Proteja-se da herpes com os alimentos certos
Reportagem: Danielle Reis - Edição: MdeMulher

Durante a manifestação da doença, evite alimentos como castanha de caju, amendoim e chocolate
Foto: Shutterstock/Reprodução MÁXIMA

Quando tomamos muito sol, nossas células de defesa podem ficar enfraquecidas, o que aumenta a incidência de herpes labial. A doença, causada pelo vírus HSV 1, também aparece por causa de estresse excessivo, trauma no local, uso de anticoncepcionais e outros remédios.

Está sentindo ardor, formigamento ou coceira no lábio? Fique atenta! Se em seguida surgirem bolhinhas agrupadas em forma de cacho de uva que se rompem virando feridas... É o vírus
atacando!

Segundo a dermatologista Luciana Rabello, presidente da Associação Brasileira de Dermatologia, cerca de 90% da população brasileira possui algum tipo de herpes. Porém, mesmo que você carregue o vírus, só 10% das pessoas sofrem com as feridas.

Nesse caso, o "bichinho" escapa do sistema nervoso, onde se aloja, e dá origem aos machucados, que são altamente contagiosos. Infelizmente, depois da primeira ocorrência do problema, ele tende a reaparecer de vez em quando. Mas, com uma alimentação adequada, é possível deixar o herpes longe de você.

Diga sim aos probióticos


Eles são encontrados nos leites fermentados ou em suplementos (cápsula ou sachê). Atuam na melhora de todas as funções do intestino, que através do seu sistema de defesa próprio, mantém a nossa saúde em dia. O ideal é tomar um pote de leite fermentado por dia.

Vale destacar que nem todos os produtos lácteos contêm probióticos. Antes da compra, leia o rótulo e identifique se nele há bifidobactérias ou lactobacilos.

Peixe e alho: dupla poderosa


Duas ou três vezes por semana, inclua esse tipo de carne no cardápio. Rica em ômega 3, ela é uma grande aliada do sistema imunológico. Já o tempero também faz maravilhas pela nossa imunidade - o ideal é consumi-lo cru, para usufruir de todos os benefícios que ele oferece.

Aminoácido do bem


A lisina ajuda a diminuir a multiplicação do vírus do herpes e, por isso, deve ser consumida com frequência. Vá de carne, peixe, ovo, quinoa, leite e derivados.

Sinal vermelho


Durante a manifestação da doença, evite alimentos ricos em arginina: castanha de caju, nozes, amendoim, chocolate, milho, semente de girassol e aveia. Em excesso, esse aminoácido estimula a proliferação do vírus.