Agenda dos 9 meses de gravidez

Ver o filhote no ultrassom, montar o enxoval, organizar o chá de bebê... A gravidez traz uma série de compromissos específicos. Com a ajuda da coach de gestantes Viviane Paulucci, da Baby Planners, em São Paulo, você vai curtir cada fase com segurança.

Escrito por

Daniela Folloni (colaboradora)

Atualizado em 28/05/2015 em

Bebê
Gravidez mês a mês
DONOT6/Thinkstock/Getty Images

 

1º mês
A gravidez começa no meio deste mês, quando ocorre a concepção. Mas é só no finalzinho dele que surgem as suspeitas. A menstruação atrasou? Vale fazer um teste de farmácia. Mas também ligue para seu médico e peça o beta HCG, exame de sangue que detecta a presença da proteína gonadotropina coriônica, produzida pela placenta.

2º mês
Hora de fazer todos os exames de sangue que o obstetra pediu na primeira consulta de pré-natal. Inclusive o ultrassom transvaginal para verificar a idade gestacional. E que tal avaliar se ele é o médico certo para trazer seu filho ao mundo? Descubra, por exemplo, se já fez muitos partos normais ou é conhecido por preferir cesárea.

3º mês
A partir da oitava semana é possível saber o sexo do bebê com o exame de sexagem fetal. Conselho: espere até a 12ª semana, quando os riscos de aborto natural caem muito. Convém escolher uma atividade física e iniciar assim que o médico der o aval.

4º mês
É essencial agendar, entre a 12ª e a 14ª semana, o primeiro ultrassom morfológico com translucência nucal, para rastrear doenças genéticas. Se vai completar o enxoval fora do país, reserve a passagem agora para até o sexto mês. “Comece a pensar em reformas e móveis. Às vezes, o prazo de entrega supera um mês”, diz Viviane.

5º mês
Entre a 14ª e a 16ª semana já é possível identificar o sexo, via ultrassom. Sinal verde para o enxoval! Defina a decoração do quarto, encomende o enfeite da porta da maternidade, as lembrancinhas... Procure cursos de gestante, de amamentação, de primeiros socorros e agende-os para o próximo mês.

6º mês
A melhor fase para fazer um ultrassom em 3D ou 4D é entre a 26ª e a 30ª semana. Antes disso, o bebê está magrinho. Depois, já começa a ficar difícil de achar um ângulo. “Agora também você vai precisar de roupas que comportem o barrigão. Prefira blusas que facilitem a amamentação. Assim, poderá usá-las no pós-parto”, ensina Viviane.

7º mês
Chegou a hora de receber as amigas para o chá de bebê! E também de visitar as maternidades e escolher duas opções (para o caso de não ter vaga). É importante fazer o ultrassom com Doppler para avaliar o fluxo sanguíneo nas veias uterinas, no cordão umbilical e na artéria cerebral do bebê e acompanhar o crescimento do feto, que acelera agora.

8º mês
As roupinhas da maternidade estão lavadas? E o seu enxoval, com camisola, chinelo...? Deixe a mala pronta. E o quarto do filhote montado. “Se quer contratar babá, vá em frente. Assim terá tempo de treiná-la”, explica Viviane. Escolha de quem encomendará os docinhos e passe o contato para o seu marido poder acionar na hora H.

9º mês
A frequência de consultas de pré-natal aumenta e entra em cena a cardiotocografia, exame que registra as contrações uterinas e os batimentos cardíacos do bebê. Se quiser ajuda para se preparar para o parto normal, pode chamar uma doula. Vai contratar um fotógrafo? Peça na maternidade. Vai dar tudo certo!