Como fazer uma apresentação de trabalho rápida e objetiva

Siga as dicas para uma apresentação rápida e objetiva e veja como usar a expressão corporal a seu favor

Escrito por

Redação M de Mulher

Atualizado em 11/07/2011 em

Viva! Mais

um conteúdo de

Quando está nervosa, você naturalmente encolhe o corpo. Atenção aos ombros e ao alinhamento da coluna!
Getty Images

Como se dar bem nas apresentações no trabalho
Foto: Getty Images

 

Não há coisa mais horrível do que assistir a uma apresentação chata, lida sem emoções. Claro: o segredo da boa comunicação é a fala natural, espontânea e próxima do ouvinte. Aprenda o passo a passo para um discurso perfeito
    
Passo 1
Ao chegar ao local da apresentação, cumprimente todos de acordo com o grau de formalidade exigida. Se o grupo for de pessoas próximas, vale um "olá, pessoal!". Porém, se estiver diante da diretoria, seja mais formal, citando diretamente as pessoas que compõem a mesa.

Passo 2
Em seguida, agradeça a presença de todos e a oportunidade de se apresentar. Com essas palavras, você já terá feito a introdução, conquistando os ouvintes.

Passo 3
Agora, em uma ou duas frases, fale sobre o assunto a ser desenvolvido e esclareça o problema para o qual pretende apresentar uma possível solução. Assim, os ouvintes estarão devidamente orientados sobre sua apresentação.

Passo 4
Este é o momento de apresentar a solução ao problema e afastar possíveis resistências do grupo. Para sustentar seu ponto de vista, use exemplos e estatísticas. Tais argumentos ajudam no trabalho de convencimento dos ouvintes.

Passo 5
Finalmente, conclua sua apresentação. Agradeça o convite mais uma vez e peça a reflexão ou perguntas da plateia.


Use bem a expressão corporal

· Saiba como manter a postura correta durante uma apresentação e mostrar segurança ao falar

· Evite se apoiar ora sobre uma perna, ora sobre a outra.

· Não se movimente diante do grupo sem ter um objetivo. O movimento é recomendado para dar ênfase a uma informação ou para reconquistar ouvintes desatentos.

· Não deixe os braços presos nas costas ou cruzados. Se isso ocorrer às vezes, com naturalidade, tudo bem. Porém, se ficar nessa posição por muito tempo, as pessoas poderão achar que está se protegendo. O resultado poderá ser negativo.

· Não gesticule muito nem pouco. Os gestos devem ser moderados, acompanhando bem o ritmo da fala.

· A fisionomia deve ser expressiva e corresponder ao sentimento da mensagem. Você não pode falar em alegria com um semblante triste.

· Olhe para os ouvintes enquanto fala e perceba como reagem diante da sua mensagem. Assim, eles se sentirão parte do ambiente.