Pólen: ganhe mais energia com os grãos

Além de levantar o pique e afastar o estresse, o pólen pelas flores retarda o envelhecimento e fortalece os músculos. E o melhor: incluí-lo na dieta é fácil

Escrito por

Redação M de Mulher

Atualizado em 11/09/2013 em

Saúde é Vital

um conteúdo de

Pólen: ganhe mais energia com os grãos
Adriana Toledo

Foto: Alex Silva

Prato principal das abelhas, os pequenos grãos que elas colhem das plantas também são um tesouro nutritivo para o ser humano. Basta uma única colher de sopa para conquistar mais ânimo e saúde.

A riqueza do pólen vem de uma parceria bem-sucedida: "O valor nutricional dos grãos é reforçado pela saliva das abelhas — repleta de enzimas e vitaminas —, usada para aglutinar as partículas e transportá-las", afirma o zootecnista Silvio Lengler, presidente da Confederação Brasileira de Apicultura.
 
O poder revigorante do produto se deve, em parte, às proteínas que possui. "Em nossas análises verificamos que ele tem uma concentração semelhante à do leite integral", compara a farmacêutica- bioquímica Ligia Muradian, da Universidade de São Paulo e da Comissão Internacional do Mel. E não estamos falando de uma proteína qualquer. "Ela contém 18 dos 22 aminoácidos essenciais, partículas que constroem músculos e que o corpo não fabrica. É por isso que precisamos ingeri-las", revela Lengler. "Trata-se, portanto, de um excelente complemento alimentar, principalmente para atletas e para idosos com perda muscular", conclui a entomóloga Lidia Barreto, coordenadora do Centro de Estudos Apícolas da Universidade de Taubaté, no interior paulista. 
 
Mais um trunfo pró-energia: "Os flocos são fontes de gorduras, como alguns ácidos graxos, que não só aumentam a disposição como ajudam a eliminar o colesterol ruim", afirma a bióloga Anna Frida Modro, da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, em Piracicaba, no interior de São Paulo. O pólen também é aclamado por seu potencial antienvelhecimento. "Uma das explicações para esse efeito seria a presença de vitaminas como a C e a E", especula Lidia Barreto. Elas combatem os radicais livres, moléculas formadas no organismo devido a um processo natural de oxidação e que deterioram as células. "Há indícios de que o pólen também forneça outros poderosos antioxidantes, classificados como flavonoides e compostos fenólicos. Em breve, iniciaremos estudos com objetivo de comprovar essa hipótese", complementa Ligia Muradian. 
 
Um arsenal de vitaminas completa a lista de virtudes do pólen. "Verificamos que ele é fonte de vitamina B2 em quantidades que se equiparam às do lombo de porco", conta a nutricionista Vanilda Arruda, também da Universidade de São Paulo. "Essa substância atua na prevenção da catarata e da fadiga ocular", continua. Outras vitaminas do complexo B, que participam do desenvolvimento do sistema nervoso e na recuperação de tecidos, foram detectadas em doses expressivas.
 
Mais um destaque dos grãos florais é o betacaroteno, composto que, no organismo, se transforma em vitamina A, responsável por proteger a visão e a pele. "Algumas amostras de pólen apresentam uma quantidade 20 vezes maior de betacaroteno do que a encontrada na cenoura, considerada a principal fonte da substância", garante Silvio Lengler. O grãozinho ainda é repleto de fibras que auxiliam no funcionamento intestinal. 
 
Para tirar proveito de tantos efeitos positivos, é preciso apostar no produto certo. "Procure adquiri-lo de farmácias, supermercados ou lojas oficiais. E verifique se a embalagem possui 0 registro do SIF, sigla para Serviço de Inspeção Federal, que regulamenta o comércio", orienta Lidia Barreto. 

Mais