Katy Perry culpa Taylor pela ‘treta’ entre as duas e pede paz

No "Carpool Karaoke" de James Corden, ela falou diretamente sobre esta polêmica. Entenda.

Se a foto acima tem vestidos, penteados e até mesmo sobrancelhas que indicam tempos ~passados~, é porque ela retrata uma amizade que se acabou: aquela entre as cantoras Katy Perry e Taylor Swift.

Leia mais: A história real da maior briga de todos os tempos de Hollywood

Entre indiretas no Twitter, músicas com letras obscuras e mais indiretas no Twitter, a briga tem se arrastado desde 2013 – isso mesmo, já completa quatro anos. Na noite desta segunda-feira, 22, Perry falou explicitamente sobre o caso no “Carpool Karaoke”, quadro do talk-show de James Corden.

“Sinceramente, foi ela quem começou isso, e é hora de ela encerrar isso também”, disse. “É sobre dançarinos, sobre três dançarinos. Eu tentei falar com ela sobre isso, mas ela não me respondia”.

Leia mais: Estas são todas as “tretas” públicas de Taylor Swift (e as explicações para elas)

Quando diz isso, ela se refere a Lockhart Brownlie, Scott Myrick e Leah Adler, três dançarinos que foram “roubados” da turnê de Taylor para integrar a de Katy. Todo os três, no entanto, já tinham trabalhado para Perry – e, pelo que ela defende atualmente, tinham um contrato com a cantora dizendo que, assim que ela precisasse, eles teriam de abandonar o trabalho com Tay.

As alfinetadas que seguiram esse desentendido, porém, foram dando trela a uma briga que (convenhamos) já poderia ter sido resolvida há muito, mas muito tempo, né?

(Reprodução/Giphy)

Ainda na entrevista com Corden, a cantora chega a mencionar a música de Taylor que, pelo que dizem por aí, fala sobre a briga entre as duas, “Bad Blood”:

“Quando ela escreveu a música sobre mim, eu fiquei tipo ‘tá bom, tudo bem, tudo bem, tudo bem, então é assim que você quer lidar com isso? Karma!”, comenta.

Leia mais: 8 brigas históricas entre celebridades

Logo em seguida, porém, ela demonstra realmente estar cansada das ~tretas~. ” O que eu queria dizer é que estou pronta para que essas besteiras acabem”, declara. “Pessoalmente, eu acho que as mulheres unidas, não divididas, e sem esse tipo de besteira, mulheres unidas vão curar o mundo”.

A gente espera que sim!

(Reprodução/Giphy)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s