Como evitar problemas de tireoide

Conheça todos os problemas causados pela tireoide - aumento de peso, depressão, queda de cabelo - e aprenda a prevení-los

Publicado em 21/06/2010

Suzana Dias

Conteúdo ANAMARIA
Destaque da Matéria

Em caso de predisposição genética, o uso 
contínuo de remédios para emagrecer pode 
desencadear o hipotireodismo
Foto: Dreamstime

No pescoço, logo abaixo da região do gogó, está localizada a glândula tireoide. Em formato de borboleta, ela é responsável pela produção dos hormônios T3 e T4, que controlam nossa temperatura, os batimentos cardíacos, o crescimento de pelos, o intestino e o ciclo menstrual. Por esse motivo, quando suas quantidades estão muito acima ou abaixo do padrão normal, o corpo sofre.

O clínico geral Milton Hideaki Arai, do Hospital São Luiz, em São Paulo, explica que há dois tipos de disfunção da tireoide: "A baixa quantidade de hormônio é o hipotireoidismo. Já a alta nós chamamos de hipertireoidismo". Para Arai, ambas prejudicam o organismo e, quanto antes forem detectadas por meio de exame de sangue, melhor.

Se você tem mais de 40 anos e seu corpo está passando pelas mudanças hormonais da menopausa, fique atenta para não se tornar uma vítima!

Venenos para os hormônios

O hipotireoidismo é a disfunção mais comum no Brasil e atinge dez mulheres para cada homem. Os gatilhos para seu surgimento são o excesso de sal na comida e os remédios para emagrecer feitos em farmácia de manipulação. Cuidado com eles!

Destaque da Matéria

Alta concentração de iodo na tireoide prejudica o seu funcionamento
Foto: Getty Images

Sal
Para produzir os hormônios, a tireoide necessita de iodo, naturalmente presente no sal. O problema é que muita gente consome mais sal do que o recomendável e a alta concentração de iodo na tireoide prejudica o seu funcionamento.

Fórmulas
emagrecedoras Infelizmente, muitos médicos se aproveitam da ânsia dos pacientes para perder peso e prescrevem fórmulas que misturam anfetaminas, diuréticos, laxantes, calmantes e hormônios.

Tem tratamento

Existe solução para as disfunções da glândula...

Hipotireoidismo
Quando a produção de hormônios encontra-se abaixo do esperado, basta fazer a reposição hormonal tomando comprimidos. Normalmente, a dose inicial é baixa e, aos poucos, vai sendo ajustada pelo médico.

Hipertireoidismo
O tratamento é mais complexo. "A primeira alternativa são remédios que bloqueiam a produção excessiva da tireoide. Durante um ano, a dose é ajustada, mas apenas 20% a 30% das pessoas apresentam melhora", afirma o endocrinologista Lois Teixeira, do Hospital Memorial, no Rio de Janeiro. A outra opção é a terapia com iodo radioativo, que destrói as células que produzem hormônio em excesso. Se mesmo assim o hipertireoidismo persistir, a saída é a cirurgia. Na operação, os médicos retiram parte ou toda a glândula, e o paciente passa a depender de reposição hormonal. 

 

Nesta matéria

Comentários

Os comentários são pessoais e não refletem a opinião do MdeMulher.

larissa gomes pedroso - olá estou agradecida pelas informações...comecei a ter problemas nos olhos há um tempo atrás e procurei um oftalmo, até então nunca me passou pela cabeça q esse problema poderia ter relação com a tireoide, uma doença q a minha mãe e a minha vó tem...enfim, estou indo ao médico e irei descobrir se terei q tomar remédios ou está td bem... obrigado - 21/07/2013 23:37:50

Comente

Li e concordo com os termos de uso do site.