(none)
Saúde
  • /imagem/saude/galeria/revista-saude-aprenda-sobre-diverticulite.jpg

    A diverticulite é uma inflamação que acontece, na maioria das vezes, no final do intestino grosso, numa de suas porções conhecidas como cólon sigmóide, que se situa pouco antes do reto. O problema dá as caras em formações chamadas divertículos, alterações na forma de pequenos tubos ou bolsas que se desenvolvem de dentro pra fora do intestino, especialmente nos indivíduos mais maduros.

    Acredita-se que sua origem pode estar relacionada ao aumento da pressão interior do intestino, por conta de uma dieta com poucas fibras, por exemplo, combinada ao enfraquecimento de regiões da parede intestinal. A diverticulite ocorre quando alguma coisa provoca uma inflamação no divertículo. Um acúmulo excessivo de muco ou fezes também pode estar por trás da chateação.

    Na maioria das vezes, as crises de diverticulite se resolvem sozinhas ou com auxílio de remédios para combater a inflamação e a dor além de alterações na alimentação. Os sintomas mais comuns são uma sensação dolorosa na parte inferior esquerda do abdômen, prisão de ventre ou diarreia e, embora mais raros, sangramentos - que, felizmente, se curam sozinhos em 90% dos casos. Apenas 10% das diverticulites exigem um procedimento cirúrgico.

    Entenda, nos slides acima, como a diverticulite se forma.

    Diverticulite
  • A gênese de uma inflamação

    /imagem/saude/galeria/revista-saude-aprenda-sobre-diverticulite-01.jpg

    Entenda como a evolução dos divertículos pode culminar em uma diverticulite

    Diverticulite
  • Bolhas intestinais

    /imagem/saude/galeria/revista-saude-aprenda-sobre-diverticulite-02.jpg

    Quando o intestino não trabalha direito, há um aumento da pressão dentro do órgão. Esse fenômeno propicia a formação de divertículos, que podem ser comparados a bolhas na parede do intestino grosso. Normalmente se situam numa região chamada cólon sigmoide, que fica no lado esquerdo e inferior do abdômen.

    Diverticulite
  • Acúmulo de fezes

    /imagem/saude/galeria/revista-saude-aprenda-sobre-diverticulite-03.jpg

    Pedaços de fezes, um verdadeiro reduto de bactérias, se intrometem e passam a se acumular dentro do divertículo. Até aí a diverticulite ainda não se manifesta.

    Diverticulite
  • A doença ataca

    /imagem/saude/galeria/revista-saude-aprenda-sobre-diverticulite-04.jpg

    Com o tempo, o acúmulo de fezes provoca uma tremenda inflamação - enfim, surge a diverticulite. O problema pode desencadear dores abdominais mais leves e gases ou tornar-se severo, ocasionando uma sensação dolorosa intensa, vômitos e grande dificuldade na hora de evacuar.

    Diverticulite
  • Abdômen ameaçado

    /imagem/saude/galeria/revista-saude-aprenda-sobre-diverticulite-05.jpg

    A diverticulite ainda é capaz de detonar uma crise mais grave dentro da barriga, causando a formação de pus ou a obstrução do tubo digestivo. Se o divertículo é perfurado, há um grande risco de uma infecção generalizada por todo o abdômen.

    Diverticulite
  • Quando a cirurgia é a solução

    /imagem/saude/galeria/revista-saude-aprenda-sobre-diverticulite-06.jpg

    Diverticulite
  • Extração do mal

    /imagem/saude/galeria/revista-saude-aprenda-sobre-diverticulite-07.jpg

    Nas situações mais graves, o procedimento consiste em retirar toda a porção do intestino grosso comprometida pelos divertículos inflamados - em geral, é removida a região do cólon sigmoide.

    Diverticulite
  • Junção das peças

    /imagem/saude/galeria/revista-saude-aprenda-sobre-diverticulite-08.jpg

    Após extirpar a área afetada pela doença, os cirurgiões reconstroem o órgão. Para isso, juntam as porções anteriormente separadas. É um intestino novo e sem diverticulite.

    Diverticulite

Saiba tudo sobre a diverticulite

Entenda o que é diverticulite, aprenda a identificar seus sintomas e veja como seus hábitos alimentares podem predispor ao problema.

Atualizado em Por Alexandre Gajardoni | Edição: MdeMulher

Comente

Rede MdeMulher
Publicidade