Higiene íntima: tire suas dúvidas

Ginecologistas ensinam como se proteger de doenças e infecções com uma higiene íntima adequada

Escrito por

Redação M de Mulher

Atualizado em 20/10/2009 em

Viva! Mais

um conteúdo de

Acabe com as varizes para mostrar as pernas no verão

Proteja a sua intimidade e evite infecções!
Foto: Getty Images

A higiene adequada pode prevenir doenças?

Sim, pode evitar corrimento, irritações e até infecção urinária. Uma boa higiene não se limita a banhos diários: "Seque bem a vagina, use calcinhas de algodão e não vista calças justas com frequência", diz o ginecologista Wagner José Gonçalves. Lembre-se: mau cheiro nem sempre é sinal de falta de limpeza. O odor indica que a flora vaginal está desequilibrada ou que há uma bactéria contraída no ato sexual. Nesse caso, é preciso ir a um especialista! 

Utilizar ducha higiênica faz mal?

A ducha vaginal interna é contraindicada porque pode "lavar" a flora vaginal normal, substituindo-a por microorganismos causadores de doenças. 

Posso usar o protetor diário sempre?

Não. Ele é indicado apenas para dias em que o fluxo menstrual está fraco. "Usá-lo sempre abafa a vagina, o que facilita o aparecimento de infecções", afirma o ginecologista Oscar Barbosa Duarte Filho. Se sente que precisa de um porque tem corrimento, sinal de que a saúde não vai bem - visite um médico. Agora, o absorvente interno ou externo deve ser trocado cerca de quatro vezes por dia, dependendo do seu fluxo. 

Como cuidar da calcinha?

Deve-se sempre lavar bem a peça (especialmente se for recém-comprada) com sabonete neutro. Evite amaciantes, deixe secar bem - de preferência ao sol - e, se possível, passe com ferro. Em hipótese alguma empreste a calcinha. 

Qual o melhor tipo de sabonete?

Depende do caso. "Sabonete neutro à base de glicerina é ideal para mulheres sem secreção", diz o ginecologista Rogério Bonassi. Mas se você usa calça apertada e calcinha que não é de algodão, tem mais chances de ter problemas. "O sabonete íntimo é bem-vindo em casos de irritação. Mas vá ao médico para saber a causa", afirma Wagner José Gonçalves. Para encontrar o melhor sabonete, faça o teste, já que "todos podem dar alergia, de acordo com a sensibilidade de cada um", diz a ginecologista Maria Eugênia Caetano, gerente médica da Dermacyd. 

O papel higiênico perfumado causa alergia na região?

Possivelmente, já que a vagina é delicada, e substâncias como corantes e perfumes podem atacar a região. 

Não devo depilar a parte inferior da vagina?

A depilação normalmente não traz problemas. Mas os pelos são uma barreira de proteção natural do corpo - e tirá-los facilita a entrada de bactérias (até mesmo as do ânus). Além disso, eles podem encravar e aí sim causar uma infecção. É importante tomar cuidado na escolha do local onde fará a depilação e checar se os produtos são descartáveis.

Mais