Saiba mais sobre a gestação canina

Prepare-se para receber os filhotes e saiba o que fazer quando a hora do parto de sua cadela chegar

Escrito por

Redação M de Mulher

Atualizado em 28/11/2011 em

Saúde é Vital

um conteúdo de

Saiba mais sobre a gestação canina
Bia Junqueira
Saiba mais sobre a gestação canina

Antes da data prevista para o nascimento, eleja um dos locais em que sua cadela costuma ficar para ser a "maternidade"
Foto: Getty Images

Quando decidir que a família do seu cãozinho deve aumentar, comece pela escolha do parceiro. Não basta ser da mesma raça. Macho e fêmea devem ter tamanhos parecidos - ou ela poderá ter complicações para dar à luz filhotes grandalhões. O casal deve estar em dia com a carteira de vacinação. E nem pense em promover esse encontro amoroso antes de a cadela entrar no terceiro cio. Aí, sim, estará realmente apta a suportar uma gravidez. "Isso acontecerá quando ela tiver aproximadamente 1 ano e meio", explica a bióloga e veterinária Ana Maria Faklen. Os machos não precisam esperar tanto. Podem cruzar a partir dos 10 meses, aproximadamente.

A gestação irá durar entre 58 e 62 dias. Ao completar o primeiro mês, a cachorra deverá passar por um ultra-som. "Dá para saber o número de filhotes e como está a saúde da mãe", explica a veterinária Carla Alice Berl. Um conselho: troque a ração de adulto pela de filhote durante esse período. Ela é mais rica em proteínas, vitaminas e sais minerais.

Duas semanas antes da data prevista para o nascimento, eleja um dos locais em que sua cadela costuma ficar para ser a maternidade. Não vale aquele canto ao lado do sofá onde um ninho só atrapalhará os moradores - e os recém-nascidos. "O ninho pode ser de papelão ou de madeira, com uma altura de cerca de 25 centímetros", ensina a veterinária Ana Maria. O tamanho deve ser bem confortável. Para cadelas grandes, o espaço deve ter entre 1 e 2 metros quadrados.

Saiba mais sobre a gestação canina

Com 25 dias os recém-nascidos já precisam tomar a primeira dose de vermífugo
Foto: Dreamstime

Chegou a hora!

Quando chegar o grande dia, você notará que a cachorra praticamente não irá comer nem beber nada. "Ela começa a ficar inquieta e ofegante umas 12 horas antes do parto", conta Carla. Quando ela se deitar e começar a se torcer com as contrações, não espere nada a jato - o primeiro nascimento pode levar até duas horas. E, entre um cãozinho e outro, o intervalo é de uns 60 minutos, tempo necessário para a fêmea se recuperar.

Não é preciso ajudá-la, principalmente se o pré-natal correu bem. Mas é bom ficar de olho. "A cadela se sentirá mais segura se estiver acompanhada da pessoa com quem tem mais afinidade", acredita Ana Maria. Ela fará todo o trabalho sozinha: expulsará os filhotes, abrirá a bolsa de líquido amniótico e cortará o cordão umbilical com os dentes. Depois limpará os recém-nascidos e comerá a placenta, a bolsa e tudo o mais. "Isso é natural e importante: além de nutri-la, esses restos da gestação, que contêm grande quantidade de hormônios, irão estimular a produção do leite", diz Ana Maria.

Logo depois...

Verifique se cada filhote está respirando bem e, se for necessário, ajude-o a encontrar o peito da mãe. Ela própria só irá se alimentar quando todos os filhotes já tiverem nascido. Estará esgotada, por isso deixe água e comida por perto - aliás, sua ração continua sendo a de filhote enquanto durar o período de aleitamento.

Converse com o veterinário da sua cadela. Alguns recomendam que os filhotes só tomem leite até completarem 40 dias. Outros indicam uma papinha especial para o desmame, vendida em lojas especializadas, indicada a partir da terceira semana de vida.

Com 25 dias os recém-nascidos precisam tomar a primeira dose de vermífugo. E, entre 30 e 45 dias de idade, devem ficar quites com as vacinas da primeira infância.