Fique por dentro dos hábitos do mosquito da dengue e dos sintomas da doença

Ele gosta de água parada, prefere voar durante o dia e transmite um vírus perigoso. Saiba mais sobre o Aedes aegypt e como ele ameaça a sua saúde.

Fique por dentro dos hábitos do mosquito da dengue e dos sintomas da doença

O paciente com dengue apresenta, entre outras coisas, febre, cansaço intenso, dores e manchas no corpo.
Foto: Getty Images

 

A doença

Já foram identificados quatro tipos de dengue. A dengue hemorrágica é a mais grave e pode levar à morte. Quem já teve a doença causada por um tipo específico do vírus não volta a ter. Ou seja, quem já foi contaminado pelo tipo 1 – o mais clássico – só pode ter dengue novamente se ela for causada pelos tipos 2, 3 ou 4.

Os sintomas

A dengue pode ser confundida com uma gripe forte. Identificar os sintomas, que duram entre dois e sete dias, é fundamental. Confira:

· Febre alta (40 graus)
· Forte dor de cabeça
· Dor no fundo dos olhos
· Náuseas e vômitos
· Dor nos ossos e nas articulações
· Pintinhas vermelhas no corpo
· Moleza e cansaço
· Falta de apetite

Vá ao médico!

O tratamento da dengue ameniza os sintomas e evita que a doença se agrave. É importante não tomar remédios por conta própria e procurar um médico para o diagnóstico correto.

 

Como reconhecer o mosquito da dengue

Fique por dentro dos hábitos do mosquito da dengue e dos sintomas da doença

Essas são as características do Aedes aegypt.
Foto: Getty Images

Picadas diurnas

A dengue é transmitida pelo Aedes aegypti. O mosquito pica uma pessoa com a doença e carrega o vírus para dentro de si. A partir daí, começa a espalhá-lo picando e contaminando outras pessoas. Em geral, isso acontece no começo da manhã ou no fim da tarde. Somente as fêmeas infectam o ser humano.

Como o mosquito não voa muito alto – no máximo a meio metro do chão -, ele pica com mais frequência pés, tornozelos e pernas das pessoas.


Modo de reprodução

O mosquito se reproduz em água parada. Por isso, fique atenta com:

· Pneus: mantenha-os secos e em local coberto.
· Garrafas: guarde-as com a boca virada para baixo.
· Caixas d’água: confira se a tampa está bem fechada e vede brechas e rachaduras.
· Vasos de planta: coloque areia no prato para evitar o acúmulo de água

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s