Pular para o conteúdo principal

PUBLICADO EM

02/12/2014

ATUALIZADO EM

07/04/2015

6 coisas que você precisa saber sobre a automedicação

Segundo um estudo do Instituto de Ciência Tecnologia e Qualidade, 76,4% dos brasileiros tomam remédio por conta própria. Mas esse hábito pode ser muito prejudicial à saúde. Fique por dentro dos principais riscos de se medicar sem orientação
6 coisas que você precisa saber sobre a automedicação
Luiza Monteiro
Foto: betyarlaca/Thinkstock/Getty Images

Escrito por

Luiza Monteiro

1. O uso de analgésicos pode mascarar doenças sérias

Eles são uma mão na roda: acabam com a dor rapidinho. Mas saiba que, ao invés de acabar com o problema, há o risco de você estar retardando o diagnóstico de um problema grave. Por exemplo, se você toma remédio diariamente para dor de cabeça, fique sabendo que a causa pode não ser a sua rotina estressante, mas encrencas como pressão alta, meningite e até tumores. "O mesmo vale para uma dor de estômago, que pode simular, na verdade, um problema cardíaco", alerta o médico Victor Sato, do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, de São Paulo.


2. Errar na dose é grave

Se você é daquelas que decidem aumentar a dose do medicamento para potencializar sua eficácia, saiba que essa é uma prática pra lá de perigosa. "Tomar remédio sem orientação e em quantidades inadequadas aumenta a probabilidade de efeitos colaterais", diz Victor Sato. Para ter ideia, o consumo excessivo de anti-inflamatórios pode acarretar problemas gástricos e até renais. Já os analgésicos elevam o risco de danos ao fígado.


3. Usar antibióticos sem necessidade pode tornar as bactérias resistentes

Apesar de ser proibido, muita gente consome antibióticos sem a prescrição de um médico. Pois saiba que o uso indiscriminado desses remédios abre portas para o surgimento de micro-organismos resistentes a eles. Isso ocorre porque os antibióticos matam tanto as bactérias do mal quanto aquelas que têm a função de proteger o corpo, a chamada flora bacteriana. No entanto, sempre sobram algumas - as resistentes. Na ausência do exército de defesa, esses micróbios se proliferam, de modo que aquele remédio não terá mais efeito. "E aí, será preciso usar medicamentos cada vez mais fortes", avisa Victor Sato.


4. Misturar é perigoso

A automedicação eleva o risco da chamada interação medicamentosa, que ocorre quando o princípio ativo de uma droga interfere na ação de outro medicamento. Alguns antibióticos, por exemplo, podem diminuir o efeito de sua pílula anticoncepcional. Por isso, além de não misturar por conta própria, você precisa sempre contar ao médico quais remédios você toma.


5. Corticoide não é brincadeira

Como têm ação anti-inflamatória, os corticoides prometem alívio rápido da dor de garganta à alergia de pele. E mais: podem ser adquiridos na farmácia sem a necessidade de receita. No entanto, abusar dessas substâncias - sem a orientação de um médico - não é recomendável. "Há maior propensão a infecções graves e também catarata, diabetes, insuficiência renal...", diz o toxicologista Sergio Graff, da Universidade Federal de São Paulo.


6. Descongestionantes nasais podem aumentar a pressão

Isso mesmo: aquelas gotinhas que você pinga no nariz (e carrega na bolsa) não são tão inofensivas quanto parecem. É que elas carregam uma substância que é um potente vasoconstritor, que tem como objetivo contrair os vasos e facilitar, assim, a respiração. A questão é que seu efeito não se restringe à mucosa nasal e, se usadas em dose muito elevada, tendem a aumentar a pressão de vasos presentes em outras partes do corpo. Com isso, problemas como glaucoma, hipertensão e até derrame podem dar as caras.

Vote nas finalistas do 21º Prêmio CLAUDIA

Políticas Públicas

  • Heloísa Helena de Oliveira
    Heloísa Helena de Oliveira

    Monitora e argumenta com políticos para alterar projetos de lei que não favorecem os jovens do Brasil 

  • Maria Clara de Sena
    Maria Clara de Sena

    Única transexual no mundo no cargo de Mecanismo de Prevenção e Combate à Tortura, luta pelos direitos LGBTs 

  • Paula Johns
    Paula Johns

    Fundadora da Aliança de Controle do Tabagismo + Saúde, batalha para controlar o tabagismo  

Trabalho Social

  • Marineide Silva
    Marineide Silva

    Criou uma ONG para ensinar corrida para mais de 500 crianças e adultos no bairro mais violento de São Paulo

  • Brigitte Louchez
    Brigitte Louchez

    Está à frente de uma ONG que luta para combater a exploração sexual de crianças e jovens em Fortaleza, no Ceará

  • Mônica Azzariti
    Mônica Azzariti

    A fonoaudióloga prepara policiais para que resolvam ocorrências nas favelas sem violência, evitando conflitos

Negócios

  • Cristina Junqueira
    Cristina Junqueira

    Criou o Nubank, cartão de crédito que pode ser administrado pelo celular, dispensa o banco e não tem anuidade

  • Mariana Alves Madureira
    Mariana Alves Madureira

    Trabalha para impulsionar o desenvolvimento econômico de lugares pobres estimulando o potencial turístico

  • Carla Renata Sarni
    Carla Renata Sarni

    Criou uma rede de consultórios que oferece tratamento odontológico a um custo acessível na periferia

Cultura

  • Anna Muylaert
    Anna Muylaert

    Diretora do filme Que Horas Ela Volta?, aqueceu a discussão sobre a exploração do trabalho doméstico no Brasil

  • Mari Corrêa
    Mari Corrêa

    Realiza oficinas de cinema em aldeias do Xingu e ensina os índios a registrar sua cultura, história e hábitos

  • Panmela Castro
    Panmela Castro

    Imprime sua arte em murais e performances e oferece oficinas para prevenir a violência contra as mulheres 

  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM
    Céu da semana: a previsão dos astros para seu signo de 25 a 31 de...
  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM
  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM
  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM
  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM
  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM
    Celebridade do Paquistão é morta pelo próprio irmão, pela “ho...
  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM
  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM