Sozinha, ela adotou 6 irmãs para não ter que separá-las

Conheça a emocionante história de Lacey Dunkin e suas filhas.

Aos 25 anos, a americana Lacey Dunkin estava decidida a adotar uma criança e resolveu que não esperaria por um relacionamento estável para concretizar esse sonho. Assim, ela decidiu candidatar-se no sistema de foster care, algo não existe no Brasil, mas é muito comum nos Estados Unidos. Esse sistema trata de integrar crianças em situação de vulnerabilidade a famílias pré-treinadas, podendo haver chance de adoção permanente mais tarde. 

Lacey já estava ansiosa por receber o telefonema que a confirmaria como foster mom, mas jamais imaginava o que estava por vir. “A assistente social me informou que havia uma situação emergencial: quatro irmãs, uma de 5 anos, gêmeas de 2 e a outra de 1 ano. Eu não tinha nem acordado direito [quando a assistente ligou], mas logo respondi que aceitava”, contou Lacey à revista Parents. Era tarde da noite e ela lembra que as meninas estavam muito assustadas com tudo aquilo.

Ainda se adaptando à nova situação, já no dia seguinte Lacey teve outra surpresa: as garotas – que se chamam Sophia, Natalie, Melanie e Kaylee – lhe contaram que uma quinta irmã tinha nascido na noite anterior. Lea, a recém-nascida, havia sido entregue a uma família especializada em acolher bebês.

adotadas

“Eu tentei manter a fé, acreditando que elas acabariam ficando no lugar destinado a elas. E o meu coração me dizia que esse lugar era aqui”, relembra Lacey. E não é que ela estava certa? Cerca de um mês depois, a mãe biológica das meninas chegou à conclusão de que não poderia cuidar de Lea, e Lacey foi novamente contatada. “Eu disse ‘sim’ imediatamente”.

Isso tudo se passou em 2011 e, em 2013, a americana conseguiu adotar formalmente todas as garotas. “Elas me perguntaram se eu tinha certeza de que elas ficariam aqui e eu assegurei que sim. ‘Vocês foram adotadas, esse é o lar de vocês'”. Para cuidar dessa turminha, Lacey felizmente pode contar com a ajuda e o total apoio de seus pais, tanto afetiva, quanto financeiramente.

Só que as surpresas não pararam por aí! A mãe biológica das meninas ficou novamente grávida naquele ano e, mais uma vez, Lacey encheu seu coração de coragem e amor. A caçula Cecily nasceu em setembro de 2013 e também foi adotada pela super-mãe. 

adotadas

As chamadas foster children (essas crianças que precisam ser acolhidas em lares temporários) sofrem muito preconceito e são vistas como crianças problemáticas por grande parte da sociedade. Aos que as discriminam, Lacey manda um recado: “Eu quero que as pessoas saibam que as foster children não são más, elas não são ‘defeituosas’. Crianças são resilientes, e elas querem e precisam de um lar amoroso”.

* Se você quer compreender melhor como funciona o sistema de foster care, a gente recomenda o seriado The Fosters, que tem duas temporadas disponíveis na Netflix. Spoiler alert: fortes emoções garantidas!

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s