nao

Saiba como usar a pílula do dia seguinte corretamente

Especialista esclarece as 7 dúvidas mais comuns sobre a pílula do dia seguinte, o medicamento que evita a gravidez em situações de emergência.

Atualizado em 07/06/2013

Lígia Scalise

Conteúdo ANAMARIA

A pílula do dia seguinte deve ser usada só em casos de urgência: quando a camisinha estoura ou após violência sexual
Foto: Dreamstime

Muitas mulheres usam a pílula do dia seguinte como método contraceptivo normal. Isso é grave! Essa pílula nasceu para evitar a gravidez em casos de urgência - quando a camisinha estoura ou após violência sexual. Para orienta-la, convidamos a ginecologista Albertina Duarte, coordenadora do Programa do Adolescente de São Paulo, para um bate-papo esclarecedor.

Compare 7 tipos de anticoncepcionais

Cuidado ao misturar o anticoncepcional com outros remédios

1. Quando devo tomar a pílula do dia seguinte?
Em situações de extrema urgência, quando não houve o uso do anticoncepcional diário ou se a camisinha estourou. Atenção: ela não deve ser usada como anticoncepcional normal e, muito menos, em substituição à camisinha.

2. Se eu tomá-la repetidas vezes, crescem as chances de falha?
Sim. Desse jeito, o risco de você engravidar aumenta.

3. Ela pode causar efeito colateral?
Sim. Dores de cabeça, alteração no ciclo menstrual e enjôos. No caso de diarréia ou vômito, nas duas primeiras horas após a ingestão, a dose deve ser repetida.

4. A pílula só tem efeito até 72 horas depois da transa?
Sim. Se usar nas primeiras 24 horas, o risco de gravidez é de 5%. Após 48 horas, sobe para 15% e, em três dias, 40%. São dois comprimidos: um para tomar nas primeiras 24 horas e outro 12 horas após o primeiro.

5. Preciso de receita médica para comprá-la?
Não. Assim como os anticoncepcionais normais, a pílula do dia seguinte dispensa receitas médicas. Esse medicamento é vendido em farmácias com preço entre R$ 15 e R$ 20.

6. Se eu esquecer um dia de tomar a pílula normal, devo recorrer à do dia seguinte?
O certo é usar camisinha. Se a camisinha estourar, aí sim recorra ao medicamento e interrompa o uso do anticoncepcional até a menstruação. 
E use a camisinha nesse período.

7. Há contra-indicação?
Sim, a pílula é contra-indicada para pessoas que sofrem de diabetes, problemas cardíacos, circulatórios e de hipertensão. Do mesmo jeito, mulheres que estão tomando antibióticos ou calmantes devem procurar orientação médica antes da ingestão da pílula porque o risco de gravidez nesses casos aumenta para até 22%.

Veja também:

Notícias relacionadas

Comentários

Os comentários são pessoais e não refletem a opinião do MdeMulher.

<b>Renata</b> - No momento estou seguindo uma dieta que foi recomendada por minha amiga e já estou na 3 semana e consegui perder 9kgs. Segue o site da dieta para quem se interessar: www.editoratmb.com/emagrecer/ - 26/02/2014 16:30:49

heibzdthyrd zippo harley davidson http://www.jeuxselect.fr/9-animaux-zippo-briquets - 24/02/2014 15:20:06

<b>daniel</b> - email - 24/02/2014 02:30:34

<b>luciana </b> - tive relação e tomei a pilula em seguida ...foi correto???? corro risco de engravidar?? - 16/02/2014 00:10:20

<b>neuzilene</b> - oi transei com meu namorado se camisinha,mais tomei o remedio do dia seguinte ...so que ainda não veio minha mestrucão ,corro risco de engravidar me responda rapido por favo faz uma semana que tomei. - 14/02/2014 22:29:07

<b>Vanessa </b> - Olá... quais as chances de uma possível gravidez após eu ter tomado quatro dias depois a pílula? - 10/02/2014 16:44:43

Veja todos os comentários

Comente

Li e concordo com os termos de uso do site.