Perdi 17 quilos com a erva que tira a fome

Quando passo um dia sem tomar o chá de carqueja, já me sinto diferente. Meu metabolismo diminui e fico com o corpo todo inchado

Escrito por

Redação M de Mulher

Atualizado em 09/10/2009 em

Sou+Eu

um conteúdo de

Perdi 17 quilos com a erva que tira a fome
Mariana Gomes

Realizei meu sonho de fazer um piercing 
no umbigo
Fotos: Luis Prado

''Gor-diiiii-nhaaaa!''. Era assim que me chamavam aonde eu ia. Nem parecia que meu nome era Elen! Meu marido não reclamava do meu peso pra não me magoar, mas me incentivava toda vez que eu começava uma dieta. Um dia, fui ao ginecologista, que me passou um baita sermão. Disse que, do jeito que eu estava, teria muita dificuldade pra engravidar. Só aí percebi que não precisava emagrecer apenas por vaidade. Afinal, ser mãe é meu maior sonho.

Casei e ganhei 18 kg

Tenho 1,59 m e sempre pesei 55 kg. Comia de tudo. Só quando me casei, em 2002, é que começaram meus problemas. Meu marido trabalhava em outra cidade e voltava apenas aos finais de semana. Adivinha como eu preenchia este vazio? Comendo, claro. Ganhei 10 kg.

No segundo ano, ele voltou a trabalhar perto. Mas aí não adiantava mais. Virei uma draga! Eram, no mínimo, cinco pães ao dia. Em casa, não entravam mais frutas e verduras. Em julho de 2008 eu estava com 73 kg e o colesterol nas alturas. Já não conseguia mais dormir e vivia mal-humorada.

Quando a ficha caiu

Sempre quis ser mãe, e aquele ginecologista tocou no meu ponto fraco. Saí da consulta e já marquei uma nutricionista. Ao me conhecer, ela não se conteve: ''Nossa, Elen! Mas você come feito um trabalhador braçal!'', disse. Descobri que o segredo para emagrecer é não passar fome. O estômago não pode roncar. Quando isso acontece, nos vêm à cabeça só coisas gostosas, pesadas e gordurosas.

A erva milagrosa

Na hora de dormir me bate uma fome de leão. É aí que o chá de carqueja entra em ação. A nutricionista pediu que eu o tomasse todos os dias à noite. Bebo e vou direto pra cama. Além de saciar o estômago, me faz dormir tranquila. A erva é fácil de ser encontrada. Não vou dizer que o chá é gostoso. Também não é ruim, mas tem gosto de mato. Eu coloco umas gotinhas de adoçante e fica ótimo. O fato é que eu tomo sempre. Quando não o faço por alguns dias, logo percebo a diferença. Sinto meu corpo todo inchado. É porque ele é diurético, ou seja, estimula a eliminação de líquidos e toxinas.

Em dezembro do ano passado entrei na academia. Em pouco tempo cheguei aos 54 kg. Minha família e meus amigos começaram a pegar no meu pé. Diziam que eu estava magra demais.

Hoje, com a correria do dia a dia, parei a academia, mas continuo fazendo caminhadas. Estou com 56 kg e me sinto realizada. Tem gente que não me reconhece na rua. Quero curtir essa fase boa. E, quem sabe, ano que vem não engravido, né?!

Mais