7 dúvidas respondidas sobre saúde sexual

Será que é normal ter cólica? Problemas ginecológicos interferem no prazer? Essas e outras perguntas comuns foram respondidas pelos especialistas para te deixar mais tranquila

Algumas questões são bem comuns nos consultórios dos médicos e sexólogos, principalmente quando se trata da saúde. Dores, desconfortos ou dúvidas sobre pós-operatório estão entre as mais procuradas. Confira as respostas dos especialistas sobre a sua saúde sexual:

Tenho cólica depois que transo. Isso é normal?

Sim. Isso pode acontecer com certa frequência. Dependendo da posição sexual, o pênis consegue alcançar o colo do útero facilmente. As penetrações excessivas e agressivas podem gerar desconfortos e provocar a cólica após o sexo. Outros fatores são o tamanho e a grossura do pênis. Acredite se quiser, mas eles viram um incômodo e causam alguns machucados dentro da vagina. O ideal é a mulher ficar relaxada e o parceiro tentar ir com calma para não machucá-la. Quando doer demais, procure um ginecologista imediatamente. Fazer exames periódicos também é essencial para manter a saúde.

Celso Marzano, Urologista, sexólogo e autor do livro O Prazer Secreto (Ed. Saraiva)

Quando a mulher está com corrimento é mais difícil ter prazer durante a relação sexual?

É possível que isso aconteça, por dois motivos: o emocional e o físico. No emocional, a mulher pode se sentir pouco desejada por causa do corrimento e travar durante a relação. Entre essas neuras estão o fato de achar que está com uma doença sexualmente transmissível (DST) e que o marido pensa que ela está suja. Já fisicamente, o problema mais comum é a falta de lubrificação e sensibilidade, e a coceira após o sexo. Se o corrimento causar odor ou tiver cor amarelada, vá ao médico. Outra doença que incomoda é a candidíase, que coça e dá a sensação de umidade constante. Em ambos os casos, procure o ginecologista, faça o tratamento e evite as relações durante o uso dos medicamentos. Prefira calcinhas de algodão e lembre-se: o uso contínuo de antibióticos, dieta com açúcar demais e ducha íntima irritam ainda mais os órgãos genitais.

Hélio Sato, Ginecologista, com mestrado e doutorado pela Unifesp

Por que sinto dor ao fazer sexo anal? Devo dizer ao meu marido?

Na região anal existe o esfíncter, que é um conjunto de músculos em forma de anel que controla o funcionamento do intestino. Por ser uma musculatura mais rígida e menos lubrificada do que a da vagina, durante a prática do sexo anal é normal sentir dor. Para evitar esse incômodo, é recomendado o uso de algum tipo de lubrificante à base de água, que facilita a penetração.

Quando a pessoa está tensa ou com medo, a musculatura fica rígida e a dor é ainda maior. Portanto, é necessário ficar bem relaxada para que a penetração seja feita devagar, no ritmo determinado, de preferência, pela mulher. Em caso de dor ou desconforto, avise seu marido, sim. Só dessa forma ele saberá que deve ir mais devagar ou parar.

Walkíria Fernandes, sexóloga

Quais são as melhores posições para quem tem dor nas costas?

O mais importante é nunca forçar a barra, porque sempre há uma posição mais confortável para a relação sexual, basta que vocês façam as adaptações corretas. Se está com dor, pare e mude de posição na hora. Não finja que está tudo bem. E fique atenta, porque o cuidado com a postura já começa nas preliminares. Na hora da transa, se estiver com muita dor, tente ficar na posição de lado (você fica de costas para ele e a penetração acontece por trás).

Você também pode fazer sexo oral nele. Sente-se na cama e peça para ele ficar em pé na sua frente. Outra opção é deitar de lado e ele deitar de frente para você posicionando o pênis na altura de sua boca. Muitas carícias podem ser feitas sem muito esforço físico.

Maria Claudia Lordello, Sexóloga e coordenadora do Projeto Afrodite da Unifesp

Meu marido tem problemas de ereção de vez em quando. Qual a causa e como ajudá-lo?

Quando não é sempre que acontece, o problema costuma estar relacionado a fatores psicológicos, como estresse, complicações no trabalho e dificuldades financeiras. Ainda assim, isso pode interferir na autoestima masculina. O homem fica inseguro e ansioso na atividade sexual, o que libera adrenalina, provoca a queda da circulação de sangue no pênis e, consequentemente, a perda da ereção. Após os 50 anos, a disfunção erétil é uma doença com maior ocorrência. Ela pode ser mais grave ou mais branda. A boa notícia é que o problema tem cura e o tratamento depende da causa. Os principais fatores de risco são: diabetes, sedentarismo, hipertensão, obesidade e tabagismo. Alguns tratamentos médicos muito agressivos também podem levar à impotência sexual.

Sandro Mendonça de Faria, Urologista, presidente da Comissão de Educação Continuada da Sociedade Brasileira de Urologia

É normal a vagina fazer barulhos estranhos durante o sexo? 

Isso é bastante comum. E não se preocupe, porque esses barulhos são absolutamente naturais. Eles acontecem por causa da introdução e da retirada do pênis ou de um acessório sexual. Nesse ato, o ar do ambiente entra na vagina e precisa sair de alguma maneira. Como a penetração deixa pouco espaço, o ar sai por uma frestinha. Isso faz barulho e provoca o que chamamos de gases vaginais.

Para evitar constrangimentos, troque de posição durante o sexo. Outra dica é usar lubrificante em gel à base de água. Se forem encarados com naturalidade pelo casal, esses barulhos não incomodam e podem até virar motivo de brincadeirinhas.

Celso Marzano, urologista, terapeuta e autor de O Prazer Secreto (ed. Éden)

Tirei o útero: vou perder lubrificação e prazer?

Não no aspecto físico, pois a lubrificação genital é feita por glândulas que ficam na parede vaginal. A chamada frigidez – a diminuição do desejo sexual, que provoca também a falta de lubrificação vaginal – está ligada a fatores psicológicos. Conciliar família, amigos, trabalho e interesses pessoais com o sexo não é tarefa fácil. Não bastasse tudo isso, há ainda situações que causam estresse, problemas que afetam o controle emocional e levam ao envelhecimento inevitável do corpo. Resgatar os desejos sexuais da juventude não é impossível. Para isso, devemos manter a sexualidade sempre presente.

Celso Marzano, médico urologista e terapeuta, autor de O Prazer Secreto (ed. Éden)

☆ Descubra o significado de VÊNUS no seu Mapa Astral ☆