Como conquistar o emprego dos seus sonhos

Descubra o que fazer desde a preparação do currículo à entrevista para conseguir a vaga com a qual você sonha

Escrito por

Redação M de Mulher

Atualizado em 27/05/2013 em

NOVA

um conteúdo de

Como conquistar o emprego dos seus sonhos
Reportagem: Fernanda Strazzacappa / Edição: MdeMulher
Como conquistar o emprego dos seus sonhos

Fugir dos clichês é uma maneira de ganhar pontos na entrevista de emprego para conquistar o emprego dos sonhos
Foto: Getty Images

Não sabe o que fazer para conquistar a vaga dos seus sonhos e treme de nervoso antes de uma entrevista de emprego? Pois segure a ansiedade e não saia enviando currículos. Selecionamos os melhores conselhos de recrutadores top para você desbancar a concorrência e ser a mais disputada no mercado.

Infelizmente não há uma receita padrão para se dar bem em todas as entrevistas de emprego. Mas alguns ingredientes básicos vão ajudá-la a encarar esse momento delicado com muita calma e confiança. Descubra quais são os elementos do sucesso:

Menos é mais

Currículo não é diário ou um livro sobre a sua vida. Vá direto ao ponto. Duas páginas, no máximo três, são suficientes - até para quem tem experiência. Melhor evitar textos corridos e usar tópicos. E nada de bordas coloridas, fotos e letras rebuscadas. Controle-se para resumir as informações e escrever tudo com clareza (e sem erros de português).

Detector de mentiras

Nunca minta no currículo. Não vale nem aumentar algo para parecer mais competente. Os recrutadores são treinados para saber se você está falando a verdade. Uma das técnicas é fazer a mesma pergunta de formas diferentes. Se a resposta for contraditória, eles detectam a mentira na hora. Testes comportamentais, psicológicos e de competência, redes sociais e referências pessoais também são formas comuns de verificar a sua imagem no mercado.

Descontrole, jamais

Ao ir para a entrevista, deixe a insegurança e o nervosismo em casa. Quando você está com os nervos à flor da pele, não mostra o seu potencial. Não tem problema sentir o friozinho na barriga, mas não deixe isso sabotá-la - a insegurança impede você de apresentar boas ideias e de raciocinar com clareza.

Coerência já

Não faz sentido destacar informações no currículo e, na entrevista, falar sobre competências que nada têm a ver com o seu perfil ou com a vaga. A forma como você se comunica e se comporta é avaliada também. Antes de se candidatar, pense, com sangre-frio, se você tem o perfil. Ser adequada a uma vaga não é só questão de competência, mas de como se sente em determinada função.

De olho nas redes

Participar das redes sociais é importante para manter contato com colegas, chefes e empresas que podem fazer uma proposta interessante a qualquer momento. Só que você nem imagina quanto estar na comunidade "Odeio segunda-feira" pode ser prejudicial. A pesquisa da Robert Half revela que 44% dos recrutadores não contratariam alguém que tivesse cometido deslize na internet.

Vida real

No momento em que for encarar os entrevistadores, evite usar clichês. Por mais que você tente, eles não vão acreditar que o seu defeito é ser perfeccionista e que seus colegas reclamam da sua proatividade. Eles sabem que essas construções vazias não dizem nada de concreto sobre o seu perfil. Para se sair bem, é simples: mostre o que você já fez. Fale sobre os projetos dos quais participou e dos desafios que enfrentou. Os recrutadores precisam de exemplos objetivos para entender as suas qualificações.

Vocabulário queima-filme

Fuja das frases que os recrutadores odeiam

· Sou movida a desafios.

· Quero agregar valor.

· Sou perfeccionista demais.

· Boto a mão na massa.

· Visto a camisa da empresa e não tenho medo de encarar nenhum tipo de desafio.