Perdi 20 quilos com a dieta da laranja

Emagreci de maneira saudável, com o cardápio que eu mesma criei. Além de magra, fiquei com tudo no lugar!

Escrito por

Redação M de Mulher

Atualizado em 10/09/2009 - 00:00 em

Sou+Eu

um conteúdo de

Perdi 20 quilos com a dieta da laranja
Mariana Gomes

Estava comendo uma pratada de coxinha 
com refrigerante quando decidi que faria 
uma dieta
Foto: Luis Prado

''Nossa, Aline! O que você tomou para emagrecer tanto assim?'' Nada, minha filha. Esses 20 quilos perdidos são fruto de muita força de vontade e dedicação!

A maior parte das pessoas que precisam emagrecer justifica os quilinhos a mais dizendo que tem tendência a engordar, que o metabolismo é lento... Tudo bem! Eu realmente tenho uma genética desfavorável nesse aspecto, mas preciso admitir: com meu 1,60 m, cheguei aos 81 quilos por pura falta de vergonha na cara!

Eu explico: é que na minha casa os hábitos à mesa não são dos melhores. Todos somos adeptos de coxinhas, quibes, croquetes... Pois é! Isso sem contar as fornadas diárias dos bolos calóricos que a dona Inês, minha mãe, faz como ninguém.

Aline, você está enorme!

Fui gordinha desde criança e sempre tentei emagrecer. Lembro que, certa vez, era meu aniversário e cantaram parabéns no colégio. No final da música, mandaram uma rima assim: ''No restaurante, no restaurante, teve dois filhinhos que viraram elefante!''. E um coleguinha ainda gritou: ''Puxaram a mãe!''. Todos riram.

A gente passa por cada coisa! No início de 2007, fui visitar minha prima, que se assustou: ''Aline, você está enorme!''. Aquilo foi um baque! Quanta sinceridade! Ao voltar pra casa, encontrei uma amiga que estava grávida de 8 meses. Outro choque: eu parecia mais gestante do que ela! Então, me tranquei no quarto. Fui vestir a calça jeans de sempre e ela não entrou. Ah, não! Foi muita coisa pra um dia só!

Besteirinhas? Nunca mais!

Um sábado depois, fui chorar as lamúrias pra uma amiga. Estava comendo uma pratada de coxinha com refrigerante quando me revoltei: coloquei tudo de lado e decidi que faria uma dieta pra ontem!

Nem eu sabia o quanto essa escolha mudaria minha vida. Na segunda-feira, já às 7 horas da matina, saí pra caminhar e entrei na academia. A avaliação física foi vergonhosa: 81 kg, com direito a uma porcentagem absurda de gordura corporal.

Bolei meu cardápio. Afinal, sabia o que fazia bem ou mal para a minha beleza e, principalmente, para a minha saúde. E, se você pensa que alguém mudou a rotina alimentar em casa por solidariedade, errou feio! Tudo continuou - e continua - igualzinho ao que sempre foi. Imagine a força de vontade que precisei ter para mudar a minha vida!

Passei a me monitorar

Desenvolvi técnicas que me ajudaram bastante. Em um papel, escrevi meu peso inicial e o que queria alcançar. Em outro, colocava tudo que eu comia e os exercícios realizados - até uma simples faxina entrava. Me pesava todo dia e, quando sentia fome fora de hora, pensava duas vezes, pois tudo estaria ali. Esses relatórios eram uma espécie de ''dedo-duro do bem'' no fim do dia.

Já no primeiro mês, emagreci cinco quilos! Sabe aquelas calças que não serviam mais? Pois então, voltaram a entrar com facilidade! Fui pegando gosto pela coisa. Passei vontade, sim, mas fui guerreira e resisti bravamente! Alguns achavam que eu tinha ficado chata, mas nem ligava.

À noite me dava uma fome de monstro! Antes do jantar, devorava um quarto de uma melancia. Como ela é só líquido, sobrava menos espaço para comida.

Tudo na dieta tinha uma razão de ser. E meu golpe de mestre vinha nos lanches da manhã e da tarde. Todo santo dia eu comia laranjas. Essa fruta tem um detalhe especial: permite que você a descasque devagarinho e, assim, vá comendo em pedaços bem pequenos. Dessa forma, dava tempo de a digestão começar. Aí, a fome passava mais rápido. Sem contar que a laranja é antioxidante, ou seja, ajuda a prevenir doenças e queimar as gordurinhas!

Passei a cuidar mais de todo o resto

Percebi que eu estava realmente bonita. Comecei a me cuidar mais, arrumei o cabelo, a pele, me redescobri! Todos que me veem dizem que não tenho corpo de ex-gorda! Tudo está durinho: bumbum, coxas, barriga... E isso porque me preocupei em emagrecer de forma saudável. Nada de remédios ou regimes malucos!

Hoje, quando minha mãe faz frituras, saio do quarto enfurecida, com o cabelo enrolado dentro de uma touca pra não pegar o cheiro! Torço pra que esta mudança inspire minha família. Quero que eles também entrem para o clube dos desengordurados!

Xô, gordurinha!!!

Entre outras qualidades, a laranja que a Aline come é antioxidante. Alimentos com esta propriedade corrigem a falta ou o excesso de vitaminas, minerais, enzimas e ácidos graxos do corpo, ou seja, recuperam o equilíbrio do organismo. Com isso, as células desinflamam, o metabolismo acelera e o intestino funciona.

Frutas cítricas e vegetais verdes estão nessa lista de alimentos que secam gorduras com saúde e sem tanto sacrifício.