Adolescentes: os maiores perigos e problemas para seu filho

Saiba como enfrentar os problemas típicos da adolescência - até aqueles que parecem sem solução!

O diálogo é o melhor problema diante dos problemas que os filhos enfrentam
Foto: Getty Images

Toda mãe adora dizer que seu filho é educado e obediente. Mas o tempo passa e basta chegar a adolescência para isso mudar. Alguns ficam agressivos, outros começam a mentir, e os problemas só aumentam. Muitas vezes, esse comportamento faz parte do amadurecimento do jovem. De acordo com a psicopedagoga Maria Irene Maluf, o importante é demonstrar segurança. “Os pais devem manter a serenidade e ter bom-senso. Uma atitude impensada pode ser pior do que o problema que o jovem causou”, reflete Maria Irene. Descubra o que fazer diante de situações “cabeludas” típicas da adolescência e como ajudar o seu filho a lidar com elas.

Os conflitos típicos da adolescência

 

 Se seu filho anda mentindo…
Quase todas as mentiras são resultado da falta de diálogo. Para que o jovem fale a verdade, é necessário construir com ele uma relação de confiança. Também é importante manter a serenidade. NUNCA o acuse de mentir antes de ter certeza, ou ele pode se afastar de você.

Se você encontrar droga no quarto do seu filho
Investigue bem. Isso não quer dizer que seu filho seja viciado. Chame-o para uma conversa. Use esse momento para falar sobre responsabilidades e estabelecer limites. Se ele está usando a mesada para comprar drogas, é justo que fique sem esse dinheiro até reconquistar a sua confiança. NUNCA faça escândalo ou o ameace.

Se seu filho anda agressivo
Se o adolescente mudou de comportamento de uma hora pra outra, tente descobrir o motivo. Se não há uma razão forte para isso, mostre que não é possível viver bem com esse tipo de atitude. NUNCA seja autoritária. Explicar o porquê das suas atitudes ajuda o seu filho a aceitar melhor as situações.

Se sua filha ficar grávida
Nessa hora, é preciso uma conversa séria com sua filha. Você precisa delegar a ela a responsabilidade de ser mãe. NUNCA assuma o bebê e nem a expulse de casa. Ensine sua filha a aproveitar essa chance para amadurecer e estimule-a a continuar estudando. Assim, ela poderá dar ao filho uma vida bem melhor.

Se seu filho não quer mais estudar
Se ele estiver indo mal na escola, veja em que pontos precisa de ajuda e faça o máximo que puder para auxiliá-lo. Ele precisa de aulas particulares? Você pode estudar junto com ele? E lembre-se: há jovens que perdem o interesse pelos estudos só para magoar os pais, querendo chamar a atenção deles. NUNCA agrida seu filho dizendo: “Você é um vagabundo, mesmo. Só precisa estudar e nem isso faz”.

Se seu filho tem amigos estranhos
Tente conhecer os amigos do seu filho. Se ele se relaciona com pessoas agressivas, chame-o para conversar e mostre o risco e as consequências dessa escolha. NUNCA proíba as amizades ou fale mal delas para ele. Isso vai instigá-lo a andar com essas pessoas só para afrontá-la.

Se sua filha não é mais virgem
Oriente-a sobre os cuidados e as precauções que devem ser tomados nas relações sexuais. Assim, ela saberá evitar problemas como gravidez ou doenças sexualmente transmissíveis. Leve a jovem ao ginecologista. NUNCA faça drama. A sexualidade só se torna um problema quando não é tratada com naturalidade pelos pais.

 

Diálogo aberto é a melhor prevenção

 

Os especialistas são unânimes: a melhor forma de prevenir os problemas típicos da juventude é conversar abertamente com os filhos desde cedo. “Só assim, os pais criam uma relação de confiança com eles. E, quando o jovem cometer algum erro, haverá espaço para um diálogo franco”, aponta a psicopedagoga Maria Irene Maluf. Ser autoritária e impor o seu ponto de vista só vai fazer com que o jovem se afaste e, dessa forma, fique mais frágil diante dos problemas típicos dessa fase.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s