Pular para o conteúdo principal

PUBLICADO EM

14/02/2012

ATUALIZADO EM

30/06/2015

O que fazer quando seu filho tem um amigo imaginário

Especialistas dão dicas de como os pais devem agir quando a fantasia invade a criatividade dos pequenos: o que dizer, o que é normal e o que pode ser um problema.
O que fazer quando a criança tem um amigo imaginário
Thinkstock/Getty Images

Se ao entrar no quarto do seu filho você encontrá-lo brincando com alguém imaginário, não se assuste. Esse tipo de comportamento é bem comum dos 3 aos 7 anos e demonstra que o pequeno tem uma boa capacidade de imaginação e criatividade. O importante, segundo a psicóloga Luciana Amaral de Mello Blumenthal, da Elipse Clínica Multidisciplinar, de São Paulo, é os pais respeitarem a fantasia da criança. Veja a seguir como lidar com essa situação.
 
1. Ter um amigo imaginário na infância é normal?
Sim, como qualquer fantasia nessa fase. É algo similar, por exemplo, à criança que brinca com a boneca e crê que ela é sua filha ou àquela que crê em Papai Noel ou no coelhinho da Páscoa. É nessa época da vida também que os pequenos acreditam na existência de monstros, vampiros e fantasmas e, por causa disso, têm medo de dormir sozinhos. Vale saber que tudo isso é considerado saudável: é com base nessa experiência que o menino ou a menina, de acordo com os psicólogos, começa a se relacionar com o mundo e expressar as emoções.
 
2. O que é importante que os pais observem nessa fantasia?

Na brincadeira fantasiosa, a criança mostra o que acontece no seu mundo interior. E, quando ela cria um amigo imaginário, os pais precisam observar como se dá essa relação. Se é algo normal e saudável, não há com o que se preocupar. É preciso apenas ficar atento quando ela coloca sempre a culpa de algo malfeito no amigo ou, o contrário, quando atribui a ele todos os elogios. No primeiro caso, isso pode sinalizar uma fuga da própria responsabilidade. No segundo, pode indicar baixa autoestima.
 
3. Ter um amigo imaginário pode ser um sinal de solidão?
Sim, pode. Um exemplo disso é o fato de o amigo imaginário ser mais frequente entre os filhos únicos. Mas depende muito do quanto a criança é fantasiosa ou não e da sua personalidade. De qualquer forma, pais que têm apenas uma menina ou um menino devem ficar atentos para que ela ou ele tenha contato com outros pares, seja indo a parques, ao clube ou ao parquinho do prédio. Por exemplo, algo que pode acontecer é o pequeno querer ficar mais na companhia do amigo imaginário do que na do real. Daí cabe aos pais incentivá-lo a brincar com outras crianças.
 
4. Crianças que têm um amigo imaginário precisam de um acompanhamento psicológico?
Depende. Só quando os pais desconfiam que o amigo imaginário é uma válvula de escape para dificuldades de relacionamento ou mesmo de comunicação. Mesmo nesse caso, a ida a um terapeuta representa mais uma orientação que o profissional irá dar aos pais do que um acompanhamento psicológico para a criança. Em geral, ele aconselha sobre como agir com o pequeno.
 
5. O amigo imaginário pode ser tanto outra criança como um adulto?
É mais comum que seja uma criança. Agora, se for um adulto, pode ser um sinal de que alguma coisa não vai bem com um dos pais. Nesse caso, é importante que eles tentem saber qual é o nome desse amigo, o que a criança faz e conversa na companhia dele. Ela pode estar fazendo com esse colega coisas que gostaria de fazer com o pai ou com a mãe, mas não tem coragem de pedir. Essa observação costuma dar pistas do que está faltando na relação entre pais e filhos.
 
6. Quais são os momentos em que o amigo imaginário mais aparece?
Normalmente quando a criança está se divertindo sozinha. Se a menina, por exemplo, está brincando de casinha, pode colocar um pratinho para o amigo ou pode sentar e bater papo com ele. Às vezes, ele também aparece durante as refeições e então a filha pede para a mãe servir o colega, ou na hora de dormir e ele deve ganhar um boa-noite.
 
7. Como devo agir quando o meu filho me aponta o amigo imaginário?
Os pais devem entrar na brincadeira. E jamais negar a existência dele. Isso pode magoá-la porque, afinal, ela acredita naquilo. Se a filha comenta que o coleguinha está comendo brócolis, a mãe pode perguntar se ele está gostando e, então, mudar de assunto.
 
8. É comum que a criança tenha mais que um amigo imaginário?
Sim, a criança pode projetar em cada um deles uma personalidade diferente que irá ajudá-la a se compreender melhor. Um amigo pode ter dificuldades escolares, o outro pode ser superestudioso, um pode ser mais sociável e assim por diante.
 
9. Se meu filho tem um amigo imaginário, devo comentar com a professora da escola?
Deve, pois a escola e os pais precisam ser parceiros sempre. E é recomendável que no colégio a professora também receba bem os amigos imaginários. Quando uma criança fala sobre ele em classe e outro colega o nega, uma boa saída para a educadora é dizer que o amigo do amiguinho só aparece para quem acredita nele de verdade. Assim ela não nega a fantasia de um nem a realidade do outro.
 
10. Por quanto tempo é considerada normal a existência desse amigo?
O tempo é variável. Podem ser meses ou anos, mas normalmente esse tipo de fantasia se esvai até os 7 anos de idade. Um dia a criança simplesmente para de falar dele da mesma forma que larga o paninho ou o ursinho, que vivia com ela e lhe dava segurança. Quando o amigo desaparece é porque o pequeno não tem mais necessidade dele por perto.

Vote nas finalistas do 21º Prêmio CLAUDIA

Consultora NATURA Inspiradora

  • Juthay Nogueira
    Juthay Nogueira

    Promove ações para evitar que os jovens entrem para o tráfico de drogas, em uma comunidade de Belo Horizonte

  • Nilcimar Maria Silvestre dos Santos
    Nilcimar Maria Silvestre dos Santos

    Fundou uma associação que apoia vítimas de agressão doméstica e estimula o empreendedorismo 

  • Rozimere Santos Oliveira Souto
    Rozimere Santos Oliveira Souto

    Líder que organiza a produção agrícola e o empreendedorismo entre as mulheres, no Sertão da Paraíba

Ciências

  • Adriana Melo
    Adriana Melo

    Especialista em medicina fetal comprovou a relação entre infecções por zika em e as malformações em bebês

  • Eliana Abdelhay
    Eliana Abdelhay

    Desenvolve pesquisas a fim de melhorar os prognósticos de doenças graves e agiliza o diagnóstico de câncer

  • Thelma Krug
    Thelma Krug

    Restringe o desmatamento nas florestas e emissão de poluentes, responsáveis pelas mudanças climáticas

Revelação

  • Alessandra Orofino
    Alessandra Orofino

    Esta à frente de uma ONG que conecta pessoas interessadas em solucionar problemas no Rio de Janeiro

  • Raquel Helen Santos Silva
    Raquel Helen Santos Silva

    Destaca-se por criar projetos de empoderamento e por conseguir apoio internacional para as causas feministas

  • Samantha Karpe e Letícia Camargo Padilha
    Samantha Karpe e Letícia Camargo Padilha

    Desenvolveram uma cobertura para ruas e estradas mais resistente, econômica e sustentável que a convencional

Cultura

  • Anna Muylaert
    Anna Muylaert

    Diretora do filme Que Horas Ela Volta?, aqueceu a discussão sobre a exploração do trabalho doméstico no Brasil

  • Mari Corrêa
    Mari Corrêa

    Realiza oficinas de cinema em aldeias do Xingu e ensina os índios a registrar sua cultura, história e hábitos

  • Panmela Castro
    Panmela Castro

    Imprime sua arte em murais e performances e oferece oficinas para prevenir a violência contra as mulheres 

Trabalho Social

  • Marineide Silva
    Marineide Silva

    Criou uma ONG para ensinar corrida para mais de 500 crianças e adultos no bairro mais violento de São Paulo

  • Brigitte Louchez
    Brigitte Louchez

    Está à frente de uma ONG que luta para combater a exploração sexual de crianças e jovens em Fortaleza, no Ceará

  • Mônica Azzariti
    Mônica Azzariti

    A fonoaudióloga prepara policiais para que resolvam ocorrências nas favelas sem violência, evitando conflitos

Políticas Públicas

  • Heloísa Helena de Oliveira
    Heloísa Helena de Oliveira

    Monitora e argumenta com políticos para alterar projetos de lei que não favorecem os jovens do Brasil 

  • Maria Clara de Sena
    Maria Clara de Sena

    Única transexual no mundo no cargo de Mecanismo de Prevenção e Combate à Tortura, luta pelos direitos LGBTs 

  • Paula Johns
    Paula Johns

    Fundadora da Aliança de Controle do Tabagismo + Saúde, batalha para controlar o tabagismo  

Negócios

  • Cristina Junqueira
    Cristina Junqueira

    Criou o Nubank, cartão de crédito que pode ser administrado pelo celular, dispensa o banco e não tem anuidade

  • Mariana Alves Madureira
    Mariana Alves Madureira

    Trabalha para impulsionar o desenvolvimento econômico de lugares pobres estimulando o potencial turístico

  • Carla Renata Sarni
    Carla Renata Sarni

    Criou uma rede de consultórios que oferece tratamento odontológico a um custo acessível na periferia

  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM
    Se a Miss Brasil deve ser a embaixadora da beleza brasileira, por q...
  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM
    Em rara aparição, Eva, filha de Angélica e Luciano Huck, comemor...
  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM
  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM
    Underboob: mostrar a parte de baixo dos seios é a nova mania entre...
  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM
    Kéfera: como a youtuber adotou novos hábitos saudáveis e emagrec...
  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM
  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM
    22 celebridades mostrando que dá para ser chiquérrima sem alisar ...
  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM
    O que acontece quando... você fica 21 dias sem glúten, açúcar, ...