N

Inspiração: ela emagreceu 25 kg em um ano

Luana Franciele Cunha não desviou do foco para perder peso - "Cumpri minha meta de Ano-novo!"

Atualizado em 16/07/2014

Marcia Di Domenico - Edição: MdeMulher

Luana Franciele Cunha

Foto: Luciana Cristhovam 

"Fui modelo na adolescência, era magra e só comecei a ter problema com a balança depois de casar. Em menos de três anos, engordei 30 quilos, chegando aos 90. Meu marido já era gordinho e, com a mudança de vida, tudo girava em torno da comida: os programas eram sempre para jantar fora ou em casa com os amigos e, como eu trabalhava o dia inteiro, me alimentava fora de hora e não tinha pique para chegar em casa e ainda cozinhar, então acabava comendo muita besteira. No fim de 2011, minha meta para o ano seguinte era emagrecer - não queria nem pensar em chegar a um peso de três dígitos. 
 
Dia 2 de janeiro de 2012, comecei a mudança. Me matriculei na musculação e, na parte aeróbica, fazia spinning, jump ou pulava corda. Também passei a comer de três em três horas e incluí mais frutas, legumes, verduras e alimentos integrais no cardápio - tudo que eu já sabia que tinha que fazer, mas não praticava. No primeiro mês, sequei 6 quilos. Em 11 meses, foram 25 a menos no total. Além de voltar a usar vestido justinho e colocar biquíni sem sentir vergonha, o mais legal foi ver que consegui motivar outras pessoas: meu marido enxugou 27 quilos e montei um grupo no Facebook de mulheres que têm histórias parecidas com a minha e, como eu, estão emagrecendo aos poucos e voltando a gostar do próprio corpo. Antes, minha cabeça era tão de gordinha, que batizei meu cachorro de Xbacon, de tanto que eu gostava desse sanduíche. Pena que agora não dá para trocar o nome dele, porque meu gosto mudou completamente!"
 
Luana Franciele Cunha 
Idade: 25 anos 
Altura: 1,68 metro 
Peso atual: 65 quilos 
Conquista: emagreceu 25 quilos em um ano
 
Motivação é tudo
 
Junto com a ginástica e a dieta, Luana passou a frequentar sessões de consultoria motivacional, que fizeram toda a diferença para vencer os momentos difíceis do processo de emagrecimento. "Quando desanimava porque estava perdendo peso devagar ou faltava disposição para treinar, minha terapeuta (que também emagreceu vários quilos) me estimulava e fazia ver que meu objetivo valia a pena", conta. "Foi por influência dela que comecei a correr. Completei a São Silvestre e minha meta agora é correr uma meia maratona!"

Comente