nao

O que fazer quando a vontade de ter um filho parte do homem

Na teoria, os homens têm todo o tempo do mundo para ter filhos - mas, uma hora, a vontade pede concretização. E o que acontece quando a parceira não está na mesma sintonia? Confira

Publicado em 17/06/2011

Daniela Venerando

Casal

A mulher deve ser franca e tentar não agir com egoísmo, deixando o companheiro livre para realizar esse sonho
Foto: Dreamstime

Há mil recursos para atenuar as marcas do tempo nos cabelos, no rosto e no corpo das mulheres: tinturas, preenchimentos, cirurgias. Mas, no que se refere ao relógio biológico reprodutivo, o passar dos anos é implacável.

As mulheres já nascem com todos os seus óvulos, que vão amadurecendo ao longo da vida. Muitas adiam cada vez mais a maternidade por causa da carreira e de outras aspirações, como a compra da casa própria. Quando se dão conta, resta pouco tempo para realizar esse desejo. Após os 35 anos, só metade das mulheres engravida naturalmente. Ansiosas, muitas têm a impressão nítida de ouvir um tiquetaque. É o sinal de que é preciso ter um filho, já. Mas e o inverso: será que essa vontade incontrolável pode acontecer também com o sexo masculino? Afinal, o relógio biológico também apita para os homens?

Sem ultimatos

Nem todo mundo consegue lidar tão bem com esta questão. "Dependendo do nível de comunicação do casal, podem emergir brigas", alerta o psicólogo Antonio Carlos Amador Pereira. "Muitas vezes, a mulher decide que não quer filhos e esquece que é parte de um casal. Cada um precisa se colocar no lugar do outro. Se a mulher, por exemplo, se propuser a pensar no assunto e os dois juntos estipularem um prazo, ambos vão se tranquilizar e a relação sairá fortalecida."

Magdalena Ramos, terapeuta de casal e de família, de São Paulo, observa que o assunto aparece naturalmente na época do namoro, só que em forma de projeto a se concretizar. "Mas, no início do casamento, os dois devem começar a fazer planos e fixar metas sobre a melhor época para a vinda de uma criança." O tempo passou na janela e nada rolou? Num primeiro momento, nem o homem nem a mulher devem fazer colocações irreversíveis. "É preciso dar ao outro um tempo razoável para amadurecer a ideia", explica Antonio Carlos. E se a mulher pressentir que a vontade de ser mãe não vai chegar? Nesse caso, a única saída é a honestidade. "Ela tem que ser franca e tentar não agir com egoísmo, deixando o companheiro livre para realizar esse sonho, caso o anseio pela paternidade seja maior que a cumplicidade entre ambos", diz Magdalena.

Observadora das grandes mudanças sociais, a antropóloga carioca Mirian Goldenberg acredita que a paternidade tende a se tornar uma escolha tão importante para o homem quanto para a mulher. "Cada vez mais, ele não quer ser mero reprodutor ou provedor. Quer participar ativamente da decisão de ter ou não um bebê e da vida dos filhos", analisa. Segundo os especialistas, porém, a vontade incontrolável de ter filhos costuma surgir mais tarde no sexo masculino, talvez porque eles não sejam tão pressionados culturalmente. "Nossa sociedade obriga as mulheres a terem filhos para não se sentirem fracassadas. Em outros países, isso não ocorre", explica Mirian.


 

Comentários

Os comentários são pessoais e não refletem a opinião do MdeMulher.

Anonimo (H) - Sou casado e no começou quis ter filhos, minha esposa não mais logo depois ela gostou da ideia e quis tbm, so que um dia ela teve que ir viaja e mesmo a distancia falávamos disso nosso filho tinha ate nome, faltando 2 dias para ela volta ela decidiu n ter, e deu varias desculpas a ultima foi que queria investi na carreia cursos estudos e tal e me pediu um prazo, so que eu já estou ficando velho e sei que se aceita o prazo no final dela ela n vai querer ter filhos ela via quere investi na carreira. ela e bem mais nova e eu n quero atrapalha os sonhos dela mais n queria ter os meus atrapalhados tbm, já pensei em separar sei que ela por ser mais nova achara uma pessoa da mesma idade as vezes ate nos cursos delas, n qro vela presa a minha mais sei la n sei o que fazer...na teoria e complicado na pratica então.... - 30/06/2013 01:24:14

Patricia - Fiquei curiosa para saber se a Izadora já conseguiu mudar de idéia ... Gostei da matéria, linguagem bem objetiva e sucinta. Amo profundamente meu marido, estamos casados há onze anos, tenho quarenta e dois de idade. Quando nos conhecemos, havia dito que não pretendia ter filhos, ele então me disse, que eu poderia pensar na questão depois dos dez anos de casamento. Sinceramente, eu não acreditava que ele iria me aguentar por tanto tempo (risos) tenho um temperamento bem forte. A questão é: não mudei de idéia, neste período ... sofro, vendo ele desejando um filho, algo que não quero, Poderia ter, somente para vê-lo feliz, mas isto pra mim ... soa como uma insanidade ... pois, só o fato de pensarem engravidar é extremamente aversivo pra mim ... Qto a sociedade? já me acostumei, em ser " Carie, a estranha" . - 02/01/2013 04:32:08

IZADORA - NÃO É TÃO SIMPLES ASSIM,ESTOU PASSANDO POR ISSO,TENHO 27 ANOS MEU MARIDO 33 E ESTAMOS JUNTOS 11ANOS.ELE JÁ ME DEU VARIOS PRAZOS E EU SEMPRE ADIANDO,CADA HORA POR UMA COISA (AGORA É QUE EU QUERO ESTUDAR)ACONTECE QUE QUANDO VAI CHEGANDO AO FINAL DO PRAZO AS BRIGAS COMEÇAM,A PRESSÃO É GRANDE.O PIOR É QUE EU NÃO ME DECIDI NEM MESMO QUE EU NÃO QUERO TER!ESTOU SOFRENDO MUITO,TENHO CHOROS COMPULSIVOS,FICO DIAS CALADA,ME DÁ RAIVA NÃO CONSEGUIR TOMAR DECISÃO.TEM GENTE QUE FALA QUE EU DEVERIA IR PARA A TERRA DO NUNCA,PQ EU NUNCA QUERO CRESCER,QUE MEU MARIDO VAI TER FILHO COM OUTRA,QUE EU TÔ FICANDO VELHA,ETC,ETC.ESTOU PEDINDO SOCORRO. - 13/01/2012 20:10:42

Comente

Li e concordo com os termos de uso do site.