Aprenda como ter samambaias verdinhas no seu jardim

Confira um guia rápido e certeiro para você cuidar bem de samambaias, avencas e rendas-portuguesas

Escrito por

Redação M de Mulher

Atualizado em 24/02/2011 em

AnaMaria

um conteúdo de

Aprenda como ter samambaias verdinhas no seu jardim
Carol Costa

Mantenha o vaso sempre úmido
Foto: Dreamstime

Se você tem samambaia, saiba que dá abrigo para um dinossauro! "Essa é a planta mais antiga do mundo!", diz Paulo Murat, presidente do Sindicato do Comércio Atacadista de Flores e Plantas do Estado de São Paulo.

Assim como avencas e rendas-portuguesas, samambaias gostam de solo úmido e sol fraco. Quando regá-las, escorra a água que ficar no prato. Quem dá a dica é Takasi Kadoguchi, um dos maiores produtores dessas plantas: "Elas são como nenês com fralda: se passarem muitas horas molhadas, reclamam". Conheça os segredinhos para ter suas "dinossaurinhas" verdinhas, cheias de brotos e felizes!
 

O jeito certo de cuidar


Encontre um bom cantinho
Procure um lugar de meia sombra, onde não bata o sol forte do meio-dia. Se você mora em casa e tem um puxadinho ou uma garagem fresca e clara, pode apostar que ela vai curtir. Tome cuidado para escolher um canto longe de correntes de vento, que desidratam a planta e fazem as folhas caírem.

Regue regularmente
Mantenha o vaso úmido. Para não ter erro, coloque o dedo na terra: se ele sair sujo, não precisa molhar. Evite regar a folhagem - muitas espécies abortam folhas encharcadas.

Faça uma mistura correta de adubos
Para suas plantas ficarem tão lindas quanto na floricultura, misture 2 col. (sopa) de torta de mamona e 1 col. (sopa) de farinha de osso e espalhe na terra, a cada 40 dias. Você também pode borrifar as folhas num mês com NPK 20-20-20 e, no outro, com NPK 15-05-30, seguindo as orientações de diluição da embalagem.


Quem é quem


Aprenda como ter samambaias verdinhas no seu jardim

Fotos: Dreamstime

1. Samambaia americana (Nephrolepsis exaltata): é a espécie mais resistente que há, não tem frescura.
2. Samambaia de metro (Polypodium subauriculatum): possui folhas que chegam a metros de comprimento
3. Renda-portuguesa (Davallia fejeensis): queima no inverno e rebrota na primavera.
4. Avenca (Adiantum sp): planta delicada, vai superbem no litoral, mas detesta passar frio.
5. Samambaia prata (Pteris cretica): sua folhagem é inconfundível, tem manchas prateadas!
6. Paulistinha (Nephrolepsis pectinata): ela é tão comum que nasce até no mato!