Chá verde em cápsulas

Para quem não suporta o gosto do líquido, a versão drágea é uma ótima alternativa

Escrito por

Redação M de Mulher

Atualizado em 29/10/2008 em

Viva! Mais

um conteúdo de

Chá verde em cápsulas
Catarina Fávero
Natalia Guimarães

A miss Brasil Natália Guimarães não
suportava o sabor do líquido e
aderiu às cápsulas de chá verde
Foto: Divulgação

Que o chá verde tem um poder e tanto, isso é fato. Prova são os muitos fãs que o consomem no mundo inteiro, em busca de suas propriedades antigorduras, antibacterianas e sua capacidade de melhorar a circulação, combater rugas precoces e acelerar o metabolismo. Mas tem um lado ruim, que não agrada a todo mundo: seu gosto amargo.

Quem pena com isso pode comemorar e seguir o exemplo da miss Brasil Natália Guimarães. Ela, assim como muita gente, não suportava o sabor do líquido e aderiu às cápsulas de chá verde. "Não gosto de nenhum tipo de chá. Então, meu médico ortomolecular receitou a erva em cápsula. Tomo uma todo santo dia há mais de dois anos", conta a mineira, considerada a segunda mulher mais bonita do mundo.

É boa porque...

"A cápsula é uma boa opção para quem não tolera o sabor da erva, pois conserva todas as suas propriedades", revela a nutricionista Patricia Quintella, do Centro Médico Richet, do Rio de Janeiro. E o melhor: combinando a incrível erva com um cardápio enxuto e balanceado, dá para secar até 5 kg em um mês!

Tire suas dúvidas

Quanto: a quantidade ideal de consumo é 500 mg por dia, de 1 a 3 vezes por dia, dependendo da quantidade de erva em cada cápsula. Evite tomá-las antes de dormir, pois, como contêm cafeína, podem atrapalhar o sono.
Onde: você encontra as cápsulas de chá verde em lojas de suplementos alimentares, farmácias e farmácias de manipulação.
Quanto: os preços variam muito, de R$ 10 a R$ 50, dependendo do número de cápsulas e marca.
Quem não pode: devem evitar o consumo quem tem problemas no estômago, como gastrite; sofre de problemas cardiovasculares e renais (só com permissão médica); tem disfunções na tireóide; sofre com insônia; faz uso de anticoagulantes; está grávida ou amamentando; toma medicamentos com ferro, atropina, codeína, efedrina, pseudoefebrina, teofilina, aminofilina e haloperidol. O chá pode afetar a absorção das substâncias.