Pular para o conteúdo principal

PUBLICADO EM

25/11/2014

ATUALIZADO EM

25/11/2014

"Eu não mereço ser estuprada": mulheres reagem a dados de pesquisa sobre assédio

Para mais da metade dos brasileiros, mulheres que mostram o corpo merecem ser atacadas, segundo dados divulgados pelo IPEA. 68% dos entrevistados eram mulheres
"Eu não mereço ser estuprada": mulheres reagem a dados de pesquisa sobre assédio
Bruna Petean

Nas últimas 24 horas, as menções a termos como “machismo”, “estupro” e “IPEA” estão em destaque nas redes sociais e sites de notícias. O aumento do debate foi provocado pela divulgação de que seis em cada dez brasileiros concordam que mulher que mostra o corpo merece ser atacada, segundo dados do IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada). A pesquisa, divulgada na última quinta-feira (27), ainda mostrou que 58% dos 3,8 mil entrevistados concordaram que “se as mulheres soubessem se comportar, haveria menos estupros”.

"IPEA" em tempo real no Twitter:

 

"Estupro" em tempo real no Twitter:

 

"Mulher machista" em tempo real no Twitter:

 

A informação de que mais da metade dos entrevistados eram mulheres (68%) mobilizou pessoas como a jornalista Nana Queiroz, que criou um protesto online com o mote de "Eu também não mereço ser estuprada" no Facebook. O evento convidou mulheres a publicarem fotos nuas nas redes sociais, às 20h de sexta (28), em defesa do direito da mulher de mostrar o corpo e não ser estuprada.

"O protesto online foi a forma mais rápida de organizar as mulheres em um lugar só, em vez de fazer pequenos protestos espalhados pelo país. Na rede, cariocas, paulistas e candangas viram todas uma coisa só", diz Nana. 


A conversa na internet incluiu a presidente Dilma Rousseff, que escreveu em sua conta pessoal do Twitter: "Pesquisa do IPEA mostrou que a sociedade brasileira ainda tem muito o que avançar no combate à violência contra a mulher. Mostra também que governo e sociedade devem trabalhar juntos para atacar a violência contra a mulher, dentro e fora dos lares".

 

Tolerância zero à violência contra a mulher #Respeito

— Dilma Rousseff (@dilmabr) March 28, 2014

 

Mulheres machistas?

Os números divulgados não são surpresa para todas as mulheres. Em pesquisa independente feita pela organização Think Olga em setembro de 2013, 99,6% das mais de 7 mil mulheres entrevistadas afirmaram que já foram vítimas de assédio sexual. A divulgação dos dados motivou o lançamento da campanha Chega de Fiu Fiu que chama atenção para o assédio sexual em situações comuns na vida social, como na forma de cantada.

Juliana de Faria, jornalista responsável pelo Think Olga, não acredita que todas as mulheres entrevistadas pelo IPEA e que vêem relação entre comportamento da vítima e estupro são machistas.

 

"Discutimos muito sobre 'mulheres machistas' nos grupos de discussão do Think Olga, mas na realidade essas mulheres não são sempre assim, apenas reproduzem o discurso para serem melhor aceitas pela sociedade. Afinal, 'se você briga pelos seus direitos, você ganha pedrada'”, explica. Nana complementa a ideia, "o importante é não fazer das mulheres as vilãs, o culpado do machismo é o macho."

Para a socióloga Bárbara Castro, a “culpa das mulheres” faz parte da sociedade. "As relações de gênero tradicionais nos fazem acreditar que homem e mulher, ambos têm o seu papel. Então não me surpreendi que a maioria dos entrevistados fossem mulheres, já que é um discurso tradicional que sempre esteve presente em nossa sociedade.", concluiu.

O debate não está restrito às fronteiras brasileiras. Um estudo realizado em 56 países, divulgado pela revista The Lancet em março deste ano, revelou que uma em cada 14 mulheres já foi ao menos uma vez na vida vítima de abuso sexual. Além disso, a pesquisa mostrou que o medo da vítima de ser responsabilizada pelo ocorrido e não receber apoio diminui o número de denúncias.

Vote nas finalistas do 21º Prêmio CLAUDIA

Revelação

  • Alessandra Orofino
    Alessandra Orofino

    Esta à frente de uma ONG que conecta pessoas interessadas em solucionar problemas no Rio de Janeiro

  • Raquel Helen Santos Silva
    Raquel Helen Santos Silva

    Destaca-se por criar projetos de empoderamento e por conseguir apoio internacional para as causas feministas

  • Samantha Karpe e Letícia Camargo Padilha
    Samantha Karpe e Letícia Camargo Padilha

    Desenvolveram uma cobertura para ruas e estradas mais resistente, econômica e sustentável que a convencional

Consultora NATURA

  • Juthay Nogueira
    Juthay Nogueira

    Promove ações para evitar que os jovens entrem para o tráfico de drogas, em uma comunidade de Belo Horizonte

  • Nilcimar Maria Silvestre dos Santos
    Nilcimar Maria Silvestre dos Santos

    Fundou uma associação que apoia vítimas de agressão doméstica e estimula o empreendedorismo 

  • Rozimere Santos Oliveira Souto
    Rozimere Santos Oliveira Souto

    Líder que organiza a produção agrícola e o empreendedorismo entre as mulheres, no Sertão da Paraíba

Políticas Públicas

  • Heloísa Helena de Oliveira
    Heloísa Helena de Oliveira

    Monitora e argumenta com políticos para alterar projetos de lei que não favorecem os jovens do Brasil 

  • Maria Clara de Sena
    Maria Clara de Sena

    Única transexual no mundo no cargo de Mecanismo de Prevenção e Combate à Tortura, luta pelos direitos LGBTs 

  • Paula Johns
    Paula Johns

    Fundadora da Aliança de Controle do Tabagismo + Saúde, batalha para controlar o tabagismo  

Ciências

  • Adriana Melo
    Adriana Melo

    Especialista em medicina fetal comprovou a relação entre infecções por zika em e as malformações em bebês

  • Eliana Abdelhay
    Eliana Abdelhay

    Desenvolve pesquisas a fim de melhorar os prognósticos de doenças graves e agiliza o diagnóstico de câncer

  • Thelma Krug
    Thelma Krug

    Restringe o desmatamento nas florestas e emissão de poluentes, responsáveis pelas mudanças climáticas

Negócios

  • Cristina Junqueira
    Cristina Junqueira

    Criou o Nubank, cartão de crédito que pode ser administrado pelo celular, dispensa o banco e não tem anuidade

  • Mariana Alves Madureira
    Mariana Alves Madureira

    Trabalha para impulsionar o desenvolvimento econômico de lugares pobres estimulando o potencial turístico

  • Carla Renata Sarni
    Carla Renata Sarni

    Criou uma rede de consultórios que oferece tratamento odontológico a um custo acessível na periferia

Cultura

  • Anna Muylaert
    Anna Muylaert

    Diretora do filme Que Horas Ela Volta?, aqueceu a discussão sobre a exploração do trabalho doméstico no Brasil

  • Mari Corrêa
    Mari Corrêa

    Realiza oficinas de cinema em aldeias do Xingu e ensina os índios a registrar sua cultura, história e hábitos

  • Panmela Castro
    Panmela Castro

    Imprime sua arte em murais e performances e oferece oficinas para prevenir a violência contra as mulheres 

Trabalho Social

  • Marineide Silva
    Marineide Silva

    Criou uma ONG para ensinar corrida para mais de 500 crianças e adultos no bairro mais violento de São Paulo

  • Brigitte Louchez
    Brigitte Louchez

    Está à frente de uma ONG que luta para combater a exploração sexual de crianças e jovens em Fortaleza, no Ceará

  • Mônica Azzariti
    Mônica Azzariti

    A fonoaudióloga prepara policiais para que resolvam ocorrências nas favelas sem violência, evitando conflitos

  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM
  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM
  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM
  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM
    Marta Silva se emociona: "Não deixem de apoiar o futebol femi...
  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM
  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM
  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM
  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM