O desabafo de Mário Gomes contra Daniel Filho

O ator pretende processar a Globo por assédio moral e perseguição profissional

“Durante 30 anos fui perseguido pelo senhor Daniel Filho, implacavelmente, com todos os tipos de ofensas que se possa imaginar”, desabafa Màrio Gomes
Foto: Divulgação / Rede Globo

Em entrevista exclusiva à TITITI, Mário Gomes, que hoje trabalha na Record, desabafou a respeito do processo que pretende mover contra a Rede Globo, segundo ele, por assédio moral e perseguição profissional. 

Nas décadas de 70 e 80, Mário era galã de telenovelas globais, época em que atuou em sucessos como Gabriela (1975), Jogo da Vida (1980) e Sol de Verão (1982). Foi quando um boato questionando a preferência sexual do ator quase destruiu sua carreira. 

De acordo com Mário, tudo aconteceu por causa de uma desavença que tinha com o diretor Daniel Filho. Ainda conforme o intérprete, a atitude de Daniel teria sido uma vingança por causa do romance que Mário afirma ter mantido com a então esposa do diretor, a atriz Betty Faria. A boataria rolou quando os dois contracenaram em Duas Vidas (1976). 

“O processo é legítimo e não é pelo dinheiro (ele pedirá R$ 45 milhões de indenização), pois graças a Deus estou contratado. Mas durante 30 anos fui perseguido pelo senhor Daniel Filho, implacavelmente, com todos os tipos de ofensas que se possa imaginar. E a Globo foi solidária com o Daniel, deu a ele condições de me sacanear, atrapalhar minha vida pessoal, meus caminhos, me impedir de sonhar, de pensar no meu trabalho. Esse cara me torturou… É um torturador”, disse Mário. 

O astro confessou que era muito jovem e se incomodou demais com as intrigas. “Esse amor que ele (Daniel) talvez sentisse pela Betty (Faria) era algo que eu não entendia muito bem. Eu mesmo não sabia o que era o amor. Estava tentando aprender, tinha 26 anos e uma dificuldade afetiva enorme. Achava que a Betty ia me ajudar, mas muito pelo contrário. A coisa mais indigna é que esse cara trabalhou pra me jogar contra o público. Não veio pra mim e me deu um soco ou fez um desaforo público que fosse… Não! Ele queria me ferir.” 

Xiiii, essa briga ainda vai longe! Até porque Mário pretende estrear uma peça contando essa e outras histórias de sua carreira. “Vou relatar tudo no teatro. O texto começa contando dos meus 6 a 7 anos e vai falar de fama, fracasso, poder, dinheiro, sexo… O espetáculo já está pronto, só falta mais um ou dois meses de ensaio. E todas as pessoas com quem convivi vão estar lá: Maitê Proença, Betty Faria… Não tem jeito. É autobiográfico”, explicou. 

Procurada pela reportagem, a assessoria de imprensa da Globo informou que não há o que comentar, já que não recebeu qualquer notificação judicial. E informou que Daniel Filho não vai se pronunciar. Já Betty Faria, hoje no SBT, também se recusou a se manifestar sobre o assunto.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s