Com materiais nobres, grife Lliée conquista o mercado de luxo

Nova marca que nasceu no Sul é comandada pela dupla Rafaela Magarinos e Rafaela Stall

Publicado em 07/06/2012

Reportagem: ELLE - Edição: MdeMulher

Lliée

Campanha de lançamento da grife Lliée
Foto: Reproduçao/ELLE


No momento em que Rafaela Magarinos e Rafaela Stall se conheceram, ainda não viam o mercado de moda como uma possibilidade de negócio. Mas, estudando na mesma turma para cargos públicos, em Curitiba, as advogadas começaram a perceber algumas semelhanças entre elas, além do primeiro nome idêntico.

As duas moraram em Londres, são apaixonadas por sapatos e estavam cansadas do universo do direito. Entre uma aula e outra, notaram que os pontos em comum poderiam se tornar algo a mais. "Começamos a conversar sobre abrir uma empresa e a ideia de uma marca de sapatos se encaixou perfeitamente em nossos planos. Entramos de cabeça no projeto e abandonamos completamente a advocacia", revela Magarinos - até elas se chamam pelo sobrenome.
 

Lliée

Campanha de lançamento da grife Lliée
Foto: Reproduçao/ELLE


Na hora de batizar a etiqueta, as xarás escolheram uma palavra francesa, com uma pequena alteração. "Liée quer dizer 'ligado, conectado'. É como o laço que nos une. Como somos uma dupla, dobramos a primeira letra para dar um charme", brinca Stall.

A partir daí, as pesquisas tomaram conta da vida das designers, que passaram dois anos trabalhando cada detalhe da Lliée. "Desde o começo, quisemos fazer uma coleção sofisticada, com clássicos que ultrapassam estações. Mas sempre com um toque de modernidade", conta Magarinos.

Nadando contra a corrente fast fashion, a Lliée prima pela qualidade de materiais e pela elegância atemporal das peças. O couro é 100% natural, com tratamento e amaciamento artesanal, e o píton, matéria-prima-chave na linha de lançamento, é importado da Tailândia. "Para nós, cada sapato é como se fosse uma joia", defende Stall.
 

Lliée

Sapatos e bolsas da grife Lliée
Foto: Reproduçao/ELLE


Os cuidados especiais, que começam na fábrica em Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul, se estendem até o momento da compra. As caixas da grife vêm com alguns mimos que, segundo a dupla, são imprescindíveis para uma marca de luxo - um visor de acetato, ideal para guardar no closet, e um sachê com a identidade olfativa desenvolvida com exclusividade para a marca.

A primeira coleção conta com sete modelos de clutches e 16 de sapatos. Não à toa, com apenas cinco meses de vida, a Lliée já comemora uma de suas primeiras conquistas: desde abril, passou a ser vendida no e-commerce Farfetch, além de ser encontrada em outras multimarcas pelo Brasil.

Com um número reduzido de produção para manter a exclusividade e preços entre R$ 600 (sapatilhas) e R$ 1,9 mil (clutch de píton), a Lliée vai garantindo aos poucos seu espaço no mercado de luxo.

Comentários

Os comentários são pessoais e não refletem a opinião do MdeMulher.

Comente

Li e concordo com os termos de uso do site.