Convulsão em cão e gato: aprenda a tratá-la!

Veja como socorrer seu bicho durante uma crise de convulsão ou evitar que ele apresente um quadro convulsivo

Escrito por

Redação M de Mulher

Atualizado em 28/11/2011 em

AnaMaria

um conteúdo de

Convulsão em cão e gato: aprenda a tratá-la!
Mariana Viktor
Convulsão em cão e gato: aprenda a tratá-la!

Deixe os seus bichos longe de plantas que possam ser venenosas
Foto: Getty Images

Saiba como proteger seu animal


Tumor cerebral ou distúrbios metabólicos e vasculares causam convulsões, mas não têm prevenção. Já estes problemas podem ser evitados:

- Intoxicação
Mantenha-o longe de produtos tóxicos e plantas venenosas. E não dê remédios sem prescrição médica.

- Infecções
Principal doença que provoca convulsão, a cinomose pode ser prevenida com vacinação anual do bicho.

- Atropelamento
Evite uma tragédia levando seu cachorro para passear de coleira. Animais são seres irracionais e podem sair correndo do nada!

- Pulgas e carrapatos
Transmitem vermes e bactérias causadores de convulsão. Combata com produtos indicados pelo veterinário.

Identifique os sintomas


- Desmaio, pupilas dilatadas, perda de equilíbrio, "pedalar", urinar, defecar, gemer alto e salivar muito são os sinais mais comuns.

- Às vezes, apenas os músculos da face se contraem, deixando o bicho com uma carinha estranha.

- Antes e depois de um ataque convulsivo, o animal pode ficar agitado ou muito quietão, beber água em excesso ou comer de forma exagerada.

- A crise dura de 1 a 3 minutos - em alguns casos, só passa com medicamento anticonvulsivo.

Convulsão em cão e gato: aprenda a tratá-la!

Cachorros e gatos costumam comer bastante depois da crise de convulsão
Foto: Getty Images

O que fazer durante a crise


- Deixe o cão ou gato em local sem risco de ele cair, ser atacado por outro bicho ou derrubar um objeto sobre si mesmo.

- Proteja a cabeça dele apoiando-a sobre toalhas.

- Se ele tem convulsões recorrentes, impeça o acesso a escadas.

- Busque socorro veterinário imediato se a crise durar mais de 3 minutos.

- Nunca faça isso! Jamais coloque a mão, o rosto ou qualquer objeto dentro da boca do animal durante a convulsão. Ele pode morder e machucar você ou a si mesmo!