Felipe Dylon desmente envolvimento com drogas

Vítima de especulações, o cantor revelou que teve apenas uma crise de estresse por causa do excesso de trabalho e do peso da fama

Ao lado da namorada, a modelo Mariana Fusco, no dia 28 de março. Ainda estava fora de forma e com o cabelo rastafári. Mais magro, o gatinho apareceu com o visual repaginado no dia 3 de abril
Foto: AgNews

Longe do grande público há quase três anos, o cantor Felipe Dylon, 23 anos, voltou a aparecer na mídia no fim de 2009. O motivo não foi o lançamento de mais um sucesso, e sim o fato de estar circulando pelo Rio fora de forma e com um cabelão rastafári que não tinha nada a ver com a imagem do jovem galã de hits como Musa do Verão.

Em outubro passado, o gato foi internado numa clínica para desintoxicação e os rumores de que estaria usando drogas pipocaram nos jornais e sites. Também foi ventilado o boato de que Dylon estaria em um estágio inicial de esquizofrenia.

Os meses se passaram e, há duas semanas, Dylon se despediu das trancinhas. Com um visual mais clean, ele se prepara para lançar em breve o quarto CD. Em entrevista exclusiva, negou essas fofocas,mas revelou que superou uma fase complicada de sua vida. Felipe confirmou, por exemplo, que passou uma semana internado na clínica NIP (Núcleo Integrado de Psiquiatria), na capital fluminense, em virtude de uma estafa.

“Sofri com uma redução de ferro e potássio no sangue. Não tinha tempo para me cuidar, pois estava fazendo um monte de coisas e tendo um ritmo de trabalho muito intenso”, explicou.

Dylon iniciou sua carreira aos 15 anos e confessou que não foi nada fácil lidar com a fama ainda tão jovem. “Sempre procurei dar o máximo de atenção aos meus fãs, e com o passar do tempo, isso foi ficando complicado… Eu não podia mais sair, andar na praia, ir a uma festa… Tinha que estar atento, pois as meninas que corriam atrás de mim poderiam sofrer um acidente se eu atravessasse uma rua, por exemplo… Uma loucura! Tudo isso contribuiu para o estresse.”

Durante a internação, Felipe teve contato com alguns outros jovens que se tratavam de problemas com drogas. “Mas a situação era diferente da minha, que fui pra lá a fim de me desligar um pouco. Todo mundo tem momentos difíceis e acho que passei por questionamentos típicos da minha idade. Foi um período de autoconhecimento. Sempre quis passar uma imagem boa para o público infantil e adolescente e droga não combina com isso. Alias, não faz sentido na vida de qualquer pessoa, seja qual for a idade dela”, declarou.

Atualmente, Dylon enxerga a questão por um viés social e afirmou: o consumo de substâncias ilícitas só aumenta a violência e a criminalidade.

Filho de surfista, Dylon também pega onda todas as tardes. “Sou geração saúde. Aprendi que surfar relaxa e me deixa mais equilibrado, inclusive, nas questões de trabalho.”

Depois de passar por essa turbulência, o cantor se diz recuperado e feliz ao lado da namorada, a modelo Mariana Fusco. “Tirar os dreadlocks rasta me deixou leve. Assumi um novo visual. É um recomeço. As fãs podem esperar: estou mais maduro e romântico”. Quem quiser conferir músicas como Assim Começa o Amor, do novo CD do ídolo, é só visitar o site http://www.felipedylon.com.br, ok?

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s