Estrela de ‘Westworld’ conta sobre estupros que sofreu

A atriz Evan Rachel Wood compartilhou sua história em um post no Twitter

Evan Rachel Wood, que atualmente interpreta a personagem Dolores Abernathy na série Westworld, compartilhou com os seguidores do Twitter a íntegra de uma carta que escreveu para a revista Rolling Stone. Na carta, ela fala sobre “a experiência de ser uma garota crescendo nos Estados Unidos” e relata ter sido estuprada em duas ocasiões. Ela conta ainda que, depois dos estupros, tentou o suicídio, e que tem certeza que as coisas estão relacionadas. Leia na íntegra, em inglês, e abaixo a tradução livre.

Comecei a questionar meus motivos para permanecer vaga sobre minhas experiências como uma garota crescendo nos Estados Unidos. 

Acho que, como muitas mulheres, eu tinha a necessidade de não fazer disso uma história chorona, de não fazer com que fosse sobre mim. 

Eu não tive que confirmar o que aconteceu, o que importa é que merda aconteceu. 

Muita merda. 

Que ainda me afeta até hoje. 

Eu penso, lá no fundo, que eu também não queria ser acusada de estar fazendo isso por atenção, ou que me dissessem que não era tão grave.

Ou

“Isso não é estupro de verdade”.

Eu não vou me envergonhar. Também não vou projetar a falsa ideia de ter superado isso completamente porque “sou tão forte”.

Eu não acredito que vivemos em um momento em que as pessoas podem ficar em silêncio. 

Eu certamente não posso.

Não, dado o estado em que nosso mundo está, com seu crescente fanatismo e sexismo.

Isso deve ser falado, porque é varrido para debaixo do tapete como se fosse nada, e eu não vou aceitar isso como “normal”. 

É um problema sério. 

Eu ainda estou de pé. Estou viva. Estou feliz. Sou forte. Mas eu não estou ok. 

Acho que é importante para que as pessoas saibam, para que as sobreviventes falem disso e para que a pressão de superar isso imediatamente seja aliviada. 

Isso vai lembrar às pessoas do dano que foi cometido e de como o trauma de alguns minutos pode se tornar uma vida inteira lutando por você mesma. 

Não é que você não possa superar, é só que você nunca mais é a mesma, ou talvez eu ainda não tenha chegado lá ainda. 

Então, para responder sua pergunta brusca de forma também brusca,

Sim. Eu fui estuprada. Por um companheiro enquanto estávamos juntos

E em outra ocasião, pelo dono de um bar.

Da primeira vez eu não tive certeza se, por ter sido com um companheiro, era de fato estupro, até que foi tarde demais. 

Além disso, quem acreditaria em mim.

Da segunda vez, eu achei que era minha culpa e que eu devia ter lutado mais para evitar, mas eu estava assustada. 

Isso foi há muitos anos e claro que hoje eu sei que não foi minha culpa e que nenhuma das vezes foi ok.

Isso tudo foi antes de eu tentar cometer suicídio e eu tenho certeza que esse foi um dos fatores.

Aí está.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s