Perdi 55 kg com a nova dieta da gelatina

Entrei em forma em dez meses e ainda mantive a pele firme e bronzeada

Escrito por

Redação M de Mulher

Atualizado em 13/01/2010 em

Sou+Eu

um conteúdo de

Perdi 55 kg com a nova dieta da gelatina
Mariana Gomes

A gelatina ajuda a saciar aquela 
compulsão momentânea e garantir 
que o meu corpo fique saudável
Foto: Marcus Lucconi

Desde pequena, sempre fui apontada na rua como referência negativa: ''Cuidado, hein? Se continuar comendo assim, vai acabar igual a ela''. Mas em 2004 atingi meu ápice de obesidade. Decidi parar de fumar e, ainda por cima, torci o tornozelo. Eu não podia encostar o pé no chão. Aí, o que já era ruim piorou! Cheguei aos 110 kg!

Então, resolvi criar um cardápio que funcionasse de acordo com as minhas expectativas. Durante as refeições, enchia o prato de salada. Escolhia no mínimo quatro tipos diferentes de folhas, bem saborosas e temperadinhas. E passei a criar minhas próprias receitas.

A sobremesa que me deu aquela força

Hummmm... gelatina! Mudei milhões de coisas nos meus hábitos alimentares. Deixei de comer várias gostosuras e passei muita vontade durante a dieta. Por isso, se não fosse a gelatina, talvez eu não tivesse conseguido. Ela foi minha válvula de escape. Quando dava aquela vontade incontrolável de comer um doce, lá corria eu pra minha companheira. Em dias frios, eu a tomava quentinha, mesmo. Como um chá, sabe? Agora, para o calor, não encontrei alimento melhor. Comia à vontade, bem geladinha. Assim, eu enchia o estômago com algo gostoso, refrescante e de fácil digestão.

E foi ela que permitiu que eu emagrecesse 55 kg em dez meses e, mesmo assim, ficasse toda durinha. Meu corpo não parece de ex-gorda, não! Pensa que tenho alguma pele sobrando? Nadica de nada! E olha que não fiz uma plástica sequer, hein? A gelatina não tem gordura, é pouco calórica e possui colágeno, a proteína que garante a firmeza da pele. No desespero, ela me socorria! Eu apelava para aqueles potinhos coloridos na geladeira e para outros truques.

A gelatina engana o estômago

Existem várias desculpas de gordo. Eu conheço todas. Se você perguntar pra dez obesos por que eles são daquele jeito, nove dirão tudo, menos que comem em excesso. ''Tenho um problema na tireoide'' é a mais usada por eles. A verdade é que é uma loucura o tanto que um gordinho consegue comer. Um verdadeiro descontrole.

A gelatina ajuda bastante neste sentido. Quando termino de comer e percebo que ainda estou com fome, escolho um sabor e mando um copinho! Sei que esse é o melhor jeito de saciar aquela compulsão momentânea e de garantir que o meu corpo fique saudável e funcionando em harmonia.

Minha pele dourada no verão

Também consumi na minha dieta muita moranga, um tipo de abóbora. Esse legume tem um sabor adocicado e a consistência da batata, mas não engorda - 100 g têm apenas 20 calorias! Por isso, ela também me ajudou a saciar a fome e baixar a ansiedade. Além de tudo, é rica em betacaroteno, substância que estimula o bronzeamento da pele. Ótima para o verão. Eu comia sempre, fosse salgada, no almoço, ou geladinha, em forma de doce, na sobremesa.

Hoje sou outra mulher. Passei do manequim 56 para o 36. O sucesso da minha dieta foi tamanho que muita gente me pede dicas pela internet. Me realizo em inspirar aqueles que passam pelo mesmo incômodo que eu. Com muito esforço, superei.

Minhas dicas

. Tenha sempre gelatina pronta na geladeira. Na hora da fome, é só atacar.

. Se quiser algo de chocolate, faça um pudim diet. Ele mata a vontade de doce e as calorias são mínimas.

. Pra substituir o azeite e o óleo, use molho shoyu.

. Couve-flor com caldinho de feijão substitui tranquilamente o arroz e não engorda.

. Escolha um dia na semana pra comer o que quiser. O meu era o sábado. Nele, comia um x-búrguer ou pedaços de pizza, com sobremesa e tudo! Assim, a ansiedade baixa.

A Gelatina bombada de colágeno

Existe um tipo de gelatina que é bem mais eficaz do que as de caixinha. Ela atende pelo nome de hidrolisada e é uma bomba de colágeno no corpo. Essa proteína é responsável pela firmeza da pele e fornece substâncias que aceleram o funcionamento do metabolismo, ou seja, a queima de gordura. ''Por volta dos 25 anos, o organismo produz cerca de 70% do colágeno necessário. Com o tempo, o corpo deixa de ser capaz de manter sozinho a sustentação da pele, bem como o viço do cabelo e a força das unhas. Caso não haja uma reposição adequada, aos 50 anos a produção cai ainda mais e chega a 30% do ideal. Por este motivo, quanto mais potente a gelatina, melhor'', explica a nutricionista Madalena Vallinoti. Embora não seja uma sobremesa nem tenha o aspecto da gelatina convencional, a hidrolisada é pouco calórica e, assim como a outra, reduz a fome. ''As partículas dela se juntam às da água e dão uma sensação de estufamento. Isso envia ao cérebro a informação de saciedade, prolongada por muito mais tempo'', afirma a especialista. Portanto, a gelatina hidrolisada pode ser consumida ao mesmo tempo que a de caixinha. Veja as diferenças entre os dois tipos.

Gelatina comum

. É uma deliciosa e refrescante sobremesa. Por isso, diminui a ansiedade e sacia a vontade de doces.

. Contém cerca de 4,3% de colágeno, e a versão light, 4,9%

Gelatina hidrolisada

. Não é sobremesa. Além de ser consumida em pó, existe a versão em cápsulas.

. Tem em média de 85% de colágeno, 20 vezes mais que a convencional.

Versões hidrolisadas

A gelatina hidrolisada existe na forma de cápsulas ou em pó. As cápsulas devem ser tomadas três vezes ao dia, uma antes de cada refeição principal. Já a em pó deve ser diluída em 200 ml de água - um envelope ou 10 g ao dia.

. Meissen, 100 g. R$ 16

. Collacel, caixa com 30 envelopes. R$ 32

. Nutricêutica, 300 g, sabores morango, uva e tangerina. R$ 38

. Gelamin, caixa com 30 envelopes. R$ 48