Dieta da lua
Catarina Fávero
Dieta da lua

Fernanda Vasconcellos, quando precisa 
secar, apela para a dieta da Lua
Foto: Divulgação

Segundo os astrólogos, a Lua exerce influência não só sobre as marés, mas também sobre todo o líquido que circula pelo nosso organismo — o que, conseqüentemente, afeta a nosso bem-estar e saúde. Com base nisso, surgiu da Dieta da Lua, um dos mais antigos programas de emagrecimento que, apesar de não ter embasamento científico, é muitíssimo utilizado.

A proposta é simples: sempre que a Lua muda de fase — ou seja, uma vez por semana — a pessoa deve passar 24 horas ingerindo apenas líquidos. Fernanda Vasconcellos, ex-gordinha que agora hoje exibe um corpão, segue o programa sempre que a calça aperta.

"Passo um dia inteiro à base de sucos e sopas. Na manhã seguinte, acordo me sentindo mais magra, mais leve e muito mais bonita", conta. "Fazer uma dieta líquida com regularidade é ótimo, uma forma incrível de eliminar os líquidos retidos e desintoxicar o organismo. Além de secar os quilos extras, é claro", explica a nutricionista carioca Jaqueline Spinelli.

A cada dia à base de chás, sucos e sopas de legumes e verduras, você consegue eliminar cerca de 1 kg, totalizando até 4 kg por mês. Mas, atenção: para a Dieta da Lua valer a pena, nada de enfiar o pé na jaca nos demais dias! Senão, você virará refém do conhecido efeito ioiô. "Por isso, adote uma alimentação saudável e equilibrada, sem muito doce ou fritura", recomenda a nutricionista.