Culinária (literalmente) internacional: conheça 6 restaurantes de refugiados em São Paulo

Para conhecer comidas diferentes ao mesmo tempo em que prestigia o trabalho destes imigrantes.

Se é verdade que a questão dos refugiados tem chamado bastante atenção na mídia internacional, não é tão fácil travarmos contato com esses imigrantes no dia-a-dia. Segundo levantamento da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), o Brasil abriga hoje mais de 8.863 refugiados reconhecidos, tendo a solicitação de refúgio no país aumentado mais de 1.868% de 2010 até 2015 – e isso é ótimo! Com a fusão das culturas, estes seis restaurantes da capital paulista comandados por refugiados (e refugiadas) são boas opções para conhecer um pouco mais sobre eles. Com precinho honesto e comidas diferentes, você não vai se arrepender:

1. OgarettBrás

Reprodução Facebook

Reprodução Facebook

O jovem sírio Eyad Abuharb cozinha há mais de um ano no Brás. Seu restaurante vende principalmente shawarma, mas também kafta e sujek – de carne picante.

Endereço: Rua Doutor Ornelas, 150

Mais informações na página do Ogarett no Facebook.

2. Muna – Sabores e Memórias Árabespor encomenda

Reprodução Facebook

Reprodução Facebook

Muna Darweesh só cozinhava para a família, na Síria. No Brasil, cozinha para quem encomendar seus quitutes árabes: entrega encomendas na sua casa ou em estações de metrô.

Mais informações na página de Muna no Facebook.

3. Talal Culinária SíriaBrooklin

Reprodução Facebook

Reprodução Facebook

O sírio Talal Al-tinawi abriu em abril de 2016 seu restaurante em São Paulo, depois de levantar mais de R$ 70 mil em campanha de financiamento coletivo.

Endereço: Rua das Margaridas, 59

Mais informações na página do Talal no Facebook.

4. Al JaniahAnhangabaú

Reprodução Facebook

Reprodução Facebook

Os proprietários desse restaurante são refugiados palestino-sírios. Isso quem sabe explica a politização do local, que faz dos eventos e da própria essência do Al Janiah um ato de resistência.

Endereço: Rua Álvaro de Carvalho, 190

Mais informações na página do Al Janiah no Facebook.

5. Casa NarguileSantana

Reprodução Facebook

Reprodução Facebook

O dono da casa era, na Síria, dono de fábrica. Em São Paulo, abriu a tabacaria, que também vende comida árabe. Lá, come-se shawarma, falafel, homus e baba ganoush.

Endereço: Rua Doutor Cesar, 760

Mais informações na página da Casa Narguile no Facebook.

6. DamascusPinheiros

Reprodução Facebook

Reprodução Facebook

O estabelecimento começou vendendo doces, mas hoje conta também com almoço – prato do dia e buffet. O sírio de 20 anos Tarik Balbke é quem faz os doces. Em seu país de origem, ele já trabalhava como padeiro.

Rua Cônego Eugênio Leite, 764

Mais informações na página do Damascus no Facebook.

 
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s