Evite gastrite, úlcera e outras doenças do estômago

Descubra o que ataca estômago e o que você pode fazer para evitar doenças como gastrite e úlcera

Escrito por

Redação M de Mulher

Atualizado em 04/11/2009 em

Viva! Mais
Evite gastrite, úlcera e outras doenças do estômago

Conheça os vilões que causam problemas 
no estômago
Foto: Getty Images

Dispepsia ou indigestão

O que é?
Popularmente conhecida como gastrite nervosa, ocorre por um mau funcionamento no estômago. As causas podem ser má alimentação, ingestão de alimentos que não foram bem mastigados, refeições apressadas e sensibilidade a algum tipo de comida. Situações de estresse também podem desencadear a dispepsia. 

Sintomas
Queimação, dor contínua na boca do estômago, gases, náuseas, sensação de estufamento e de saciedade com pouca comida. 

Tratamento
Varia de acordo com os sintomas. Consulte um médico para encontrar a causa principal da doença. 

Prevenção
Comer na hora certa, mastigar bem os alimentos, fazer atividades físicas, evitar fritura, gordura e condimentos. Relaxar e não ficar tão nervosa também ajuda.

Gastrite

O que é?
Inflamação do estômago decorrente principalmente de remédios que agridem o órgão, como aspirinas e anti-inflamatórios. Também pode ser causada pela ação da bactéria Helicobacter pylori, presente em 50% da população mundial. Neste caso, no entanto, a inflamação não traz sintomas, só é percebida em exames. 

Sintomas
Quando os remédios dão origem à doença, há dor no estômago, queimação e, às vezes, hemorragia. 

Tratamento
Com remédios prescritos por um médico. 

Prevenção
Evite anti-inflamatórios ou vá ao consultório para saber como proteger o estômago dessas agressões. 

Úlceras

O que é?
Lesão na parede do estômago provocada pela mesma bactéria da gastrite, a Helicobacter pylori. "Dos 50% que a abrigam, 10% terá úlcera e 1%, câncer de estômago. Vale lembrar que o câncer é uma combinação de fatores, entre eles a bactéria e o histórico familiar", diz Jaime Eisig, presidente da Federação Brasileira de Gastroenterologia. 

Sintomas
Iguais aos da dispepsia. 

Tratamento
Os medicamentos prescritos têm a finalidade de cicatrizar a ferida e matar a bactéria. 

Prevenção
Por ser resultado de alteração genética ou da ação da bactéria, não há como evitar. Segundo o doutor Jaime Eisig, a úlcera não tem relação com má alimentação nem com o estresse.