Geral.com: uma minissérie para jovens plugados

A nova atração da Globo mostra o universo dos jovens que não desgrudam da internet, em uma trama que mistura ficção, mundo real e virtual

Ger@l.com: tudo para agradar a garotada 
no mês das férias escolares
Foto: João Miguel Jr.

Na trama, os garotos do condomínio Praialândia vivem conectados à internet e têm até um site, o ligageral.com, que existe de verdade e já recebeu 30 mil acessos desde o dia 5, quando foi inaugurado.

As “3D+”

As amigas Rita (Hanna Romanazzi), Neca (Sarah Maciel) e Jô (Isabella Camero), que se auto-intitulam as “3D+”, passam o dia conversando por webcam e navegando na web, ao mesmo tempo em que escutam MP3 e assistem à TV. “Por mim, também ficava o dia inteiro na net. Sempre que estou me arrumando para sair com minhas amigas, abrimos a webcam e nos vestimos em tempo real pelo MSN combinando as roupas, cada uma de sua casa”, confessa Hanna, que interpreta Rita.

Elas também fazem de tudo para se aproximar dos meninos da banda WWW (que existe de verdade e é formada pela família Werneck: os jovens Xande, Luke, Mateus, João e Pedro). Mas, nem tudo são flores na vida dos jovens músicos. Os vizinhos não acham muita graça no barulho que eles fazem. E a implicância tem um nome: Lucélia (Vanessa Lóes), a mãe de Rita (Hanna Romanazzi), que vai reclamar até não poder mais nos ouvidos de Seu Maia (Rogério Rangel Costa), o síndico do prédio.

A própria Vanessa Lóes conta que já foi muito “cri-cri” e até chamou a polícia quando a vizinha resolveu colocar o som nas alturas. “Mesmo com as janelas fechadas e a televisão no máximo, o barulho era horrível. O Gael (de um ano e meio, filho da atriz com Thiago Lacerda) era recém-nascido, chorava muito. Nesse dia eu chamei e polícia”, disse a atriz, que agora anda mais controlada. “Quando ela dá festa, eu saio e vou dormir na casa da minha sogra”, conta rindo.

Multiplataformas: a aposta da Globo

De acordo com Leandro Neri, diretor geral da série, Ger@l.com tem os ingredientes para ser um sucesso porque é um programa que inclui a internet como um dos personagens e é feito para uma juventude “multi”, que escuta música, acessa a internet e faz várias coisas ao mesmo tempo. “A gente está colocando no ar o que a molecada quer ver”.

Ao longo do programa, quem estiver ligado na telinha descobrirá, através de charadas, senhas que darão acessos a vídeos extras na web. Além da websérie de três minutos que começará sempre que acabar o programa na TV, quem adora surfar na rede, poderá acessar fóruns, fazer downloads e participar do Blog da Neca e do B Menor. “E tem mais: quem enviar sua foto para nosso fotolog, terá sua carinha fazendo parte do programa”, conta o diretor de novas mídias, Giuliano Chiaradia.

Giuliano revelou ainda que, a partir desse formato, muitos produtos novos surgirão na emissora. “Ao invés de criarmos um programa para depois fazermos o site, a internet começará a aparecer na concepção inicial de cada produto, como um novo personagem. Essa é uma tendência inevitável.”

 

 
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s