos de suco e um pedacinho de gengibre por dia. Adotei a receita e indico para todas as minhas colegas. Faz o maior sucesso no meu blog!

>> Perdi metade de mim
Todo o meu processo durou um ano e quatro meses. Nesse período, perdi 60 kg: metade de mim! Peso 61 kg e desfilo manequim 40. Continuo lutando para manter o peso. E isso é uma batalha diária. Reeduquei minha boca e minha cabeça! Mas surtiu efeito: depois de quatro anos na seca, beijei na boca e estou de namorado novo. Ê, coisa boa!

Coloque o gengibre no seu cardápio

As formas mais comuns de se consumir o gengibre são em pedaço, farinha, chá ou cápsula. Siga as recomendações da nutricionista Francine Schmidt:

Farinha
Corte o gengibre em fatias finas e deixe secando na sombra por uma semana. Depois, bata no liquidificador até virar pó. O ideal é consumir uma colher (sopa) da farinha de gengibre por dia, acrescentando-o aos sucos, iogurtes, frutas, leite ou sobre os alimentos. Essa farinha pode ser conservada em um recipiente fechado por até seis meses.

Chá
Ingredientes: 5 cm de raiz de gengibre + 1/2 litro de água + 4 cravos-da-índia + 1/4 de limão + 1 canela em pau.

Modo de fazer: Prepare um suco de gengibre e limão e coloque em um recipiente. Aqueça 1/2 litro de água e adicione ao preparo de gengibre com todos os outros ingredientes. Deixe o chá em repouso por 10 minutos.

Dica: o gengibre não deve ser fervido, pois perde as suas propriedades. O ideal é consumir no máximo 1/2 litro do chá por dia, após as refeições.

Cápsulas
As cápsulas podem auxiliar na dieta, mas não com o mesmo resultado do gengibre ao natural. O recomendado é tomar 3 cápsulas de 500 mg por dia, uma antes de cada refeição.