6 nozes para combater o colesterol

E bastam 6 nozes para permitir que seus vasos sangüíneos fiquem mais relaxados e protegidos contra gorduras nocivas, mandando para longe a doença cardiovascular!

Escrito por

Redação M de Mulher

Atualizado em 13/09/2013 em

Saúde é Vital

um conteúdo de

6 nozes para combater o colesterol
Diogo Sponchiato

Foto: Thinkstock

Está muito bem guardado, dentro de uma casca dura e resistente, um aliado do sistema viário que leva o sangue para o corpo inteiro. Estamos falando da noz, a oleaginosa capaz de beneficiar suas veias e artérias. A constatação é de pesquisadores do Hospital Clínic e da Universidade Autônoma de Barcelona, ambos na Espanha. Trabalhando em conjunto, os cientistas dessas instituições notaram que era só incluí-la no cardápio de pessoas tanto com colesterol normal quanto com taxas elevadas dessa substância no sangue para verem os malefícios do excesso de gordura de alguns alimentos serem minimizados.
 
Os médicos espanhóis foram detalhistas: eles analisaram as condições do endotélio, a parede que reveste os vasos sangüíneos, de 24 voluntários quatro horas depois de terem se refestelado com refeições gordurosas. No final desse banquete pesado, todos ainda comeram 40 gramas de nozes umas seis, no máximo sete unidades. Não recomendamos um cardápio cheio de pratos gordurosos a ninguém, mas, se você ingere esse tipo de comida, pode contra- atacar seus efeitos consumindo essas oleaginosas, disse a SAÚDE! o líder do trabalho, Emilio Ros. Rico em gordura ou não, seu menu só tem a ganhar recebendo essa porção de nozes diariamente.
 
Depois de qualquer refeição, nossas artérias tendem a se contrair, explica Raul Maranhão, diretor do Laboratório de Lípides do Instituto do Coração de São Paulo. A contração, é claro, é muito mais grave se por ali deverão passar um rio de partículas gordurosas vindas do almoço ou do jantar As nozes, porém, são capazes de estimular a dilatação dos vasos, minimizando riscos, diz Maranhão. O responsável pelo relaxamento é o aminoácido arginina, utilizado na produção do óxido nítrico, uma substância reconhecidamente vasodilatadora, usada inclusive em hospitais.
 
As nozes também apresentam um grande conjunto de antioxidantes, como o ômega-3 e os polifenóis, diz a bióloga Maria Gomes da Silva, do Instituto de Tecnologia de Alimentos, em Campinas, no interior paulista. Mas você já ouviu falar que elas são calóricas, certo? E são. No entanto, apesar do alto conteúdo energético, não há evidências de que levem ao ganho de peso se ingeridas na porção recomendada, ressalta Ros. Assim, está na hora de torná-las parceiras de uma rotina saudável.