Manual da lingerie

Descubra todos os segredos que há por trás das calcinhas e você (ainda) não sabia

Escrito por

Redação M de Mulher

Atualizado em 25/10/2008 em

Viva! Mais

um conteúdo de

Manual da lingerie
Paula Aftimus

A lingerie deve moldar seu corpo e combinar 
com a sua personalidade
Foto: Ana Fassone

Antes de mais nada...

· A melhor lingerie não é apenas a que se molda melhor em seu corpo, mas também a que combina com a sua personalidade.

· Não conhecer seu biotipo dificulta horrores a tarefa de comprar as peças mais adequadas. Portanto, se tem alguma dúvida, fique nua na frente do espelho e se observe demoradamente. Seja realista, porém, nada modesta! Por exemplo: "Nossa, tenho quadril gigante, mas uma cinturinha..."

· Se a roupa não tiver caimento perfeito, o problema está na fabricação (inadequada para seu biotipo) e não nas suas formas. 

Cuidados na hora de lavar

 · Sempre à mão, com sabão neutro e em temperatura de até 40º C. A máquina pode deformar e desfiar rendas e a água quente modifica a cor, deixando-as com aspecto de encardidas. 

· Se for inevitável utilizar a lavadora, envolva as peças em uma fronha — sobretudo sutiãs com arame! — , fechando com um nó. 

· Não seque as peças ao sol, pois elas ficam amareladas. 

· Passe a ferro somente as partes de algodão, já que o calor danifica certos tecidos e o elástico das peças. 

· Não use cloro, que compromete tanto a coloração quanto a elasticidade.

Atenção aos detalhes

· Elástico da calcinha aparente só se for o propósito da peça. Mesmo assim, cuidado: mulheres com mais de 35 anos devem evitar a ousadia. 

· As tangas são indicadas para bumbuns pequenos. Gordinhas não devem usá-las, pois a lateral fina "corta" o corpo, formando uma segunda cintura. 

·  Bumbum grande pede modelos largos nas laterais, do tipo short. Outra dica é escolher peças com powernet, uma espécie de lycra mais resistente, usada em cintas. "Embora esteticamente estranhas, farão com que ela fique muito mais bonita", garante Denise Bello, gerente de produtos da Dilady. 

· Alças de sutiã só devem ficar à mostra se compuserem o look. Assim, as coloridas, que dão um toque divertido à produção, podem ficar de fora. Mesmo as de silicone, usadas para dar a impressão de se estar sem a peça, devem ser substituídas. No caso de regatas, por um par da mesma cor e espessura das alças da blusa. Isso porque o silicone reflete a luz, especialmente à noite.. 

· Se a pele ficar marcada, você não está usando tamanho ou modelo adequado. Prefira um número maior! 

Para acertar na escolha

· A peça certa deve ficar aderente à pele, mas não a ponto de enrolar ou marcar.
· Verifique se o fundilho possui costuras macias. Caso contrário, ele pode incomodar.
· A parte de trás da peça não deve entrar demais e nem deixar tecido sobrando. Mas não existe uma regra: cada corpo exige uma modelagem.
· Embora recomendadas para uso diário, as de algodão não combinam com roupas justas, pois criam mais volume.
· Os elásticos têm de ser firmes e não podem incomodar a pele.