Pular para o conteúdo principal

PUBLICADO EM

29/10/2014

ATUALIZADO EM

29/10/2014

Colesterol: você está na mira?

Mulheres com menos de 30 anos - e magras - também podem sofrer com o desequilíbrio do nível de colesterol no sangue, um dos fatores de risco para doenças do coração. Será que você corre perigo?
Colesterol: você está na mira?
Reportagem: Angela Senra e Karina Hollo - Edição: MdeMulher

Previna o colesterol alto com algumas mudanças de hábito
Foto: Getty Images

O colesterol é um tipo de gordura encontrado nas membranas celulares de todos os tecidos do corpo. "É uma espécie de tijolo da parede da célula", explica o cardiologista. Cerca de 70% dele é produzido no fígado. O restante vem da ingestão de alimentos de origem animal. Como nas últimas duas décadas nosso cardápio se encheu de produtos ricos em gordura saturada e trans, superamos facilmente nossa necessidade diária máxima de 300 miligramas.

Insolúvel em água e no sangue, para ser transportado pela corrente sanguínea ele se liga a diversos tipos de lipoproteínas. As duas principais são LDL (Low Density Lipoprotein) e HDL (High Density Lipoproteins). A primeira vai do fígado para o sangue e, nesse caminho, há o risco de obstruir as artérias. Já a segunda, protetora, forma o chamado bom colesterol e leva o excesso de LDL de volta, para que o fígado utilize em outras funções. Por essa razão é importante que esteja sempre superior a 60 miligramas por decilitro (mg/Dl). E por que o médico também pede a dosagem de triglicérides? Porque essa gordura que também circula no sangue torna as moléculas de LDL menores, facilitando sua entrada nas artérias. E ainda diminui o nível de HDL.

Para ficar bem longe desse mal contemporâneo que anda no encalço do time feminino, melhor agir agora.
 

Os ativadores do colesterol


Má alimentação

Gordura saturada e trans, presentes em alimentos de origem animal (manteiga, carne, bacon, leite integral) e produtos industrializados (biscoitos, pratos prontos) se transformam em LDL, que pode entupir suas veias.

Preguiça

Exercício ajuda na circulação e turbina a oxigenação dos tecidos, favorecendo o metabolismo. Sua ausência diminui a queima e aumenta o acúmulo de gordura (inclusive colesterol).

Herança genética

O colesterol sobe também em decorrência de um distúrbio metabólico chamado hipercolesterolemia, de origem genética, que força o fígado a produzir LDL em excesso ou dificulta sua liberação pelo intestino, independentemente da alimentação.

Stress

Funciona como combustível que ajuda a desencadear doenças quietinhas no código genético. "O aumento constante da liberação de adrenalina pode levar o gene a se manifestar", explica o cardiologista Marcelo Cantarelli, da Clínica Angiocard e dos Hospitais Bandeirantes e São Luiz Anália Franco, em São Paulo.

Desequilíbrio na tireóide

Outro fator de risco é o mau funcionamento da glândula, que tem entre suas funções regular o metabolismo. Quando há distúrbio, a eliminação do colesterol diminui. Ao regularizar o quadro, o nível de LDL também tende a voltar ao normal - se for somente essa a causa da subida.

O colesterol alto não apresenta sintoma. E evitar pensar no assunto pode trazer surpresas desagradáveis no futuro próximo - especialmente se você estiver suscetível aos gatilhos acima ou ainda for hipertensa, diabética, estiver acima do peso, fumar ou beber demais, de acordo com o dr. Cantarelli. Para ter a situação sob controle, faça exame de sangue a partir dos 30 anos, repetindo a cada dois ou três. Seus pais ou irmãos sofrem do mal? Melhor adiantar a precaução para os 20.
 

Níveis seguros

 

As diretrizes internacionais e da Sociedade Brasileira de Cardiologia apontam que alguém sem histórico ou risco deve manter o LDL abaixo de 130 mg/dl. Cheque os números:

LDL

Até 130 mg/dL é tolerado para quem não tem nenhum fator de risco para desenvolver doenças cardiovasculares.
Até 100 mg/dL para quem possui um fator de risco.
Cerca de 70 mg/dL para quem já sofreu infarto ou é diabético.

Triglicérides

O ideal é que esteja menor que 150 mg/dL.
 

O cardápio da prevenção

 

"Depende de alimentação adequada", diz o endocrionologista Frederico Guimarães Marchisotti, do Delboni Auriemo Medicina Diagnóstica. O ovo e a manteiga não precisam ser eliminados, mas maneire. "Quem tem altas taxas deve comer um ovo apenas e uma vez por semana", orienta a nutricionista do Hospital do Coração Rosana Perim Costa. Ela indica pôr no prato: gorduras monoinsaturadas (das amêndoas e do azeite de oliva), poliinsaturadas (da soja e seus derivados, da semente de abóbora e de girassol) e ácidos graxos ômegas 3, 6 e 9 (presentes no atum, salmão e outros peixes de água fria, nos óleos de milho e canola). "Além disso, vale substituir leite, queijo e iogurte integral pela versão desnatada", avisa Rosana.

Verduras, legumes e cereais oferecem fibras, que envolvem e eliminam o colesterol pelas fezes. "Eles também contêm fitosteróis, que inibem a absorção dessa gordura pelo intestino", fala Elizabeth Vargas, nutricionista da Unilever Brasil "Com cinco porções ao dia, você ingere cerca de 600 miligramas da substância. Mas, como para haver redução de colesterol é recomendado no mínimo 1,5 mg/dia, vale investir também em alimentos enriquecidos como margarina, leite, iogurte."

E mais: suco de uva, 30 gramas de chocolate amargo (com no mínimo 60% de cacau), frutas vermelhas (amora, framboesa, morango, cereja) e chá verde são todos ricos em flavonóides, substância que diminui as taxas de LDL.

Quem já está com o colesterol alto, precisa saber que não há cura. Se não der para contornar a situação com alimentação e exercícios físicos regulares, talvez o problema seja genético. O médico pode receitar estatinas, drogas que bloqueiam a produção endógena da gordura e conseguem manter os níveis sanguíneos bem baixos. Vida afora.

Vote nas finalistas do 21º Prêmio CLAUDIA

Cultura

  • Anna Muylaert
    Anna Muylaert

    Diretora do filme Que Horas Ela Volta?, aqueceu a discussão sobre a exploração do trabalho doméstico no Brasil

  • Mari Corrêa
    Mari Corrêa

    Realiza oficinas de cinema em aldeias do Xingu e ensina os índios a registrar sua cultura, história e hábitos

  • Panmela Castro
    Panmela Castro

    Imprime sua arte em murais e performances e oferece oficinas para prevenir a violência contra as mulheres 

Revelação

  • Alessandra Orofino
    Alessandra Orofino

    Esta à frente de uma ONG que conecta pessoas interessadas em solucionar problemas no Rio de Janeiro

  • Raquel Helen Santos Silva
    Raquel Helen Santos Silva

    Destaca-se por criar projetos de empoderamento e por conseguir apoio internacional para as causas feministas

  • Samantha Karpe e Letícia Camargo Padilha
    Samantha Karpe e Letícia Camargo Padilha

    Desenvolveram uma cobertura para ruas e estradas mais resistente, econômica e sustentável que a convencional

Negócios

  • Cristina Junqueira
    Cristina Junqueira

    Criou o Nubank, cartão de crédito que pode ser administrado pelo celular, dispensa o banco e não tem anuidade

  • Mariana Alves Madureira
    Mariana Alves Madureira

    Trabalha para impulsionar o desenvolvimento econômico de lugares pobres estimulando o potencial turístico

  • Carla Renata Sarni
    Carla Renata Sarni

    Criou uma rede de consultórios que oferece tratamento odontológico a um custo acessível na periferia

Políticas Públicas

  • Heloísa Helena de Oliveira
    Heloísa Helena de Oliveira

    Monitora e argumenta com políticos para alterar projetos de lei que não favorecem os jovens do Brasil 

  • Maria Clara de Sena
    Maria Clara de Sena

    Única transexual no mundo no cargo de Mecanismo de Prevenção e Combate à Tortura, luta pelos direitos LGBTs 

  • Paula Johns
    Paula Johns

    Fundadora da Aliança de Controle do Tabagismo + Saúde, batalha para controlar o tabagismo  

Consultora NATURA

  • Juthay Nogueira
    Juthay Nogueira

    Promove ações para evitar que os jovens entrem para o tráfico de drogas, em uma comunidade de Belo Horizonte

  • Nilcimar Maria Silvestre dos Santos
    Nilcimar Maria Silvestre dos Santos

    Fundou uma associação que apoia vítimas de agressão doméstica e estimula o empreendedorismo 

  • Rozimere Santos Oliveira Souto
    Rozimere Santos Oliveira Souto

    Líder que organiza a produção agrícola e o empreendedorismo entre as mulheres, no Sertão da Paraíba

Trabalho Social

  • Marineide Silva
    Marineide Silva

    Criou uma ONG para ensinar corrida para mais de 500 crianças e adultos no bairro mais violento de São Paulo

  • Brigitte Louchez
    Brigitte Louchez

    Está à frente de uma ONG que luta para combater a exploração sexual de crianças e jovens em Fortaleza, no Ceará

  • Mônica Azzariti
    Mônica Azzariti

    A fonoaudióloga prepara policiais para que resolvam ocorrências nas favelas sem violência, evitando conflitos

Ciências

  • Adriana Melo
    Adriana Melo

    Especialista em medicina fetal comprovou a relação entre infecções por zika em e as malformações em bebês

  • Eliana Abdelhay
    Eliana Abdelhay

    Desenvolve pesquisas a fim de melhorar os prognósticos de doenças graves e agiliza o diagnóstico de câncer

  • Thelma Krug
    Thelma Krug

    Restringe o desmatamento nas florestas e emissão de poluentes, responsáveis pelas mudanças climáticas

  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM
    Testamos as famosas massagens tailandesas que tratam dores e propor...
  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM
    A foto desta mãe abraçando a caçula antes de ter outro filho vai...
  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM
    Conheça o coletivo de advogadas que já atendeu centenas de mulher...
  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM
    As maiores tendências de verão para você já ir preparando o arm...
  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM
  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM
    Sasha Meneghel lacra na primeira entrevista na TV: "Já tive u...
  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM
  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM