Casei com o ex da amante do meu marido

A amante roubou o marido de Luciana Gonçalves, mas agora ela é noiva do ex dela. No final quem se deu bem foi Luciana!

Casei com o ex da amante do meu marido

Luciana Gonçalves cedeu aos encantos de Márcio e provou para todo mundo que ele é um excelente marido
Foto: Getty Images

Luciana Gonçalves, 32 anos, dona de casa do Rio de Janeiro (RJ) sentiu um frio na barriga quando o Edson, seu marido, a chamou para conversar. Como mal se falavam nessa época, percebeu pelo tom da voz dele que a notícia seria ruim. Fecharam a porta do quarto e sentaram na cama. A primeira frase que ele falou a deixou atordoada: “Estou indo embora de casa para não trair você”. Conheça a história completa de Luciana:

“Fiquei pasma. Aquilo não podia estar acontecendo comigo! Chorei, gritei, questionei. Para mim, só o fato de o meu marido desejar outra mulher já era uma traição. O meu casamento tinha acabado. Eu não acreditava.

Pedi para ele ficar. Edson disse que a outra, uma tal de Fernanda, era infeliz no casamento e que ele precisava dar um pouco de felicidade a ela. ‘Quer dizer que eu não mereço ser feliz e posso ser abandonada pelo próprio marido?’, pensei. Só me restou uma alternativa: sofrer sozinha. Me senti um lixo. Ele arrumou as malas e saiu de casa para nunca mais voltar”.

Ele mudou de emprego e de comportamento

“Estávamos casados havia 13 anos e tínhamos dois filhos, um de 4 e um de 9 anos. Edson era um homem quieto e pouco afetuoso, mas sempre foi um bom marido. Jamais desconfiei da sua lealdade, e acho que ele realmente foi fiel a mim nesses anos todos.

Quando Edson conseguiu o primeiro emprego com carteira assinada, em uma fábrica de roupas, eu sabia que nossa vida mudaria. Mas achava que seria para melhor. Afinal, pela primeira vez íamos ter alguma estabilidade financeira. Mal sabia o que me esperava.

Meses depois, o Edson começou a se perfumar para ir ao trabalho. Ficou vaidoso, metido e meio esnobe. Ele não me desejava mais. Nossa relação, definitivamente, não era mais a mesma. Eu podia contar nos dedos as ocasiões em que meu marido me dava bom-dia ou boa-noite. Na hora de dormir, ele nem se aproximava de mim. Passei quase dez meses observando essas mudanças de comportamento sem dizer nada.

Comecei, então, a suspeitar que havia outra mulher na vida dele. Com frequência, Edson me contava que uma de suas colegas do trabalho, a Fernanda, chorava no expediente porque o marido a maltratava e era violento. Eu achava aquilo tudo muito estranho e pedia para ele se afastar da moça. Aquela mulher só podia estar tentando seduzir meu marido. Não deu outra! Em vez de ignorar o papo dela, Edson fez exatamente o contrário: se apaixonou”.

O pior Natal da minha vida

“Fechamos aquele ano sem dívidas. Era a primeira vez que isso acontecia. O Edson nem precisou fazer seus bicos como pedreiro. Parecia que finalmente teríamos um Natal tranquilo e feliz com as crianças. Parecia. Duas semanas antes, meu marido me abandonou. Foi morar com a mãe. Eu não tinha dinheiro nem para colocar comida na mesa. Ainda assim, o Edson passou a noite de Natal com a gente. As crianças não ganharam presente e comemos arroz com linguiça na ceia. Para completar, a tal da Fernanda ligava para o Edson a cada dez minutos. Eu queria que aquela noite acabasse o mais rápido possível!”

Quis estragar a vida dela

“Eu estava disposta a ter o Edson de volta. Num momento de raiva, liguei para a casa da Fernanda. Queria contar tudo para o marido dela. Como consegui o telefone? Fácil. O Edson ligava para ela da nossa casa e as ligações ficavam registradas na conta de telefone. Dá para acreditar em tamanha canalhice?

Do outro lado da linha, o Márcio, marido da Fernanda, me falou que estava saindo de casa e que não queria mais saber dela. Comecei a chorar quando percebi que ele não seria a solução para o meu problema. Saber que o Edson e a Fernanda estavam prestes a morar juntos me deu a certeza de que eu tinha perdido meu marido para sempre!”

Casei com o ex da amante do meu marido

Me senti vingada quando nós quatro nos encontramos

“Fui morar com a minha mãe. Trabalhava em festas infantis para ajudá-la com as despesas de casa. Entrei na Justiça para receber a pensão do Edson e ganhei o processo. Mas não tinha a menor vontade de sair de casa. Estava deprimida.

O Márcio, ex da Fernanda, me ligava quase todos os dias para saber se eu estava bem. Ele tentava levantar meu astral, mas eu só chorava. Demorou um ano para nos conhecermos pessoalmente. Nos encontramos em um shopping, com meus dois filhos.

Senti uma vibração boa logo no primeiro instante. Parecia que a gente se conhecia há muito tempo. Foi um encontro divertido. Meus filhos brincaram no parque, comemos lanches, tomamos sorvete e conversamos muito. Depois disso, o Márcio me convidava para passear todos os finais de semana. Até que ele me pediu uma chance. Disse que queria me fazer feliz. No início, achei que aquilo era loucura. Depois, cedi. Afinal, ele tinha me encantado!

Começamos a namorar. Minha família era completamente contra. Todos achavam que eu queria me vingar do casal de pombinhos. Mas nunca pensei nisso, de verdade. Se bem que senti um certo prazer quando nós quatro nos encontramos em um ponto de ônibus. A Fernanda me olhou da cabeça aos pés e o Edson ficou sem graça”.

Estamos juntos há um ano e pretendemos nos casar

“Ao contrário do que a Fernanda dizia para o Edson, Márcio nunca foi violento comigo. Ele é animado, carinhoso e atencioso. Me trata com muito amor e cuida dos meus filhos como se fossem dele.

No início deste ano, Márcio teve a chance de provar para a minha família o quanto gosta de mim e dos meninos. Uma enchente invadiu a casa da minha mãe e destruiu tudo que tínhamos: roupas, móveis, eletrodomésticos… Ele nos socorreu e fez o que pôde para salvar nossas coisas. Depois disso, alugamos uma casa e conseguimos mobiliá-la aos poucos.

Sou muito feliz ao lado do Márcio. Estamos juntos há um ano e planejamos nos casar. Sei que hoje tenho uma família de verdade e agradeço a Deus todos os dias por esse presente. Já o Edson e a Fernanda não tiveram um final tão feliz assim. A paixonite dos amantes, infelizmente, já acabou”.

“Encontrei uma mulher de verdade”

 
“Quando me separei da Fernanda, não acreditava que um dia encontraria uma companheira de verdade, que assumisse um compromisso sério. Mas aí, ao tentar aliviar o sofrimento da Luciana, inesperadamente, me envolvi. No começo, não foi fácil. As pessoas faziam muitas fofocas a meu respeito e eu era visto como um cara violento. Graças a Deus, a Luciana acreditou na minha índole e confiou em mim. Muita gente tentou destruir nossa união, mas nosso amor foi mais forte. Tenho três filhos de outros casamentos e amo os dois meninos da Luciana como se fossem meus. Sei que Deus nos proporcionou essa chance para vivermos juntos para sempre!”, conta Márcio Ramos, 39 anos, empresário, Rio de Janeiro, RJ.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s