Incentive a independência do seu bebê

A hora de ajudar o desenvolvimento da inteligência do seu filho é agora. Até os 3 anos, o cérebro dele ainda está em formação e pronto para absorver informações

Publicado em 19/06/2012

Reportagem: Daniela Folloni - Edição: MdeMulher

Com 1 ano, seu bebê também já é dono de maior capacidade de compreensão
Foto: Getty Images

Assim que seu bebê der os primeiros passinhos, por volta de 1 ano, já vai começar a experimentar uma certa sensação de liberdade. Afinal, agora pode se locomover mais rapidamente e com as mãos livres para pegar o que quiser. Sim, você vai ter de ficar de olho para impedir que se machuque ou alcance objetos perigosos, mas resista à tentação de segurá-lo ou ajudá-lo. "Permita que a criança corra, caia e levante, aprenda a brincar no escorregador. É importante viver as experiências. Em vez de auxiliar o pequeno a subir em uma mureta, permita que ele tente sozinho. A criança precisa se sentir capaz de conquistar", avisa Julia Manglano, pós-graduada em estimulação infantil.

E não é só a habilidade motora que se desenvolve. Com 1 ano, seu bebê também já é dono de maior capacidade de compreensão. Ele entende quando você pede, por exemplo: "Diga tchau para a vovó". "Bata palmas." "Empurre o carrinho."... Quanto mais ele consegue, mais quer aprender. É um ciclo virtuoso. A partir dessa fase, seu filho começa a se divertir com brinquedos que imitam o dia a dia. Vai querer dar comidinha para bonecas e aproximar o telefone da orelha.

Atividades pró-inteligência

Coloque um canudo em um copo com água e ensine seu filho a assoprar para fazer bolhas. "Essa brincadeira faz com que a criança exercite os músculos da boca, é um treino para a fala", ensina Simone.

· Tire proveito das bolinhas de sabão. "São um jeito divertido de desenvolver o raciocínio matemático", avisa Simone. Conforme for assoprando, comente: "Olha, uma bolinha pequena! Esta ficou grandona... Vamos contar com a mamãe? Uma, duas, três, quatro, cinco, seis..."

· Na hora do banho, coloque espuma na parede e deixe o bebê desenhar com ela. Isso desenvolve a habilidade motora e a coordenação. Alguns bebês também já conseguem segurar o giz de cera. Incentive. "O movimento de pinça é essencial para a escrita", orienta Julia.

· A partir dos 14 meses, seu pequeno já tem capacidade de identificar as partes do próprio corpo. Toque os dedinhos e diga: "Dedos". Depois, peça a ele que coloque a mão no nariz, na boca, na orelha... Sem insistir demais para não estressar o bebê. "Isso ajuda a linguagem, porque aumenta o vocabulário dele. No processo de aprendizagem linguística, primeiro ele apura a audição, entendendo as palavras, para depois falar. Essa atividade também ativa a memória, que até os 2 anos vai ficando cada vez mais desenvolvida.

Os melhores brinquedos

· Casas de figuras geométricas

· Tambores

· Lego Duplo Primo

· Livros

· Quebra-cabeças com pinos

· Brinquedos com sons de animais
 

Comentários

Os comentários são pessoais e não refletem a opinião do MdeMulher.

Comente

Li e concordo com os termos de uso do site.